GIRL’S DAY fala de complexo de inferioridade, dietas forçadas e velhice. Em sete minutos.

vlcsnap-2014-02-10-20h55m25s13

Após três comebacks consecutivos apelando para o rabaço concept, Girl’s Day foi alçado ao top 5 de girlbands coreanas, de acordo com aquele ranking maravilhoso e que emputeceu todas as fanbases. Além disso, elas fecharam janeiro com a maior música do mês segundo o Gaon, mais uma prova de que elas de fato conseguiram estabelecer seu nome e agora são competição pra valer. Por conta disso, elas foram em um daqueles talk shows com nomes nonsense em engrish pra rebolar e depois bater um papo rápido. A quantidade de merda sem sentido vale nota, de verdade.

Pra começo de conversa, revelaram que mesmo Girl’s Day sendo um nome de merda, isso ainda é melhor do que as outras ideias originais, que incluíam DIAMANTE e SORVETE. Além disso, elas pretendiam incorporar os dias da semana em seus stage names, tipo WEDNES SOJIN e THURS MINAH, trocando o “day” pelo nome das integrantes. Reação geral é mais ou menos a mesma dessa gata na plateia:

Com esse tipo de direcionamento, depois não sabem por que floparam por tanto tempo, né?  O flop por sinal foi outro ponto levantado por elas. Aparentemente, elas sentiam inveja de Sistar e Miss A, porque debutaram ao mesmo tempo que elas e ficaram conhecidas muito antes. Talvez porque elas apelaram pro rabaço concept muito mais cedo e não tiveram uma música de debut tão grotesca quanto TILT MY HEAD? Sorte de Hyeri e Yura que não tiveram nada a ver com nada disso. *O*

comemore mesmo. @_@

Além disso, as quatro falaram em meio a risadas sobre como estavam morrendo de fome, mas não comeram nada horas antes de subir no palco pra não ficarem com uma pança evidente nas roupas, porque estar numa girlband significa ter um visual jovial e saudável, logo, você não pode comer frango frito nunca mais. Sério. Yura tava lá sorridente falando sobre como gostaria de comer um frangozão empanado mas não pode mais.

Pra fechar, Sojin tava chorando as pitangas porque em 2015 fará 30 anos (isso em idade coreana escrota, afinal, ela ainda tem 27), e que nessa idade avançada não tem mais como fazer merdas aegyo, só rebolar o rabaço mesmo. Vocês sabem, né? 30 anos é a idade da morte pras mulheres no entretenimento asiático, então adeus, Sojin.

Com sorte elas fazem mais uns três comebacks esse ano só pra emputecer ainda mais os conservadores. Everyday, Pornstar’s Day!1!!

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s