MINI ALBUM REVIEW: Perfume – Cling cling

Finalmente está aqui, aquilo que estávamos esperando tinha algum tempo já: um novo single de Perfume que não fosse aquela bobagem de Hold Your Merda. Será que Display e Ijiwaru na Hello prestam? Ou será que a espera por esse EP/Maxi Single/Mini Album foi em vão? Check it out. @_@

Essa era de Perfume está complicada. Depois de um álbum ótimo em setembro do ano passado, elas não deram dois meses e lançaram um single esquecível em novembro, só pra passarem nove meses sem lançar nada (a não ser um digital single meia boca). Não só isso, mas tudo aponta para uma falta de direcionamento da parte de Nakata pro trio de gostosas robóticas. E apesar de haverem boas faixas nesse release, essas preocupações ainda estão bem vivas depois de ouvi-lo, o que é uma pena.

Abrindo o single temos a title track, Crin Crin, que eu já havia comentado aqui e aqui. E como eu já havia dito antes, mesmo Crin Crin não parecendo Perfume, eu já sabia que aos poucos eu iria me viciar nessa merda. E eis que isso já está em full effect. A estranheza inicial já passou e agora eu estou rockin’ ao som de CrinCrin todo. dia. É algo totalmente diferente da discografia delas, mas que aos poucos eu aprendi a curtir. Isso dito, eu espero que isso seja uma coisa de uma vez só, e não um indicativo do que devemos esperar delas daqui em diante. Não precisamos de uma variação de Kyary Pamyu Pamyu.

Segunda faixa do EP/mini/whatevs é o anticristo das faixas de Perfume, Hold Your Hand. Não existe nada que redima essa merda de música e é realmente preocupante que Nakata ache que qualquer um de seus atos mereça receber essas coisas de kawaii grudento que Perfume apresenta aqui. E o pior de tudo é que musicalmente isso é só uma versão piorada de Sweet Reflain, que já não era lá muito boa pra começo de conversa. Mas claro que ninguém na fanbase estava ligando pra essa porcaria enfiada no single, todos os olhos estavam focados na faixa número 3, Display, certo? ❤

Quando essa short version de DISPLAY aí de cima surgiu online, eu senti como se fosse um católico fazendo vigília com o resto do fandom de Jesus na frente da Basílica de São Pedro, esperando pelo anúncio papal que seria a versão final da faixa. E ela finalmente está aqui e… e… então, né. Não existe nada demais quando comparado a versão curta, o que é frustrante pra caralho.

Não existem versos novos, não rola um breakzão, é tudo bem direto e exatamente igual ao que já tínhamos ouvido antes, só que esticado até não dar mais. A única coisa nova são uns “disprei” pronunciados pelas três e que são de longe a coisa mais fraca da faixa. Agora com licença que agora voltarei para minha vigília, agora esperando que a faixa ganhe um album mix decente e que traga Party Maker/Edge (⊿ Mix) realness, porque eu queria ser blown away e não fui, já que o melhor da faixa já era conhecido.

Fechando o mini album/EP/maxi single/whatever temos Ijiwaru na Hello, que é bem gostosinha e mais uma vez apresenta um vocal menos fodido pelo vocoder e com mais harmonias por parte das gatas robóticas. É realmente gostosa de se ouvir e parece alguma coisa dos álbuns mais antigos (mas com vocais totalmente diferentes), uma bela mudança de ritmo comparado aos kawaii e b-sides de Pamyu Pamyu que temos recebido ultimamente. ❤

No geral, é bom ver Perfume lançando tanta coisa nova de uma vez após passar o ano inativas. É bom também ver um EP/maxi single em que as quatro faixas são totalmente distintas entre si, mas no geral, fica aqui um sinal de preocupação para o futuro dessa era atual de Perfume.

Já temos seis músicas dessa era e até agora as coisas não estão indo muito bem não. Koi Wa Zenkei Shisei foi uma B-Side legalzinha, mas nada mais do que isso, vai virar fillerzão. Hold Your Refrain  e Sweet Hand são totalmente intercambiáveis (e obviamente ambas estarão no futuro álbum). Já Cling Cling é boazinha (mas não parece Perfume), enquanto que Display precisa ser retrabalhada pra atingir seu potencial (se ganhar álbum mix, provavelmente vai piorar). A única faixa good to go aqui é Ijiwaru na Hello, mas obviamente ela ficará de fora do álbum (sim, sou pessimista).

Anúncios

10 comentários em “MINI ALBUM REVIEW: Perfume – Cling cling

  1. Quando escutei DISPLAY eu senti que ia ser a melhor coisa desse lançamento (porque eu não tava dando muita fé pra Cling Cling, não curti muito o instrumental quando saiu o teaser, mas adorei o visual), minha expectativa tava altíssima, aí saiu no jpopsuki e fui que nem uma louca baixar e………. broxei. Quis chorar mais ainda quando soube que não teria PV full e a short version na verdade é a única version que tem.

    Acabei gostando mais de Ijiwaru na Hello, me lembrou Twinkle Snow Powdery Snow (que eu adoro <3)

    Atualmente Hold Your Hand não me incomoda mais, até botei no celular pra ouvir pelo refrão chiclete

    1. Espere eu lançar quatro MVs do meu lead single e depois sai a review. :v (tá, mentira, eu ainda tenho intenção de fazer, assim como do Bon Voyage e de Colours, é que ultimamente tivemos álbuns mais ~relevantes por assim dizer. Mas deve rolar sim).

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s