MIXTAPE – NOVEMBRO’14

Novembro foi um mês tremendamente irregular. Tivemos lançamentos épicos, feito o álbum de Jolin e… e… é, poisé, né. Não tivemos muita coisa não. Mas os pontos altos foram altíssimos, então temos aqui uma mixtape enxuta, mas bastante aproveitável. Será que sua favorita fez o requisito? Ou ficou na peneira com Good Boy? Descubra. agora. *O*

Como sempre, vocês podem baixar um download extremamente legalizado e que obviamente não foi produzido por mim e que está aqui apenas por divulgação (risos risos), pra vocês acompanharem o post e trazer sentido a suas vidas:

BAIXE AQUI.

E é isso, vamos lá. @_@

01. GENTLEWOMEN – JOLIN TSAI: Jolin totalmente me chocou com a intro dela para PLAY/PEI/WHATEVER. A progressão dos elementos apresentados pouco a pouco na faixa criou um clima etéreo e misterioso que eu não iria apontar como sendo tipicamente de Jolin num primeiro momento, mas após ouvir essa faixa duzentas vezes, ela já virou pra mim um dos absolutos destaques da discografia dela (bem, ao menos dos quatro últimos álbuns de Jolin, que foram os que eu tive paciência de ouvir inteiros até aqui, :v).

02. SHOWTIME – WA$$UP: WA$$UP é um grupo tosquíssimo e que com dois anos de carreira possuía a icônica marca de ZERO DE APROVEITAMENTO na sua discografia, com uma faixa pior que a outra e todas audíveis somente pela piada. Mas eis que alguma coisa aconteceu nesse último EP delas, e WA$$UP conseguiu o incrível feito de entregar uma música boa de verdade pra variar. Showtime tem umas influências árabes evidentes no instrumental, e essa coisa ~étnica~ funcionou muito bem com o estilo ghetto ass bitch delas (e ainda rendeu ❤ polêmica capopeira ❤ com elas tendo que se desculpar por ralarem a xota no chão em frente a símbolos islâmicos, então não há do que se reclamar).

03. MAÇÃZINHA – T-ARA X CHOPSTICK BROTHERS: Eu achei que já tínhamos tido nossa dose anual de T-ARA com Xugafri, mas as gatas resolveram continuar a provar que são o rosto perfeito para o movimento pan-asiático, reunindo China, Coreia, Japão e Sudeste Asiático sob o domínio de música grudenta e inescapável. Então quem sou eu pra reclamar, né? Ainda mais que as duas mais sem graça (Boram e Soyeon) estavam muito ocupadas fazendo novas plásticas e não apareceram pra gravar o MV, tendo como replacements a eterna trainee Dani e uma ex F-VE Dolls qualquer. Aí sim.

04. SWEET KISSES – AMURO NAMIE: Namie largou o pancadão de lado pra seu novo single, e apesar de eu ter curtido Brighter Day, não existe dúvida que o grande destaque desse lançamento foi a b-side Sweet Kisses, que trouxe Namie entregando PAST<FUTURE realness em uma faixa curtinha e em engrish em que ela nos descreve como curte beijinho doce lá nos seus lábios (entendam esses ~lábios~ como a parte do corpo que vocês quiserem, claro). Uma pena que a faixa ganhou um clipezinho tão meia boca. Mas considerando quão safe 2014 foi para Namie, um clipe furreca era mais do que o esperado. =/

05. I’M NOT YOURS – JOLIN TSAI FEAT. NAMIE AMURO: Sendo honesto, I’m Not Yours soa um pouco datada (estamos em 2014, não 2011), mas eu estou pouco me fodendo pra isso porque esta evidentemente é a colaboração mais high profile dos últimos anos (Shakira e Rihanna could never). E o que faz I’m Not Yours realmente funcionar pra mim é o fato de Jolin não se sentir intimidada por Namienjamin Button e dividir os versos quase 50-50% entre elas. Esse é tanto um single de Namie quanto de Jolin, e é essa a grande força da faixa. Não temos aqui Biomçe se sentindo intimidadíssima por Lady Gaga e dando pra ela tipo três versos de Video Phone por medo de ser eclipsada em sua própria faixa. Jolin confia no seu taco e I’m Not Yours se torna muito melhor por isso.

06. LIKE A CAT – AOA: Eu honestamente já desisti de lutar contra AOA. Temos aqui a coisa mais basic bitch da Terra, mas que de alguma maneira está crescendo lançando release igual após release igual. E aqui temos o terceiro combo AOAxBrave Brothers do ano, e que mais uma vez funciona, mesmo sendo genérico pra caralho. Pra fechar, no esquema universal das coisas, ficamos com Miniskirt >>>> Like A Cat >>>>> Short Hair.

07. MISS TROUBLE – JOLIN TSAI: O álbum de Jolin estava cheio de faixas boas, mas acho que poucas delas alcançam o nível de puro dadaísmo de Miss Trouble. Existem raps aleatórios, influências de reggae, dubstep e CANTO LÍRICO, tudo largado na mesma faixa. E de alguma maneira essa merda toda ~clica~ muito bem numa das músicas mais ousadas do ano. YG Entertainment tenta fazer igual, mas falha miseravelmente (bjo pra todos os YG stans).

08. I’M DIFFERENT – HI SUHYUN: Essa aqui na verdade foi bem basicona, não passando de mais uma daquelas faixas motown-por-meio-de-Duffy que existem aos montes no k-pop. I’m Different funciona principalmente por causa do seu clipe, que apesar de não ser nada muito especial ganha vida pelo carisma e virjice de Lee Hi e Suhyun, que estão tosconas se querendo pra cima daquele gremlim Bobby. Tudo termina de maneira bem previsível, mas ainda assim bonitinha. Então tá valendo.

09. MAMA – NICOLE JUNG: Num mês estelar e cheio de delícias eu com certeza esqueceria que esse debut solo de Nicole produzido por Sweetune existiu, mas Novembro foi tão escarço de coisa boa que essa aqui acabou ganhando uma segunda ouvida de misericórdia e resolvi dar um passe livre pra Mama colocando-a aqui. Mas se eu puder fazer uma crítica objetiva, é que Sweetune deveria ter se esforçado um pouquinho mais pra esse debut de Nicole. Quer dizer, eles vem trabalhando juntos tem muito tempo por causa de KARA, e ver ela recebendo uma faixa menos memorável do que aquelas que ele produziu pra STELLAR em 2014 chega a ser ofensivo. Mas fazer o quê, né.

10. PIANO MAN – MAMAMOO: continuando seu 2014 irretocável, Mamamoo trouxe o jazz/swing de volta com Piano Man, que combinado com as vozes delas resultou numa das faixas mais fortes do ano. Até o obrigatório break de rap que o capope sempre tem funciona que é uma maravilha aqui, então honestamente não há do que se reclamar. E não, reclamar que elas “COPIARAM POISON DO SECRET!!11” não vale porque é uma forçação de barra tão grande quanto dizer que Jolin Tsai plagiou TaeTiSeo, então desistam, haters.

11. GHOST – SPICA: Estou largando essa aqui na lista mais por pena das gatas do SPICA do que por qualquer coisa. Ghost foi produzida pelos responsáveis por Russian Roulette, uma das minhas favoritas delas, mas de alguma maneira o resultado final não foi tão marcante assim. O MV morno com elas desfilando não ajudou em nada a trazer a faixa à vida, e é triste ver que a melhor tentativa delas esse ano foi láááá em janeiro com You Don’t Love Me. De resto, nada muito marcante, infelizmente.

12. LUV – APINK: SIM, ENFIEI FUCKING APINK NA MINHA MIXTAPE E NÃO PODERIA DAR DUAS FODAS PARA SEU OLHAR DE JULGAMENTO, ESTOU TOTALMENTE UNAPOLOGETIC PORQUE ISSO TÁ SERVINDO JOJO E UTADA CIRCA FIRST LOVE REALNESS, E SE IGNORARMOS QUE O CLIPE BOSTÃO EXISTE, NÃO HÁ DO QUE SE RECLAMAR, AINDA MAIS NUM MÊS TÃO VAZIO QUANTO NOVEMBRO, CERTO, CERTO?!

13. CANDY JELLY LOVE – LOVELYZ: OK, OK. O OLHAR DE JULGAMENTO DE VOCÊS PODE SER SENTIDO DAQUI, MAS ME ESCUTEM. NOVEMBRO FOI O PIOR MÊS DESDE AQUELE LÁ DO SEWOL AFUNDANDO, ENTÃO EU ESTAVA RASPANDO O FUNDO DO BARRIL PROCURANDO COISAS PRA PREENCHER AO MENOS UMAS DEZ MÚSICAS PRA ESSA LISTA. DAÍ QUE EU OUVI AMOR DE DOCINHO GELATINOSO DE NOVO APÓS ACHA-LA TERRÍVEL, DESSA VEZ COM UM FONE DE OUVIDO MARAVILHOSO E ACHEI A PRODUÇÃO INCRÍVEL, ENTÃO NÃO ME IMPORTO COM O SEU RECALQUE. PRA FECHAR TUDO COM CHAVE DE OURO, AINDA TEMOS A LETRA DO ANO, QUE ENVOLVE MOMENTOS DE PURO LIRISMO FEITO:

Se eu colocar uma colher de seu coração e engoli-la com algumas promessas brancas, eu poderei sorrir pelo dia. 

E eu não sei vocês, mas eu só consigo pensar em uma coisa com essa analogia de “engolir promessas brancas”, e considerando que estamos falando do grupo da deusa lésbica estupradora dos plugues anais, acho que essa interpretação é a correta. E isso somado à produção irretocável faz de Amor de Docinho Gelatinoso um dos claros destaques desse ano. Sim, APink e Lovelyz fechando essa mixtape. A que ponto chegamos. Mas se você não gostou, não dou duas fodas, porque as faixas valeram a pena. Então é isso aí. Não irei me desculpar.

BYE, BITCH.

Anúncios

28 comentários em “MIXTAPE – NOVEMBRO’14

  1. Gargalhando com as explicações desesperadas por ter incluído Apink e Lovelyz na seleção (de Luv eu até que gostei, mas Candy Jelly Love………….. /olhar de julgamento) e com a definição perfeita de Lee Hi e Suhyun: carisma&virjice. E tem razão, novembro foi bem qualquer coisa mesmo :v

    1. CANDY JELLY LOVE É MARAVILHOSA E ESTOU ALIVIADO PELA LIBERTAÇÃO QUE ADMITIR ISSO TRAZ. Vou poder scrobblear isso até meu last.fm quebrar ao invés de continuar desligando o scrobbler estrategicamente. *O*

  2. Bruno, admite logo que gostou de LUV, para de enrolar na mixtape, pessoa.
    Nem falou da Naeun sorriso de buceta (não sou fã do Taemin que fique claro…) com suas linhas minimas na porra da música (talvez voce nem saiba quem é ela…enfim). De todos ai consigo dar uma ouvida pra Little Apple (amo T-ARA no geon won diary da vida, com a cosplay de Krystal que nunca debuta, claro), Piano Man (adorei as tia <3) e a I'm Different, é boa pra ouvir alem do LUV, a única música do Apink que gostei realmente.

    Esse novembro foi bem merdão, e eu tava aqui esperando um post homenagem pro ♥Chaves♥Chapolin♥ na categoria ocidental, valia mais um mixtape das músicas do seriado.

  3. Tenho que confessar que talvez Candy Jelly Love seja uma das músicas que mais ouvi dessa mixtape (Só ouvir mesmo, porque não posso com o MV e os lives :v), a parte com o english horrível ❤ ''your dê best ever caime em mai laifer, your de besty immai laifer~'' ❤ e fui até atrás do instrumental da música, que é mágico, mesmo nessa péssima qualidade http://youtu.be/6hc2lbXM_s4

    ps: Bruno, tá sabendo que Goddess Hara vai ganhar ❤ seu próprio reality-show ❤ ?. Claro que a maioria dos episódios vai ser focado apenas na ~amizade~ dela e da YoungJi, aliás, não duvido que o projeto original era um reality da YoungJi mesmo, mas enfiaram ela no roommate (que tá ótimo <3), então optaram pela Hara mesmo (Porque né, um reality sobre o dia-a-dia de Gyuri seria provavelmente mais frio que o épico Jessica & Kristal , e um reality com Seungyeon contando o quanto ela é pura deixando de sair com os amigos pra ensaiar, ou alguma merda do tipo, seria pior ).

    1. Aaargh, o instrumental disso é maravilhoso, eu não preciso dessas biscates adolescentes cantando por cima, eu só quero o instrumental mesmo. pena que a qualidade tá um lixo mesmo. DDDD:

      E esse blindside de YoungJi sendo deus e muito mais popular que as outras três juntas tá maravilhoso, o desespero de Hara. é. real. e dá pra ser sentido através do monitor, é mágico. ❤

    1. O último álbum dela (PLAY) tem pra baixar no review do álbum que eu postei aqui no blog. De resto, se você tiver conta no jpopsuki, corre direto lá, mas se não for o caso, não vou mentir, os álbuns passados são um parto de se achar soltos online.

    1. Como assim tiraram Jolin da tracklist??? E jesus, Movin On Without you vai ser destruída por Ayu logo nos “NOTHING’S GONNA STOP ME / ONLY YOU CAN STOP ME” que ela não conseguirá pronunciar. Bem, pelo menos ela não ganhou Sakura Drops, porque aí seria de foder.

      ps: e POR FAVOR essa tracklist bostíssima com BE MY LAST / FINAL DISTANCE / FOR YOU / STAY GOLD no álbum e nada de Traveling, Beautiful World, Addicted To You ou Deep River. Ao menos uma das minhas favoritas (Letters) ficou pra Shiina Ringo, menos mal. DDDD:

  4. Sério não estou te julgando porque eu realmente gostei de Luv, até gravei no pendrive pra ouvir no carro e foda-se se o meu pai esta dirigindo ou não. E olha que eu nunca consegui ouvir um album ou o que quer que seja completo de Apink kk
    Amor de Docinho Gelatinoso só me convenci com essa musica depois de ouvir com o fone também então toca aqui kkk

  5. Comecei a gostar de Candy Jelly Love depois de ouvir sem ver o MV haushaushaushaus a intro do albukm delas é um pedaço do instrumental, então dá pra matar a vontade até um instrumental descente sair haushaushaush. Você já ouviu o solo da Baby Soul?? foi lançado uns dois anos antes do debut delas, e é muito bom \o/ a outra musica que elas lançaram primeiro também é boa cara :O ~deixa eu para de tentar te converter~ . Sempre fui fã de AOA, e preferia mil vezes elas na época pré Brave Brother, aaaahhh e falando em Brave Brothers, fiquei de cara quando descobri que eles na verdade é ELE, porrãããñ. Voltando a AOA, claro, ganharam “fama” depois de Miniskirt, mas as musicas delas soavam mais originais antes (menos Elvis :v). Enfim…

  6. O melhor de tudo é que eu não posso te julgar simplesmente por ter ouvido a discografia INTEIRA de APink ontem (com OST incluso /o/ inclusive a música do OST é uma das melhores delas), e olha, surpreendentemente eu dei inúmeros 5 stars, teve muita coisa boa/aproveitável, especialmente no UNE ANNEE (HUSH, Cat, STEP, BOY, I GOT YOU, essas duas últimas sendo ~~farofas~~ eloquentíssimas, com I GOT YOU incluindo uma gostosa -Eunji- a ponto de ter um AVC com o lifechanging agudo em BOOOOOOY /o/). Eu também tinha pavor delas, achava mega boring e tudo igual etc, mas depois de ter ouvido a discografia inteira com atenção… podem me internar, porém eu RECOMENDO ouvirem melhor essa delícia. Fora que do Pink LUV a única que dá sono é Once Upon a Time, o resto está entre ótimo/aproveitável, então pra quem não curte as gatas, comecem por ele, como eu. @_@

      1. HUAHAUHAUHAUAHA Mas é sério Bruno, é só ignorar os clipes bosta que elas lançam e ouvir as músicas com atenção… o problema de música cute (e ballads em geral de certa forma) é que se a gente ouve sem prestar atenção o suficiente, a gente acha que é mais do mesmo e tudo a mesma merda boring, mas não é. Eu mesmo quando ouvi o Pink Blossom pela primeira vez (quando saiu) dei delete em quase tudo, agora que ouvi de novo com atenção eu gostei de todas. Quando você tiver tempo, tenta ouvir ao menos o UNE ANNEE, é surpreendentemente ótimo @_@ Tem uma das melhores (senão a melhor) cute midtempo delas, STEP, um bom primeiro passo pra digerir as gatas, já que é mega cute sem ser irritante ou boring: https://www.youtube.com/watch?v=IzlFX1B-fFM

  7. eu ja estava fazendo minha cara de judging you mas ai li as explicações e quase cuspi o cafe na hora UHASASHUASSAHU mas sinceramente, a do apink pra mim está ok, pq finalmente elas fizeram uma musica q nao seja apelando pro oppa vem me estuprar concept, mas amor de docinho gelatinoso… amiga, assim nao tem como te defender [2] mas se vc ta gostando blz né, nao vai me fazer deixar de baixar a mixtape mesmo assim ^_^

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s