MINI ALBUM REVIEW: 4Minute – Crazy

4minute_wild_kpop2015_650-430

Eu nunca dei muita foda pra 4MINUTE. E comecei a dar menos fodas ainda quando elas se aliaram a Brave Brothers pra lançar vários singles ~maluquinhos~ e que variaram entre o completamente esquecível e o péssimo. Então quando elas anunciaram que estariam de volta renovadas #revamped, eu não criei expectativa alguma. E talvez isso tenha sido pra melhor, porque o choque causado pelo lead single foi ainda maior. CRAZY (a música) já está na corrida pra single do ano, mas e o resto do EP? Meus dois centavos sobre ele vocês descobrem agora. @_@

 

CRAZY (미쳐) é talvez minha música favorita da discografia das 4MINUTE, por conta dos versos pré-refrão de Ga-Yoon, que trazem o melhor momento de antecipação “drop the bass” desde esse vídeo. O refrão (que na verdade é um break), é outro trunfo, abusando dos sintetizadores misturados com instrumentos árabes para criar um plágio sensacional de uma tal de Boss Mode, de um nugu aí Knife Party. Até o barulho de vidro estourando que introduz o refrão veio daí. E os blackjacks tavam acusando CRAZY de ser plágio de 2NE1, né? Acusaram errado. 

 

Mas honestamente, plágio em música pop é algo tão comum que achar que isso desmerece CRAZY de alguma maneira é uma bobagem sem tamanho (a não ser que você esteja fazendo isso para ser tendencioso e hiperbólico no seu stanning de outra gostosa, aí é totalmente válido). Mas me digam: essa Boss Mode tem um clipe em que a líder avulsa delas fica apalpando o rego de duas das dançarinas em preto e branco? Não, não tem. Então desistam.

1철만 하시죠 é a segunda faixa do EP. E eu estou usando o nome em hangeul porque eu já vi tantos supostos nomes em inglês que eu nem sei qual é (quiçá se há algum) nome oficial: Cut It Out, Just Do The First Verse, One Verse, etc. Essa aqui é uma daquelas faixas em que elas cantam sobre como são strong black fierce independent women. HyunA e as outras querem que todos parem de julgá-las, e que se você não gosta delas, que pause a música no primeiro verso e deixe prá lá. Insolência sempre foi o forte delas, e  1철만 하시죠 é mais um exemplo disso.

 

Tickle Tickle Tickle é o outro grande destaque do EP. Eu tenho quase certeza que isso é plágio de alguma coisa. Eu reconheço esse loop de sirenes que permeia a música toda de algum outro lugar, mas eu simplesmente não. consigo. lembrar. de onde. A backtrack é extremamente sassy, e funciona muito bem com a temática de se querer o toque do seu peguete em seu corpo (no caso de 4MINUTE, toque do peguete = piroca do peguete).

Stand Out (feat. Manager) foi composta e escrita por Jiyoon, o que me faz gostar mais dela, porque isso aqui é ridículo na medida certa. A faixa fala sobre elas encontrarem um mano que se destaca dos demais (temos até HyunA mandando um rap ridículo com partes tipo “ele não aparece todo dia, uma voz sensual, uma bunda fantástica”), e inclui o manager delas no feat. mais despropositado de todos os tempos, numa conversa de telefone em que Jiyoon fica gritando na orelha dele por 30 segundos. É tudo tão desnecessário que tira a faixa do lugar comum. Show Me por sua vez é boazinha, mas falta algo nela pra ser algo além de uma filler (talvez o manager voltando para ser xingado de novo?). Enfim, depois do rap inicial escrito pela própria HyunA, Show Me não vai a lugar nenhum.

 

Cold Rain como single promocional não foi nada demais, mas dentro do contexto do EP funciona muito melhor. É o único momento introspectivo de Crazy, e apesar de eu achar que ela funcionaria melhor se cantada por um grupo com mais *gabarito vocal*, essa é uma boa conclusão para o EP depois de toda a potência sonora e do sass exibido nas outras faixas.

Eu honestamente não esperava nada de 4MINUTE depois dos 2 anos delas trabalhando com Brave Brothers, e essa falta de expectativa só aumentou o impacto desse EP, que é provavelmente a coisa mais coesa que elas lançaram nos últimos anos, senão em toda a carreira delas. Todas as acusações de plágio não tiram o brilho desse mini, que não só provou que elas como girlband não estavam no fim da linha, como também reacendeu minha fé nelas. Eu até não me oporia a um repackage, caso ele trouxesse mais umas duas faixas tão boas quanto as apresentadas aqui.

DESTAQUES: Stand Out, Tickle Tickle e CRAZY.

MEIA BOCA: Nada, honestamente. Só achei que Show Me e One Verse não tem tanto replay factor quanto o resto.

18 comentários em “MINI ALBUM REVIEW: 4Minute – Crazy

  1. Pô, concordo com essa questão do plágio: do que era pro que virou, quando é que a(s) pessoa(s) que criou(aram) a tal faixa pensaria(m) em colocar gatas em roupas justíssimas rebolando e com dançarinas de bundas pro alto, enquanto são apalpadas? Tirando o apelo visual, acho que os vocais ornaram, sem nenhuma doida gritando loucamente – Hello,Venus! CUBE, paga esse povo! Conseguiu fazer vinho dessa água! 😉
    Agora, na guerra contra 2NE1, imagino a Bom fazendo a parte da Ga-Yoon… >_<

  2. Esse moço DJ aí tbm é acusado de plagiar uma galeres… o sujo falando do mal lavado huahuahua

    Isso de plágio em 2015 tá tão processo em 2014 que eu já me acostumei. Melhor plágio do que #BraveSoundDropIt de novo (mas se for pra usar plágio pra defender uma gostosa, eu uso).

    Tickle Tickle Tickle é minha fav de longe ❤

  3. Fiquei muito feliz por elas terem voltado com músicas tão boas (acho esse e o Hit Tour Heart os melhores delas) e Crazy deve ser a melhor coreografia delas de sempre.

    Apesar de ser meu grupo preferido é fato que fora as 2yoon , as outras cantam quase nada (no sentido de qualidade mesmo), mas Hyunah sempre compensou no star quality, Sohyun pra mim tá supreendendo nesse quesito também, compôs nesse álbum, tá em tudo que é programa de auditório e tá apredendo violão. Jihyun se destacava na dança no début, fazia a Kimberly das PCD kkkkkkk, mas dps só foi ofuscada tadinha.

    Agora é rezar pro repackge ser melhor que Is It Popping, amém!

  4. Sempre imaginei a Gayoon como bias do Bruno, por motivos dela sempre soltar uns deboches pra boybands, incluindo Beast, e sempre que pedem pra ela dançar coreografias alheias ela fala que não sabe pq n assiste Tv, rainha desdenhando dos idols kkkkkkkkkk. A gata por sinal virou produtora de moda do grupo desde do 4minute world.

    Amo todas, mas tenho um carinho especial pela JiYoon por cantar mais que a lead vocal, fazer rap melhor que a lead rapper, dançar mais que a lead dancer, tão macho quanto a Amber, possui as melhores perucas do grupo e todas performances do début usou óculos escuros ❤ (ok que Sohyun dançava com uma mochila nas costas, mas ainda acho icônico)

  5. O mini é realmente muito bom. Fico feliz pelo grupo, de verdade. Elas foram o primeiro grupo de gatas que eu vi do capope bem na época que tinham lançado Hot Issue então vendo elas voltar a fazer algo bom, me deixa bem contente. Não sei se o mini supera o For Muzik (ainda ouço até hoje), mas é um forte candidato sem dúvida. Vamos ver, se eu ouvir o mini por mais de dois anos sem cansar, acho que coloco ele em primeiro. Quem sabe? hahahahha Definitivamente já superou HuH (que era o segundo colocado btw).

    Sobre as acusações de plágio, eu sei que nem todo mundo tem obrigação de saber lei de música e copyrights e definitivamente ninguém em obrigação de saber como produzir uma música além de mim e as outras pessoas que trabalham na indústria mas se for fazer acusação de plágio, tem que ter provas. Plágio, assim como roubo, assim como qualquer crime grave, precisa ser provado em juri e tudo o mais. Não adianta nada colocar duas, três, vinte músicas similares no mesmo vídeo que isso não significa plágio. Chore, berre, fique #boladona e corte os pulsos se servir de alívio, mas uma música não será condenada por plagiarismo só porque o publico quer.

    E se alguém aí está realmente se perguntando mesmo sobre a questão eu respondo que não, Crazy não é plágio de Boss Mode. Aliás as músicas não são similares ao ponto da comparação sequer existir, mas enfim. (Como opinião pessoal, Knife Party é bom e a música é ótima e eu altamente recomendo fãs de eletrônica ouvir mais deles).

    1. Exatamente, acusações de plágio nunca dão em nada, e quando uma música REALMENTE se parece com outra, muito provavelmente os produtores se deram ao trabalho legal de pagar pelo sample, porque ninguém em sã consciência vai se arriscar a queimar um ato que PAGOU pra ter uma música X só pra depois descobrir na mídia que ela é plágio da música Y. É queima-filme demais, pro ato e pros produtores.

  6. Crazy ja ta na lista das mais tocadas. E quando ouvi tickle tickle tickle so consegui lembrar de blurred lines,enfim…
    Os “eh eh eh eh eh” de show me ajudaram a tira-la de meia boca para otimaa.

    O resto é resto,apesar que a com varios nomes é boa tambem.

  7. Tickle Tickle Tickle tem uma vibe muito Janet Jackson + Grace Potter (com seu Paris uh lala), só eu achei isso? Achei a nota merecida ❤ Espero que elas recebam o conhecimento que merecem agora.

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s