MINI ALBUM REVIEW: Lim Kim – Simple Mind

Lim-Kim-2

Eu já disse isso antes, mas digo de novo: nenhum single de Lim Kim até hoje havia me feito prestar atenção no trabalho dela (sim, Goodbye 20 foi uma boa música, mas não cativante o suficiente a ponto de baixar EP, ouvir discografia pregressa, virar stan, etc). Isso definitivamente mudou quando Awoo foi lançado como buzz single do terceiro EP dela. Dia após dia a música se tornou mais grudenta e agora eu sou capaz de ouvir Awoo em loops de 30min sem nem perceber o que eu estou fazendo. Com tamanho poder, lógico que eu me vi obrigado a baixar o EP para comentá-lo. Então cá estamos nós, na review de Simple Mind, pra ver se algo mais nele alcança o brilhantismo do buzz single. Venham, povo.

 

Lim Kim na verdade é parte de um duo de folk pop, Togeworl (a romanização mais tosca que eu já vi pra tugaewol, “par de meses”), coisa que eu não sabia até tipo ontem. O último single deles é bonitinho até, mesmo que lugar comum por soar demais como música de coffee house (como basicamente toda a cena k-indie). E foi exatamente o fato dos dois singles de Simple Mind NÃO SOAREM como o k-indie típico que me chamou a atenção. Isso e, claro, a voz dela ser única e facilmente identificável, coisa que é raridade na cena capopeira (acho que eu consigo identificar de ouvido CL, Park Bom, Jimin do AOA, BoA, essa gata aqui e… e… é, e agora Lim Kim). Sem mais delongas, vamos logo pra um review track by track esperto.

 

Awoo é uma faixa difícil de descrever. É um híbrido de R&B com pop com electro com folk e sabe-se lá mais o quê, resultando numa música simples, mas única o suficiente. A letra espirituosa é outro ponto alto, e se vocês não deram uma olhada nela, eu recomendo caçarem online porque ela é cheia de duplos sentidos sobre Lim Kim ser uma gata rebolando o cu para o g0y que ela quer pegar. Sem contar que Awoo soa a par com o que as pedantes contemporâneas estão lançando, feito Tinashe, Kimbra e até mesmo Lorde. Se vocês forem analisar friamente, existe muito de comum entre Awoo e Royals, por exemplo. O clipe quirky todo em tons pastéis serve pra arrematar a coisa toda e aumentar ainda mais o replay factor de Awoo.

 

Não existe nada de especial nas palmas que abrem Love Game, o lead single do EP. Mas quando a voz dela entra em primeiro plano, a intro da faixa ganha vida. Outros elementos são adicionados pouco a pouco, mas a voz dela está sempre agressivamente em primeiro plano, o que é uma decisão acertada. Afinal, o vocal é a coisa mais memorável aqui. Eu consigo totalmente ver Love Game como sendo um single de, sei lá, AILEE, mas estando na voz dela a faixa como um todo soaria mais básica. E isso não aconteceu exatamente pelo vocal único de Lim Kim. Mais uma vez o MV ajuda muito a música a se tornar memorável, sendo extremamente colorido e todo o conceito dela eliminar seus stalkers um a um ser bastante simples, mas bem executado (destaque pra quão gostosa ela está com o novo cabelo loiro, que quase nunca funciona em asiáticas, mas que nela ficou ótimo).

Deixando os dois singles para trás, finalmente entramos em território desconhecido com as album tracks do Simple Mind. A primeira delas, Wind, apresenta um feat de Beenzino (e por isso mesmo eu me choco dessa não ter sido o lead single, já que o nome dele, o de Junggigo e o de K.Will são sempre garantia de sucesso na Coreia). E eu agradeço muito por isso, já que Awoo e Love Game são muito mais marcantes do que Wind. Vejam bem, não é uma faixa ruim, mas é o coffee house concept lugar comum de feats com TãoVocê do SISTAR. É retrô, é bossa, tem pianinho na backtrack, uns “parabarabara” de ad libs… é bonitinha, mas… é, nada demais.

Say It First é a primeira balada do mini, e se baseia basicamente numa caixinha de música e batimentos cardíacos para compor a backtrack… até que tudo explode em sintetizadores OUT OF NOWHERE lá por 2min30s. É totalmente inesperado e algo que salva a música de ser totalmente sonolenta. É uma faixa de término de namoro que por si mesma não é lá muito memorável, mas que eu vejo funcionando muito bem como OST, por exemplo. No More apresenta um pouco mais de pulso e acelera as coisas. É uma filler gostosinha que abre com um toque circense que imediatamente me traz lembranças do Modern Times, então ponto pra Lim Kim (volta, IU).

DIS BITCH totalmente me chocou entregando synthpop americano dos anos 80 do começo ao fim para a faixa 6, Upgrader. Essa é de longe a música mais direta e menos hipster do álbum, e é com certeza a melhor das album tracks. Sério, ouçam isso aqui na playlist do soundcloud ali em cima, é pop feito direito, sem firulas, sem break de rap, sem dubstep. Vale muito a pena. Pra fechar o álbum, temos Paper Bird, outra balada. Ela é quase uma repetição de Say It First melodicamente, só que acústica. Não sei o que dizer além disso. Faltou algo que a deixasse marcante (algo além da voz dela, digo). A duração longa além da conta e o fato do meu coreano não ser bom o suficiente pra apreciar a letra por si mesma faz dessa aqui uma faixa completamente descartável. Upgrader seguida de uma instrumental de Awoo seriam um final muito mais digno para um EP que estava indo bem até aí (e sim, digo isso por gostar de instrumentais, diferentemente do Xuxa Fandoms).

Simple Mind é um trabalho sólido e que mostra evolução em Lim Kim (os trabalhos anteriores dela não apresentavam a pegada eletrônica vista em algumas das faixas aqui). Não é um EP perfeito, já que existem algumas fillers óbvias aí no meio, e as duas baladas também não são tão boas quanto elas poderiam ter sido (como eu já disse aqui antes, atos da JYP são o parâmetro pra baladas agora). Tudo isso dito, Simple Mind é um EP agradável, um que pode ser ouvido do começo ao fim sem pular faixa nenhuma. Seu principal problema é que passados os dois singles, a qualidade cai bastante e boa parte das faixas se encontram no lugar comum do k-indie. Mesmo assim, depois desse comeback Lim Kim passou a ser digna de nota pra mim, coisa que ela não tinha conseguido ser até aqui. Fico no aguardo de um EP futuro mais forte, mas com singles tão bons quanto Awoo e Love Game.

DESTAQUES: Awoo, Love Game, Upgrader.

MEIA BOCA: Paper Bird.

27 comentários em “MINI ALBUM REVIEW: Lim Kim – Simple Mind

  1. No More tem letra, composição, arranjo e instrumentos feitos pelo Jonghyun do SHINee ♥ Tava super curiosa pra saber se você ia gostar

  2. Passando pra dizer que Dougie me fez ouvir o álbum do bestie com a bomba icônica Excuse Me e chego a mesma conclusão que ele:
    Elas não tiveram vergonha de sair roubando demos de girl groups por aí.
    Ao menos está melhor que Hot Bomba

  3. Upgrader é a minha favorita, concordo com o review, apesar de ter amado o álbum ele deixou a desejar e mesmo com pouco tempo já quero outro ep tbm. Anyway, simple mind é muito bom.

  4. Acho que eu virei manager do LODIA, porque eu saio anunciando elas até no banco. Mas é, psé. É por causa do LODIA que dis bitch tá fazendo sucessinho.

    Vamos lá. Eu adoro a Lim Kim. Tanto no duo quanto no solo, principalmente porque fiquei encantado pela voz dela nos dois primeiros EPs. E ela, afinal, tem músicas consistentes, ainda que a discografia dela cheire a k-indie por quilômetros: tudo muito lento, muito blasé.

    Então, no momento em que ela jogou uma faixa que pega toda a sonolência dela e contrasta com uma batida de EDM, que choca a todos, porque na teoria não faz sentido, ela simplesmente começou a ser mostrada para o mundo.

    É só reparar que ela já lançou muita coisa, mas nunca foi detentora de uma fanbase consistente. Ela é famosa o suficiente para lançar uma OST de algum programa, por exemplo, mas não é uma artista que as pessoas disseminem por aí. É algo como: “eu gosto de Lim Kim, mas não sei dizer se sou fã”.

    Agora repara o pós-Awoo. Ela poderia lançar qualquer coisa que já teria gente comentando no Youtube: “AMO DESDE SEMPRE s2”. Sua popularidade enfim está fazendo jus, já que, Park Boram, por exemplo, que eu acho que é a Lim Kim de máscara, já que as duas só lançam música ao mesmo tempo, lançou a mesma música duas vezes e angariou uma fanbase e um spotlight que Lim Kim não conseguiu solidificar nesse tempo todo.

    Espero que ela faça muitas outras músicas com a Suran do LODIA. Contudo, é uma pena que o duo teve que morrer para receber alguma atenção. É um pouco triste de se pensar que, quando elas lançavam uma música, eram super ignoradas, mas, quando lançam para um outro artista qualquer, a faixa se torna um hit.

    (imagina só se I GOT A FEELING fosse cantada por qualquer outro grupo? Pois é, seria sucesso absoluto)
    fanfiquei.

  5. Bem gostosinho esse mini, espero que ela lance mais material eletrônico no futuro, valoriza muito mais a voz única que ela tem, além ser um resultado muito bom — Awoo + Love Game + Upgrader = ❤
    Insistia nos releases dela mais pela voz maravilhosa que pelas músicas em si. O álbum Goodbye 20, por exemplo, tem músicas cativantes mas tem muito filler pra tocar no elevador. Acho que essa gata encontrou sua vocação nesse comeback. Sem falar que ela já merece todo meu respeito como ato solo coreano que consegue não ser nem femme fatale nem menininha retardada do aegyo, encontrando uma personalidade artística de fato. Espero que continue assim.
    Dos releases coffee shop dela, sou apaixonada por este aqui:

  6. Awoo + Love Game + Upgrader = ❤ [2]

    Morro que vi o clipe de Goddbye 20 no youtube ano passado, mas fechei a janela e nunca consegui lembrar do nome da cantora até então hsuahsuahushuahsu

  7. Compartilho da sua história com a Lim Kim! Eu também não ligava muito até Awoo, mas agora estou stanning loucamente essa loira gostosa ❤

  8. O mini está bom para se ouvir ❤ Awoo é de longe a melhor música dela :v Love Game é boa tbm, mas acabou (pra mim) eclipsada por Awoo, a minha balada favorita desse mini é aquela em que ela diz FUCK YOU EX MY LOVE ❤

    Lim Kim tem futuro se continuar assim 😀

  9. Enquanto cê tá aí chamando Lim Kim de gostosa e elogiando o cabelo dela, eu só consigo olhar pro stalker que aparece aos 0:40 em Love Game

  10. O mini está realmente sólido, mas as únicas faixas que eu gostei foram Awoo, Wind e Upgrader (que me lembra ❤ Sogyeokdong ❤). As outras faixas são boas, tirando Paper Bird, mas elas não me desceram. Principalmente Love Game, algo na faixa me incomoda muito. Eu espero que no próximo comeback ela volte com um álbum seguindo esse conceito, ou o conceito de Goodbye 20 + Voice, ou misture o indie com o EDM… Qualquer coisa serve com essa voz maravilhosa, menos aquelas músicas de elevador que, aparentemente, é a única coisa que tem na discografia dela.

  11. Awoo eh uma música q caiu do céu pra hipnotizar meus ouvidos (não consigo parar de ouvir ❤ <3)
    Love Gamer me chamou atenção justamente por causa das palmas desconexas ❤
    Wind tem cara de Corinne Bailey Rae pra mim…. (eh legal, mas não vou me lembrar dela até o fim do mês)
    Say It First…. eh faixa sonífera…. sem mais
    No More eh adorável :3 a voz dela casou perfeitamente bem com a música, merecia MV
    Upgrader… não achei essa coca-cola toda mas, tah beleza pro mini-album.
    Paper Bird eh faixa sonífera nº2 … não imagino como conseguiram gravar essa música sem dormir durante a gravação.
    Vendo a coisa como um todo ficou um trabalho muito bom!
    vendo faixa por faixa…. acho q a coisa toda soh q eh fan msm…
    pra mim as únicas faixas q tem futuro eh AWOO + LG+ MN, e se forçar um pouquinho (ou com uma promoção decente) WIND.

  12. Ahhh, eu adoro a Lim Kim! s2 Fiquei feliz de ver esse review por aqui.
    Sobre não conseguir identificar as vozes no k-pop, essas cantoras “kawaii” que nós ouvimos, por exemplo Sana e Momo do Twice (foi o que veio em mente agora), são as vozes reais dela? Eu acho meio estranho alguém falar assim, imagina cantar. A Rosé do Blackpink também tem uma voz “fofinha”, então eu fiquei me perguntando se elas não estão passando pelo mesmo que a Britney e tendo que cantar foram do seu tom, adaptando para o que “vende mais”, no caso da Princess, a “baby voice”.

    Bjss AsianMixTape! s2

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s