MIXTAPE – JUNHO ’15

Junho foi um mês infelizmente mais morno quando comparado aos épicos março/abril/maio, mas isso não significa que não houveram algumas faixas boas pra salvar o mês. Principalmente se você tem tolerância pra um verão concept bem feitinho e tem mais tolerância ainda pra atos indies e pedantes. Vamos lá. @_@

01. NAMIE AMURO & HATSUNE MIKU – B WHO I WANT TO B: Até agora eu não sei dizer se essa porcaria é a melhor ou a pior faixa que Namie gravou pro _genic, se eu curto isso ironicamente ou pra valer, mas eu honestamente não me importo, já que temos Mikuzão robô entregando um inglês melhor que o de Namie por cima da versão CORRUPTED MIDI FILE de Take On Me do A-HA. Tomara que Namie tome jeito e interaja com projeções de Hatsune Miku na sua tour, ou isso aqui foi por nada.

02. PIPPI BAND – I FELL ROVE: Pippi Band (agora conhecidos pelo nome mais hipster pppb) é um trio de rock alternativo pedante coreano que eu obviamente nunca tinha ouvido falar até o EP de aniversário que eles lançaram esse ano. E enquanto todas as faixas no EP foram ótimas e mereciam uma vaguinha aqui, o grande destaque da coisa toda é I FEEL ROVE, e nem é pelo épico engrish de LOVE estar como ROVE no título, mas sim pela combinação maravilhosa do funk e do disco 70s com sintetizadores e a voz bizarra da vocalista deles. Vale a ouvida.

 

03. 45RPM – LOVE SIGN: esses 45RPM eram parte da YG, mas pularam fora da gravadora, provavelmente por medo de terem de gravar porcarias produzidas por G-Dragon ao invés desse mix super leve e agradável de new jack swing, synthpop e hip hop 90s. Love Sign é definitivamente a melhor coisa com essa pegada desde aquele duo tosquíssimo que Brave Brothers debutou no começo do ano.

04. ANDA – TOUCH: a artista anteriormente conhecida como Andamiro voltou do nada numa máquina do tempo direto de 2012 com uma versão pop pornô de Awoo da Lim Kim. O refrão com os TOUCHTOUCHTOUCH é tremendamente icônico e me deixa triste que ela tenha passado batida na GAON mesmo depois de todo o seu desespero pornô no clipe. Tadinha.

 

05. MELODY DAY – #LOVEME: Mais um dos comebacks de k-pop com uma pegada indie-hipster-pedante feito Awoo e Touch, essa #loveme parece demais as coisas que a gatinha do LODIA produz pros outros (mas que quando ela produz pra si mesma ninguém nota), e ainda tem um daqueles clipes emulando DIGIPEDI pra casar. Quem olha desatento nem percebe que não tem ninguém importante envolvido aí, que é só imitação. Então parabéns pra Melody Day e pra gravadora delas. @_@

06. GYURI X FROM THE AIRPORT – THE LITTLE PRINCE: Essa colaboração de Gyuri com uns pedantes foi ótima e verdadeiramente inesperada, mas não só isso. Ela foi melhor que os dois singles de KARA esse ano e também mostrou o que Gyuri pode acabar fazendo quando sair de KARA/a banda acabar: se tornar uma solista hipster que usa stage names ridículos feito HA:TFELT e humilha suas faves.

 

07. NICOLE – FANTASY: Vejam só, não foi só Gyuri que teve um single melhor que KARA esse mês, Nicole também o fez. O single japonês dela foi tão bom que até a b-side prestou (a b-side de Gyuri também tá ótima, podem ouvirrr). Na verdade eu nem sei dizer se prefiro Fantasy com o disco 70s concept ou se prefiro Something Special, por isso enfiei ambas aqui. *O*

08. NICOLE – SOMETHING SPECIAL: esse single é provavelmente a melhor faixa do Sweetune desde… bem, desde que KARA largou mão dele e foi trabalhar com Dublé Sidekick como todas as outras na cena capopeira. KARA deixou o ninho, mas Nicole não, então Sweetune premiou ela com uma das músicas mais vivas, alegres e resplandescentes que ele produziu em tempos recentes. Se você não gostar dessa música, procure um psicólogo ou abandone o pop asiático ASAP.

09. SHIGGY JR – SUMMER TIME LOVE: Shiggy Jr. já tinha mostrado como fazer pop leve e bonitinho de verão direito ano passado com Listen To The Music, e agora eles fizeram de novo com Summer Time Love. Honestamente, as duas faixas são praticamente iguais, mas com um poder de grude desses, nem tem do que se reclamar. O clipe emulando tv aberta dos anos 90 é só um bônus.

 

10. NAMIE AMURO – PHOTOGENIC: a quase title track do último álbum de Namie não fosse a decisão questionável de nomeá-lo com MEIA PALAVRA E UM UNDERLINE, é absolutamente incrível e quase bate Alive como melhor intro de Namie (eu disse *quase*). A backtrack, Namie egocêntrica narrando como ela tá gata e fotogênica aos quarenta enquanto você taí todo fodido aos 20, os icônicos “Put My Picture On The WAR / Everyone Knows I’m BEAUTY FAR”… tudo sobre Photogenic é excelente tirando o fato dela não ter ganho um MV ao invés de, digamos, Birthday. Paciência.

11. MAMAMOO – UM OH AH YEH, 12. SISTAR – SHAKE IT & 13. AOA – HEART ATTACK: estou enfiando essas três no mesmo balaio porque foram comebacks de verão que não foram ruins, mas deixaram a desejar pra mim. Ou talvez seja eu que estou notando cada vez mais quão formulaico o k-pop pode ser e aí me decepciono quando algo não é verdadeiramente impressionante. Um Oh Ah Yeh, Shake It e Heart Attack não são nem de longe o que seus respectivos grupos tem de melhor a oferecer, mas como passatempo fazem seu papel.

 

14. BAMBINO – OPPA OPPA: Bambino é mais um grupo nugu cheio de unnies plastificadas de Gangnam rebolando ao som de uma farofa genérica, em provavelmente nada mais do que um esquema de lavagem de dinheiro. Logo, já são as MVPs do mês aqui para o blog. Some a isso o fato delas terem revolucionado os choreography ver. no youtube com o 360° concept (adeus, eye contact version) e temos um ato digno de nota.

15. 2PM – JUMP: Continuando no clima das farofas, temos essa album track aqui do 2PM que obviamente não mudará a vida de ninguém, mas faz seu serviço direito na hora de lavar uma louça ou correr numa esteira. Nada mais a se dizer, moving along.

16. NEWS – CHUMU CHUMU: Se pro último single deles NEWS parodiou Flower e se saiu melhor que as originais, pro novo single deles temos agora as pães com ovo se apropriando culturalmente da India de maneira que eu não via desde aquela novela de Glorião Peres, coisa que está presente na backtrack e até mesmo na inflexão deles ao cantar essa Chumu Chumu. E, claro, também no MV que vocês veem aí embaixo.

 

17. PLAYBACK – PLAYBACK: Mais um grupo nugu de unnies plastificadas, mas essas aqui estão se levando mais a sério que Bambino, mesmo elas tendo um nome ainda mais ridículo e inapropriado pra uma girlband. Se você está buscando uma filler de verão, acabou de achar.

18. EXO – LOVE ME RIGHT: A crise de identidade de EXO continua firme e forte, dessa vez com essa sobra do Odd do SHINee, que foi usada de repackage pra CALL ME BABY. Mas é aquela coisa. Se eles continuarem lançando coisa boa feito esses dois singles desse ano ao invés de OVERDOSE, será que eu realmente me importo com eles serem genéricos? Não, não me importo.

19. 2PM – MY HOUSE: My House não é boa como GO CRAZY! o foi no ano passado, mas ela tem crescido em mim com o passar do tempo, o que meio que é esperado para uma midtempo sobre levar a bootycall pra casa. Bonus points vão pro coelhinho cantor.

 

20. A.KOR BLACK – HOW WE DO: Eu tô pouco me fodendo pros babacas reclamando de apropriação cultural por conta de “BLACK” no nome dessa sub-unit e pelo chola concept em uso, porque o instrumental é gostoso, o rap tá bem feito, o refrão melódico tá on point… sério, é um hip hop de verão bem genérico e gostoso, e em tempos de experimentalismos ousados e terríveis eu não poderia pedir por outra coisa.

21. TEEN TOP – AH-AH: Falando em experimentalismos, vocês notarão que eu NÃO enfiei Bang Bang Bang e We Like 2 Party nessa lista. Isso porque eu tenho ouvidos funcionais e até hoje não consegui engolir a derrapada que foram essas duas músicas. Portanto, fiquem no lugar com essa faixa gostosinha do TEEN TOP que teve um MV filmado no barzinho furreca de Excuse Me. Fiquem também com BTS.

22. BANGTAN BOYS – DOPE: DOPE não é tão boa quanto I NEED U, mas como esse mês foi fraquinho no geral, ela ganhou uma vaguinha aqui. PS: a melhor coisa sobre DOPE foi ver comentários online de fangirls dizendo que o óbvio fetichismo em ação no MV não era apelação gratuita, com justificativas elaboradas sobre como meninos com IMC16 vestidos de policial pode ser algo que tem algum tipo de coerência ou lógica. Mas depois chamam AOA de puta por fazerem a mesma coisa em Short Hair. Curioso, não? :v

 

23. G.SOUL – STOP RUNNING FROM LOVE: G.Soul teve o melhor EP do ano até aqui em Coming Home (que não teve review, mas deveria ter) do começo do ano, e infelizmente a nova leva de músicas que ele lançou esse mês não estão no mesmo nível daquelas que ouvimos em janeiro. Ele meio que virou o NE-YO COREANO nessas três músicas novas, mas ainda assim deu pro gasto, principalmente essa Stop Running Love.

24. DAVID GUETTA & NAMIE AMURO – WHAT I DID FOR LOVE: Essa aqui foi um final mais que apropriado e triunfal para o álbum da Namie, então ganhou essa mesma vaga aqui na mixtape de junho. Eu só perdoo David Guetta preguiçoso reaproveitando música que ele deu pra Emeli Sandé porque Namie entregou o melhor inglês da vida dela aqui. Mas só por isso. E é isso de junho.

DOWNLOAD ILEGAL

Nenhum sinal do single da pão com ovo de Harajuku amiga de kyary online (seria ela a 25° faixa do mês). Então se alguém achar 30TH CENTURY BOY, eu agradeço desde já. @_@ Antes que perguntem, apesar de ter achado K5 da Shishido Kavka uma ouvida gostosa, não houve nada nele que se destacasse pra mim. Lembrando também que os novos singles de SJSB, Tomomi Itano, a Ami do Dream e MAX são oficialmente de julho, mesmo os MVs tendo sido lançados semanas atrás. Japão é uma merda.

Anúncios

84 comentários em “MIXTAPE – JUNHO ’15

    1. Eu nem curti muito essa música do Playback. Mas aí eu descobri que a maknae delas, Woolim, é também a líder AND a main vocalist, e eu precisei virar stan do grupo com o que deve ser A MAKNAE MAIS FODA DO KPOP. Ela era trainee da JYP e, de acordo com esse vídeo, se ela tivesse participado do SIXTEEN, Jiwon e Minyoung teriam desistido do debut antes do fim da 1ª missão:

      E não pensem que ela é a única integrante stan-worthy nesse grupo:

  1. Eu já ia citar a Shishido Kavka hahaha
    Senti falta de Fly e Space Invader da Namie na lista tbm :p
    Nicole divando mais que sua ex-girlband ❤ Uma pena q a Jessica jamais conseguirá fazer isso vestida de colegial pagando de pré-adolescente por mais q SNSD soltem 300 Catch Me If You Can </3

  2. Mês Lulu Santos, acontece. Surpreendentemente, o que tocou mais aqui foi o álbum do 2PM; raramente eu gosto de mais que duas músicas por EP/LP deles. Jump é tão basic, mas quando eu ouço parece que baixa o santo, tem o efeito de uma lata de redbull.
    Mas o vício mesmo foi essa album track aqui que quase tem residência fixa no meu cérebro:

  3. Eu não dou um puto pros meninos do EXO, PORÉMMMMMMMM eu sou viciado em dança e sempre vejo os seus clipes, também empre tenho a impressão que os album tracks são sempre melhores que os singles, EXODUS podia ter sido facilmente uma title track. Sobre TeenTop: eu era maluquinho por eles há dois anos, mas por algum motivo perderam total a graça pra mim. E to me coçando pra começar a ouvir jpop, mas dá uma preguiça D:

  4. ❤ Dope ❤
    Vi por acaso esta delícia no facebook de uma miga capopêra e há uns cinco dias venho passando por um processo de lavagem cerebral e me transformando numa fangirl 13 anos de BTS. Socorrrr. Última vez que aconteceu isso foi em 2011 com a farofa que foi BIGBANG aquele ano. Tô com medo DDD:

  5. primeiramente: #theprettygirlsareaoa

    com isso dito: essas bichas do news são maravilhosasssssss, sempre foram assim ou não vale a pena ir atrás???

    1. Depende. News existe há mais de 10 anos. O início é bem farofinha, depois fica bom. Mas, acho que foi qdo ficaram apenas 4 integrantes que fomos premiados com os farofões feito esse aí da lista. Na minha opinião, esse é o pior deles. “Kaguya” é bem melhor…

  6. Dessa lista do Bruno, só fico com Anda (touch), Nicole (Something Special), Namie Amuro (Photogenic) e David Guetta&Namie Amuro (What I did for love).

    Gosto muito do Big Bang, mas concordo em não colocar os lançamentos deles nessa lista…

  7. Foi tão morno pra vc reciclar descrições na cara dura desse jeito mesmo?

    Sobre 30th Century Boy: Tá bom que vai ter links de um single lançado apenas em versão limitada sendo que o Japão ainda não fez o favor de upar o single da Alice Peralta, né

  8. Não consigo desver o ator que fez o live de Ao Haru Ride nessa moça do News, a de lencinho azul na cabeça. Alguém me diz que eles são a mesma pessoas, quero um motivo para terminar de ver o filme :v

      1. hahahahahaha amei Hurt Locker tbm, gostei mais do que Ring My Bell, mas a Coréia sempre flopa essas rainhas. Ring My Bell já tá quase dando All-Kill ❤

    1. Eu ligo, Luiza, principalmente quando se trata de uma boy band com uma margem de acerto tão alta quanto Infinite! \o/ (E ainda farão o favor de eclipsar o comeback de GOT7. Obrigado, rapazes!)

      1. Criei esperanças com esse teaser, ainda mais depois do comeback solo do Kim Sung Kyu , que foi bem decente. Os últimos releases deles não me agradaram muito, mas o histórico sempre pesa no meu hype.

  9. Como sempre, eu concordo com tudo! Só que do trio verão ali eu só tô ouvindo a de Mamamoo e é ocasionalmente ainda.
    Meu maior destaque esse mês acabou sendo News ❤ Cai de amores pelo índia concept deles XD
    E love me right do EXO.
    E claro, Dope do BTS, que é uma das minhas favoritas do álbum. Agora, sério mesmo que tem fã tentando dar um sentido pra esse MV? É totalmente fetichoso não importa o que elas digam. A primeira coisa que pensei quando assisti foi: BTS realizando os fetiches das fãs mais atiradas deles. Sério, eu tenho que parar mais pra ler os comentários nos vídeos.
    Esses fandons tão sempre alegrando meu dia com coisas como essas, só rindo mesmo kkk XD

    1. Um ps aqui: Nicole divou maravilhosamente! *O* Eu realmente espero que ela continue assim! Kara devia prestar atenção nessas musicas e voltar as raízes.
      E resolvi que baixarei o ep de Namie agora, ela foi tão citada por aqui ultimamente que me convenceu. O/

    1. Party já sabia que seria essa merda,o que importa é Lion Heart e You Thing :>
      Check é maravilhosa gente!
      Até o momento : Check>>>>>Ring My Bell>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Party

      1. Se alguém vier com esse papo de que elas são as novas Divine Nine, os SONES xiitas e desocupados vão tremer dos pés á cabeça de raiva e fazer de tudo pra boicotar elas, tal qual fizeram com a verdadeiras Divine Nine (a.k.a 9MUSES-1)

      2. Esperando que dessa vez o JYP acerte e não as mande pro estados unidos / ou sumir por dois anos e voltando com uma musica esquecivel.

        Já pode fazer bolão, sobre expulsão? nnn

        1. tb penso a msma coisa, se o JYP souber trabalhar bem o grupo, elas provavelmente terao um futuro e tanto (ja e elas estao e nove e tem a nova dancing queen da geracao haha)

  10. Blergh, outro verão concept esquecível e bem genérico. Espero que os outros releases sejam promissores, porque “PARTY” não animou muito não, mas ainda é mais digerível que Catch me if you can. Enfim, só fui eu, ou alguém mais sentiu uma vibe meio “California Gurls” em algumas partes da música?

    1. Nossa vc disse td. Tem muito estilo california em PARTY. Mas o kpop vive querendo americanizar suas musicas entao nem achei surpresa. Achei party legal e olha q nem curto snsd

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s