ALBUM REVIEW: Perfume – Cosmic Explorer

Perfume_-_COSMIC_EXPLORER_promo

Demoraram quase três anos, sete singles e quatro tours, mas o quinto álbum de estúdio de Perfume finalmente está entre nós. Será que ele está tão bom quanto o LEVEL 3 foi? Será que ele corrigiu (os poucos) problemas que afligiam o álbum passado? Ou será que COSMIC EXPLORER será praticamente uma single collection feito JPN antes dele? Descubram as respostas para estas e outras questões da vida a partir de agora!!1

Minha reação quando COSMIC EXPLORER foi anunciado foi curiosa. Eu não estava empolgado, mas sim aliviado pelo fim da quinta Era de Perfume. Já havíamos tido singles demais, sonoridades demais, e eu simplesmente não conseguia ver como tudo aquilo iria resultar num álbum coeso. Então eu só estava aliviado porque essa Era finalmente iria acabar e quem sabe pra próxima Perfume não mantinha as coisas mais enxutas, com três/quatro singles antes do álbum ao invés de sete/oito. Mas eis que após ouvir o álbum algumas vezes, eu saí satisfeito. Os remixes fizeram os singles mais fora da curva feito Cling Cling e FLASH funcionarem dentro do contexto do álbum, e apesar de ter uma hora de duração, COSMIC EXPLORER é uma ouvida agradável. Agradável, mas com alguns problemas estruturais irritantes que eu comentarei com mais calma mais pra frente. Mas antes disso, review faixa a faixa e playlist no spotify:

perfume melhor que sua favorita tendo toda a discografia no spotify, chequem lá!!

Navigate, a intro, era exatamente o que eu esperava que Nakata entregaria visto que o álbum se chama “COSMIC EXPLORER”: uma fatia de eletrônica psicodélica e retrô que estaria em casa num álbum setentista do Tangerine Dream. Navigate é curtinha, mas agradável, e a fluidez com que ela transita para Cosmic Explorer faz das duas faixas basicamente uma. Cosmic Explorer por sinal merecia ter PV e e estou chorando lágrimas de sangue ao saber que isso não ocorrerá. O clima de lounge/ambiência dos temas de sci-fis setentistas e oitentistas domina a faixa, e me sinto roubado de um clipe esperto com essa temática. Que bosta. Mas olha, esse combo Navigate+Cosmic Explorer é um começo triunfal para o álbum e eu adoraria vê-las voltando futuramente a explorar esse EDM retrô ao invés do EDM j-pop futurista que é marca registrada delas. Seria uma direção empolgante a se tomar.

A faixa número três é Miracle Worker, e ela sai da mesma fôrma que STAR TRAIN, sendo outra produção dele a trazer Nakata emulando Avicii nessa coisa de synthpop-meets-country. Mas sendo honesto, acho que Miracle Worker faz seu trabalho melhor do que as tentativas anteriores do Nakata. Os “what should I do?”/”where should I go?” com as vozes delas limpas e menos agudas que o normal são de emocionar o coração, aposto que lá por 2019 elas cantarão algum single sem precisar anasalar a voz, será emocionante de ver. ;_;

Next Stage With YOU vem a seguir, com uma intro que emula 80s bubblegum pop e que estaria em casa num release de Katy Perry. Quando elas começam a cantar as coisas dão uma leve derrapada, sei lá, o refrão é pouco inspirado. Pelo menos os melismas nos “aaaaahhh” e “uuuuuuh” pós-refrão são bonitinhos. Por sinal, todas as inéditas tão cheias de seções extremamente melódicas em que as três mandam vários melismas, até me comove um pouco, quero mais disso no futuro!!11

Tudo tava lindo, bonitinho e retrô, mas CHEGA DISSO. É hora. de. farofa!!1 STORY é tudo o que queríamos ver de Perfume após Party Maker. E ser a sucessora natural de Party Maker não é um trabalho fácil pra ninguém, mas STORY o faz muito bem. Demora tipo dois minutos e meio pro drop acontecer, mas quando ele finalmente ocorre, é tremendamente gratificante. As três quase não cantam, tendo suas participações restritas a basicamente fazer uma contagem regressiva em japonês, algo que só comprova que os lives dessa coisa serão ÉPICOS. Please, come to Brazil performar isso ao vivo. ;_;

FLASH é a próxima na lista e marca a primeira das velhas conhecidas do álbum a aparecer com uma nova roupagem. E eu não vou mentir, a versão do single é muito superior à versão ocidentalizada que está presente no COSMIC EXPLORER, mas a mudança é coerente e faz FLASH se encaixar bem entre os outros números Aviciizados do álbum.

Sweet Refrain vem a seguir e simplesmente me choca lembrar que essa merda é de DOIS MIL E TREZE e só está virando album track agora. WTF? E supostamente tá rolando um album mix aí, mas eu honestamente não senti diferença. Talvez o dubstep esteja menos acentuado? Sei lá. Sweet Reflain era meia boca em 2013 e continua sendo três anos depois. Fillerzão.

Quanto a faixa seguinte, Baby Face, ela é mais um dos números bonitinhos de EDM com country. Não sei por que Kyaryzão disse ter se emocionado com a faixa, já que ela é provavelmente a mais fraca das inéditas. Mas ainda assim é bem agradável, então tudo bem. E falando em inéditas, essa aí foi a última delas no álbum, e é só a faixa oito. Sim, COSMIC EXPLORER é basicamente um álbum de Girl’s Day, com todas as inéditas enfiadas na primeira parte do LP e os singles antigos enfiados aleatoriamente no fim do álbum, sem preocupação alguma com a sonoridade geral do trabalho.

Sério, eles literalmente enfiaram os singles em ordem regressiva de lançamento e pronto, NÃO FAZ SENTIDO. LEVEL 3 teve uns problemas de tracklist (oi pra Mirai no Museum sanduichada entre 1MM e Party Maker), mas isso aqui tá em outro nível. Tira-teima: TOKIMEKI LIGHTS recebeu um album mix sutil, mas que fez bem à faixa, que perdeu um pouco aquele teor de “cantiga infantil/música tema de desenho educativo da Cultura” que ela tinha originalmente pra casar com o clima do CF que a utilizou. Tokimeki Lights agora funciona melhor, e isso que eu já gostava do refrão na versão original (é bonitinho).

STAR TRAIN é a próxima e WTF essa merda aparecendo no meio do álbum sendo que a única razão que essa bosta tem pra existir é ser a faixa “fecha-show/ fecha-álbum”. Sério, a tracklist tá muito cagada. Quanto ao album mix que alegadamente está rolando aqui, ele é um daqueles que praticamente não muda nada do original, então let’s move on.

Relax In The City manteve todas as propriedades calmantes do original ao NÃO receber um remix, e eu fico bastante feliz por isso. Nakata tinha acertado de primeira o clima que ele queria passar nessa aqui, então um album mix seria totalmente desnecessário. E não vou mentir, ainda me choca que isso foi usado pra vender cerveja no Japão ao invés de vender: vick vaporub, iogurte-que-ajuda-a-cagar, centrum, hipogloss, buscofem, absorvente, aqueles biscoitos Nesfit que se dizem saudáveis mas tem a mesma quantidade de açúcar que uma trakinas, etc. Basicamente qualquer coisa combina mais com Relax In The City do que cerveja.

Deus Me Up vem a seguir e é simplesmente tarde demais na playlist pra um pancadão desses aparecer (salvo se fosse a última faixa). Assim como Relax In The City, Pick Me Up não ganhou album mix, e é compreensível. Esse double a-side foi de longe o single mais consistente da Era, então é bom ver que Nakata não sentiu necessidade de foder com as duas faixas. @_@

Cling Cling é o penúltimo número no álbum e é mais um pancadão. WTF? De qualquer jeito, Esse aqui deve ser o melhor album mix de Nakata desde Edge (⊿-mix). Ele tirou as influências chinesas da versão do single e deixou Crin Crin mais retrô, fazendo a faixa funcionar muito melhor no contexto do COSMIC EXPLORER. Ponto pro Nakata. Só acho que a nova Crin Crin deveria ter aparecido no começo do álbum, ela desceria redondo logo após a faixa título, por exemplo.

Depois de dois pancadões aparecendo aleatoriamente na reta final do álbum, COSMIC EXPLORER dá uma freada violenta e acaba abruptamente com Hold Your Hand (estou aguardando a contagem de mortos e feridos na fanbase após essa transição tosca). Olha, eu sei que isso foi digital single, mas se Cristo Amuro teve culhão pra desistir de todos os singles ao lançar o _Genic, Perfume poderia abrir mão de pelo menos um dos sete singles da Era. E pensar que DISPLAY foi barrada e esta porcaria está aqui. O horror, o horror. Que final cu pro álbum, que foi muito bom mas poderia ser EXCELENTE, não fosse a tracklist.

Não tem como defender a tracklist, ela é UM LIXO, sério. O álbum evidentemente foi quebrado em duas sonoridades pelo Nakata, o synthpop retrô setentista/oitentista e o synthpop-ocidental-com-pseudo-country estilo Avicii da atualidade. Mas ninguém te culparia caso não notasse isso, já que as faixas estão todas misturadas, sendo que o álbum poderia fazer uma transição legal de um lado pro outro via STORY (que se tornaria a peça central de COSMIC EXPLORER), deixando tudo redondinho. Imaginem o álbum assim e entendam o que eu quero dizer:

01. Navigate
02. Cosmic Explorer
03. DISPLAY
04. Cling Cling (Album-mix)
05. Next Stage with YOU
06. Relax In The City
07. STORY
08. Pick Me Up
09. Sweet Refrain (Album-mix)
10. Miracle Worker
11. TOKIMEKI LIGHTS (Album-mix)
12. FLASH (Album-mix)
13. Baby Face
14. STAR TRAIN (Album-mix)

Estaria mais claro, mais coeso e uma ouvida muito mais prazerosa como álbum (e sem Hold Your Hand e com Disprei, claro). Vou fingir que o álbum é tipo aí em cima e seguirei em frente com a vida, porque errar ordem de tracklist é um erro tão primal que me choca. Enfim, acabou-se a quinta Era de Perfume, e ela definitivamente abriu novas possibilidades para o futuro do grupo. Mas ao invés de saciar minha fome de Perfume, COSMIC EXPLORER me deixou querendo ainda mais, por conta da pouca quantidade de inéditas. Então com sorte elas lançam o sexto LP já ano que vem, caprichando no número de coisas inéditas e comprovando qual direção elas querem seguir com seu trabalho no futuro. Aguardemos pacientemente.

129 comentários em “ALBUM REVIEW: Perfume – Cosmic Explorer

  1. Kyary ficou emocionada pq ela se sentiu assaltada por Baby Face parar nas mãos do Perfume e não nas dela né, acho que seria o troço ideal para Kyary continuar a ~transição chocante para algo sóbrio e adulto~ que ela aparentemente deve tomar depois do BEST dela sair

    Sobre o álbum, Navigate+Cosmic Explorer compensa todo o terror e projeto jogado nas coxas que boa parte dos singles foram, e os album mixes estão bem melhores que os do level 3, até os mais sutis (Sweet Refrain é ótima sem o dubstep pesando a faixa inteira), mas de resto é um álbum e coeso mas que não me chama atenção em boa parte dele (Só o começo triunfal, Story e Pick Me Up mesmo). Talvez reestruturar a tracklist ajude depois, mas do jeito que está 70~75 ta ótimo

    1. “Kyary ficou emocionada pq ela se sentiu assaltada por Baby Face parar nas mãos do Perfume e não nas dela né”, só se for isso, mas ainda assim. Ela deveria se emocionar com COSMIC EXPLORER então, né? :v

      1. Kyarysus deve ter ficado com dó da shitstorm que perseguiu Perfume nos últimos anos e resolveu jogar suas fodas para a única inédita que não se sustenta sozinha no (Dora, The) Cosmic Explorer ao invés do principal destaque do mesmo

      2. kyary no máximo força uma INVADER INVADER, ela não tem culhões pra segurar uma COSMIC EXPLORER num palco, amores.
        perfume vai entrar sendo carregadas por drones ao som de navigate enquanto o palco se transforma numa nave gigante e então nocchi vai dar um backflip seguido de um split marcando o começo de COSMIC DEUS

        1. Amigo, tudo isso enquanto aparece holograma dos back dancers de Fushizen na Girl dançando e todo o público tem um stick na mão que voa pra tirar foto e mandar pro Feice.

  2. concordo que a tracklist é ruim e que as ineditas são boas, mas achei o album mix de Flash HORRIVEL, o album ganharia muito mais colocando a versão original. e display was robbed etc

    1. FLASH ficou muito Calvin Harris feat. Ellie Goulding no album mix e eu definitivamente prefiro a original. Mas se eles colocassem a original na tracklist, não poderiam fazer aquele gimmick do single de FLASH vir num segundo CD, né?

        1. não nego que o gimmick é terrível, eu mesmo disse que FLASH deveria ter saído fisicamente em março. Mas já que não rolou, aceitei calmamente o gimmick do cd extra. @_@

  3. Foi bem isso mesmo, muita coisa ficou parecendo Avicii.

    A tracklist do seu jeito ficou mil vezes melhor!!! Quando eu ouvi nem percebi que Cling Cling tava bem no estilo de Cosmic Explorer, e ficaria bem mais redondo se fosse uma perto da outra.

    Como assim essa maravilha de Cosmic Explorer não vai ter clipe? Melhor faixa do album 😦

    Na noite que eu ouvi o album eu tive um sonho com elas. Sonhei que estávamos brincando com armas de laser. A Kashiyuka me dava um tiro, sendo que eu não conseguia ser eliminado do jogo. Daí eu ia correndo atrás dela e a Nocchi dava um grito pra avisar, mas eu consegui atirar e acordei na hora.

  4. BOOOOOOM A irmã mais velha da Minah do Girl’s Day é a nova integrante do Wanna.B! (que só perde pra Pocket Girls em velocidade de rotatividade da line-up) http://www.allkpop.com/forum/threads/wanna-bs-new-member-is-girls-day-minahs-sister-june-comeback.2861/
    Tá super difícil adivinhar qual é a irmã dela nessa foto, né?

    PS: Não virei aquele capopeiro que só vem comentar coisa aleatória em posts de j-pop, é que eu não ouvi Cosmic Explorer inteiro ainda…

  5. “Imaginem o álbum assim e entendam o que eu quero dizer:
    01. Navigate
    02. Cosmic Explorer
    03. DISPLAY
    04. Cling Cling (Album-mix)
    05. Next Stage with YOU
    06. Relax In The City
    07. STORY
    08. Pick Me Up
    09. Sweet Refrain (Album-mix)
    10. Miracle Worker
    11. TOKIMEKI LIGHTS (Album-mix)
    12. FLASH (Album-mix)
    13. Baby Face
    14. STAR TRAIN (Album-mix)”

    Era só isso que eu estava esperando mesmo. Amei o álbum, e a tracklist só me incomodou pelo fato de não ter Display, mas, você veio pra me salvar e me dar um posicionamento de onde eu deveria enfiar Display.
    Apesar de ter amado, eu ainda prefiro o LVL3 (não sei se foi porque eu conheci Perfume nessa Era…).

  6. A tracklist tá extremamente cavada, mas só a existência de COSMIC EXPLORER já salva o álbum. Imagina se Kyary tivesse pegado essa delícia e joga-se logo depois da Intro de Pika Pika Fantajin, nossa eu ficaria sem palavras.
    O remix de Tokimeki Lights salvou a música. Hold Your Hand is the new Mirai no Horror. Deus abençoe STORY.
    Pra mim esse álbum é melhor q JPN e GAME, mas não superou Level3 e Triangle. Foi um passo na direção certa.

    P.S.: só eu amo STAR TRAIN servindo olhada penasativa pela janela do ônibus ao pôr do sol realness?

    1. Star Train tinha um único propósito (e pra esse propósito ela era ótima): fechar turnês e o novo álbum. Daí elas vão e NÃO usam Star Train pra fechar o álbum. Eu honestamente não entendo.

  7. cosmic explorer felizmente começa ARREBENTANDO com essa title track é simplesmente uma das músicas mais poderosas lançadas por perfume em anos. sério, entrou no panteão junto com GAME e enter the sphere, maravilhosaaargh. miracle worker, NSWY, baby face e flash (album-mix) fluem muito bem juntas e tem um toque de modismo norte-americano na medida. tenho amigos que não são fãs de j-pop que adoraram o começo do álbum (mas tiveram problemas com a segunda metade).

    a segunda metade aka vira uma compilação de singles é uma bagunça quente e tudo só piora com sweet refrain e tokimeki lights que não mudaram praticamente nada e quebram o clima classudo do álbum. se sweet refrain foi ignorada durante 3 fucking anos, não é agora que deveriam revivê-la (ainda mais sem limpar o dubstep da faixa). eu trocaria: sweet refrain, tokimeki lights e hold your hand por display, ijiwaru na hello e koi wa zenkei shisei sem remorsos.

    mais vergonhoso que a tracklist é o dvd/blu-ray da edição limitada… TEM UM FUCKING LYRIC VIDEO DE HOLD YOUR HAND QUE CONSISTE DE FOTOS. sério, quem compra isso? também sinto (e creio que toda a fanbase) muita falta de um clipe pra COSMIC EXPLORE, ainda mais que FLASH ficou tão básico (ainda que elegante). poderiam ter usado essa ideia do fundo azul e da composição feita de cima (numa coisa meio ‘feelin alright’ do capsule) pra amarrar ainda mais o conceito do álbum, uma pena que resolveram encher o dvd de merda aleatória.

    e sobre o gosto de ‘quero mais’: também fiquei e mal posso esperar pela turnê desse álbum (já que em questão de clipes ficamos chupando o dedo).
    não faço ideia de como elevarão a performance de STORY pro próximo nível, se é que isso é possível.

      1. TOUMEI NINGEN cairia como uma luva nesse álbum. e IJIWARU NA HELLO é tão feel good, fez falta nesse tracklist cambaleante.

        juro que vou fazer uma pasta separada com a sua versão da tracklist, Brunoceta. ❤

  8. Bruno, ta sabendo dos boatos de que Uee e o OC vão graduar do After school?

    Só falta enfiar as gurias do P101 junto com KaExu e E-YounGOD num after school revamped (Isso porque a Nayoung da pledis, tem after school gritando na cara)

    1. Uee não deveria surpreender ninguém, assim que o contrato expirar ela deve vazar. Mas OC me surpreende um pouco, sem OC o grupo se descaracteriza demais. PLEDIS não vai conseguir fazer a escola rotativa de Morning Musume funcionar na Coreia, porque a mudança vai acabar não sendo gradual e constante, mas sim DRÁSTICA, já que o grupo presente em SHINE e o grupo do próximo single terão tipo duas pessoas em comum se as coisas seguirem desse jeito…

      1. Sim, exatamente isso, só que o OC continua na pledis, mas como um grupo independente, já Uee vaza mesmo (mesmo dizendo iconicamente que ficaria no After School até ele acabar, querendo ser a Sayumi coreana), acho mais facil dar disband logo e colocar as outras duas no ladyTeen (que merda de nome)

  9. Cosmic Explorer tá uma delicinha, pelo menos até a metade do álbum, por isso só comprei as inéditas e o album mix de sweet refrain que ficou mil vezes melhor que a original, já o resto é dispensável, nunca curti esses álbuns mixes mesmo.

  10. Eu estou feliz que finalmente as album-mix fizeram algum sentido e conseguiu contextualizar todos os tiros para todos os cantos no nicho explorado pelo álbum. O fato é que o álbum é bom, especialmente se formos levar em conta o período de vacas magras do Nakata. Contudo, perante a discografia do Perfume – e a inevitável comparação com LEVEL 3 e Game -, ele nunca será visto com bons olhos.

    É aquela coisa, né. Eu disse aqui no blog antes: Nakata iria juntar o melhor de CAPS LOCK e o pior de WAVE RUNNER e iria desenvolver tudo para COSMIC EXPLORER (pra quê tanto CAPS LOCK assim, Japão?). Deu no que deu, e deu certo: as seções introspectivas e a sonoridade fora de tudo (e sem ser maçante como muitos acreditam que CL é) valem a ouvida. Nem mesmo Hold Your Hand, em sua terceira tentativa de tentar acontecer impediu isso: até ela serve de Rewind pra fim de álbum, e não dá para reclamar da música com cara de final que foi usada para finalizar alguma coisa.

    Display nem com muita edição serviria para o cd (na minha opinião), porque bateria de frente com STORY e diminuiria a credibilidade do EP de Cling Cling. Daí, no momento só resta esperar refinar ainda mais isso tudo e deixar nas mãos da Kyary, mesmo que seja como último recurso para mantê-la na produção unânime do Nakata.

    1. “e não dá para reclamar da música com cara de final que foi usada para finalizar alguma coisa.”

      o problema é que star train faz esse papel melhor que hold your hand e ainda é mais agradável como música, né?

    2. e quanto a display estar presente no cosmic explorer diminuir de alguma maneira a credibilidade de um EP lançado dois anos atrás: quem comprou cling cling já comprou, quem não comprou não compra mais. Então não vejo qual o problema de display estar presente em ambos. @_@

      1. acho que um album-mix de display teria sido ideal. story tem mais cara de interlude, display poderia se tornar épica com algum investimento. mas acho que foi exigência da gravadora ter todas as a-sides no álbum, daí não sobrou muito espaço.

      2. Ainda prossigo com minha opinião: Cling Cling, na teoria, seria um lançamento diferenciado para perfume por ser ~EP~, receber um buzz single e ter todo um conceito próprio que deveria diferenciar dos lançamentos normais. Por conta disso, não acho que nenhuma das músicas deveria estar no álbum, mas as que estão não fizeram nenhum mal.

        Nakata acaba tendo o defeito de mudar a intro e retirar coisas das músicas (como fez em Spring of Life) nas mixagens, e isso descaracterizaria Display: seria mais interessante se adicionassem alguma coisa nova na composição, tipo uma sessão no meio, igual tinha com Spending All My Time (e acabou sendo particularmente devorada em todas as edições que a música recebeu).

        Ainda mais que, com Display (já que Ijiwaru na Hello não entraria no álbum mesmo), pareceria imensamente que eles enfiaram todos os singles no cd e desistiram de fazer algo mais expansível. E, por mais que tenha vendido e seja cultuado, não parece meritocrático reformularem a era JPN. No resultado final, Cosmic Explorer ficou quase que a mesma coisa que Level 3, apenas mais coeso (em transição de uma música pra outra) e menos conceitual, com uma imensidão de singles, mas um diferencial expressivo que passa despercebido em JPN.

        A questão, portanto, não é ofender quem comprou Cling Cling (especialmente porque estamos lidando com Japão), mas distanciar um produto do outro na discografia, sem parecer que o álbum completo é repackage de um mero EP /fora de foco/.

        1. Tenho a mesma opinião sobre Cling Cling. Inclusive acredito que se as faixas do EP não fossem incluídas no álbum valorizaria o lançamento e posteriormente possíveis futuros EPs. Não é como se faltassem singles para fazer isso.
          Não acho que DISPLAY bateria de frente com STORY, se a gente aguenta um álbum com excesso de faixas doces como JPN não vejo problema em dois grandes bangers no mesmo álbum também. Mas talvez apostar em um Album-mix de Toumei Ningen fosse mais seguro, pena que foi lançada em um single double A-side.

  11. O álbum eh muito bom, mesmo com esses altos e baixos da tracklist.. Eu gostei de Story mas não achei ela superior a Party Maker, poderia ser um pouco mais forte .. E as álbum mix estão ótimas ❤ Cling Cling tah no repeat (de novo :v)

    1. AEDES NÃO DIZ QUE AS PESSOAS ESTÃO COM ÓDIO DE VOCÊ! EU TE AMO E SEUS COMENTÁRIOS SÃO ÓTIMOS, MAS AS ZINIMIGAS RECALCADAS NÃO CONSEGUEM VER ISSO SÓ PQ VC É AEGYO! EU TE AMO E AMO AEGYO ❤ SEMPRE TE AMAREI, AGR VOLTA A COMENTAAAAAR

  12. A tracklist desse álbum foi a coisa mais bizarra que o Nakata já fez, nunca aceitarei. Ele falou que gosta de trilhas sonoras e imaginou o álbum como se fosse uma, umas baboseiras tipo como depois de uma cena de abertura (Navigate+Cosmic Explorer) transiciona para uma cena que mostra a vida cotidiana da protagonista (Miracle Worker). Assim até faz sentido Hold Your Hand no final: seria aquela música de créditos que não tem absolutamente nada a ver com o filme e está lá só pelo buzz. Mas mesmo assim o meio do álbum continua uma bagunça que só faz sentido na cabeça dele (e isso não é um filme x_x).
    Eu também não consigo ouvir esse álbum na ordem original e dos dias que o álbum vazou até aqui fiz uma playlist com a ordem que faz mais sentido pra mim:

    01. Navigate
    02. Cosmic Explorer
    03. Next Stage with YOU
    04. Cling Cling (Album-mix)
    05. STORY
    06. FLASH (Album-mix)
    07. Relax In The City
    08. Miracle Worker
    09. Baby Face
    10. Pick Me Up
    11. TOKIMEKI LIGHTS (Album-mix)
    12. STAR TRAIN (Album-mix)
    13. Hold Your Hand
    14. Sweet Refrain (Album-mix)

    De primeira também pensei em Pick Me Up seguindo STORY, mas acho que o Nakata acertou em colocar FLASH ali. O maior problema pra mim era Hold Your Hand no fim mesmo. STAR TRAIN tinha tudo pra ser um encerramento pro álbum (um bem brega no entanto) mas acho que o Album-mix deixou a faixa mais insossa ainda. Sweet Refrain tem uma melancolia que acho que funcionaria bem pra fechar o álbum, principalmente com a maneirada no dubstep, e a sonoridade mais fria casa bem com o conceito do álbum.
    No final acho que TOKIMEKI LIGHTS é a faixa mais desnecessária aqui, apesar de gostar mais dela que Hold Your Hand. Porque DISPLAY não está no lugar de nenhuma das duas nunca fará sentido pra mim. @_@
    No fim das contas esse foi o pior álbum do Perfume pra mim, mas mesmo assim gostei dele.

  13. Voces,conhecedores de J-pop,acham que vale a pena uma pessoa que so escuta k-pop e musica ocidental baixar esse album ?

    É que to pensando no assunto

    1. vale, mas vá de coração aberto. Pra quem tá começando no j-pop eu recomendo Namie Amuro e Koda Kumi, entretanto. Elas são mais palatáveis e os últimos álbuns delas tão bem bons (_genic e Walk of My Life, respectivamente).

      1. obbg pelas recomendaçoes o/ eu ja conhecia a namie pq ouvi o feel q é otimo (tambem conheço a jolin ) e vou ver se baixo esses,pq coisa boa no kpop em 2016 ta dificil :/

  14. Eu conheci Perfume pela review de Level 3 aqui do blog, e então eu fui procurar mais sobre elas. Ouvi grande parte das coisas delas, e esse álbum não me decepcionou não. As inéditas tão muito boas e Pick Me Up não sofreu alterações, como não sou a maior entendedora de j-pop/Perfume no planeta (fiquei um caralho de feliz que agora elas tem Spotify), eu meio que não sabia o que esperar. Mas eu gostei, acho asdnaskjnd

  15. Kyary deve ser aquele tipo de pessoa que se emociona vendo o por-do-sol por que né. Mas fora isso, ta tudo muito bom, o combo Navigate+Cosmic Explorer salvou minha existência e os álbum-remixes foram quase ótimos pra mim (quase por que teve uns ai que foi basicamente bota uma coisinha a mais na backtrack pra dizer que é áLbUm R&mix).
    Já ouvi o álbum três vezes hoje e só N+CE umas 7. Realmente, só falta decorar o nome das gatas pra sair na rua dizendo ser revendedora jequiti

  16. Eu sempre me sinto muito grata as Bruno version de tracklist bosta, rearrumei a numeração do iTunes e ficou mil vezes melhor.

    Por mais que eu ame Perfume, umas coisas como Flash e Cling Cling eu nem lembrava que existiam então sim, essa Era saturou demais. Que venha uma próxima com menos autotune (no começo estranhei um pouco, mas depois de umas ouvidas estou amando), menos singles e mais inéditas.

    Dando uma olhada nos comentários prevejo muito capopeiro se convertendo ao poder do Nihon. Ironias da vida, já que na minha época era sempre o caminho inverso em que a coisa toda funcionava.

    1. fiquei o dia todo pensando que já tinha ouvido essa música antes, eis que lembrei dessa música.

      Pode não ter nada a ver, mas achei os versos/clima das duas musicas bem similares

    2. So rindo das exo-l se descabelando por causa nct
      Fans de nct falando debut deles foi melhor do ikon
      Elf jogando shade falando que agora exo vai ser esquecido

  17. AMEI o álbum e concordo que a distribuição das faixas está uma merda, e nem é como se rolasse aquela desculpa do “ain, todo mudo vai baixar e ouvir na ordem que quiser mesmo” porque o Japão deve ser o único país onde as vendas físicas ainda são as mais relevantes. E Cosmic Explorer (a faixa) é perfeita!

      1. hahahahhah há de se considerar q essa é a primeira vez, na história, que Brave Brother/ Brave sound é dito de forma inteligível! Silento tem seu mérito… mesmo q entediante… já q nada melhor do que uns Brave Saint Tropez para nos alegrar.. hahahha

  18. E qto a Perfume..vou tentar ouvir a música q vc falou q as vozes não estão tão finas..
    Eu quero gostar de Perfume mas daí as vozes delas me irritam muito e não consigo… vou tentar mais uma vez depois desse seu review!

  19. Revendo aquele MV short ver. de flash… aff… a dança é simplesmente ridícula. E é o OST de Chihayafuru? Tinha me esquecido disso… aí é q tornou aqueles chutes mais estranhos…
    Minhas preferidas do álbum são Story, Cling Cling e Cosmic Explorer.

  20. Fiquei muito feliz que não criei expectativas pra NCT, por que olha… que música mais chata… na metade eu já estava cansada dela x.x
    Mas o MV ta de muito bom gosto. Parece aquela coisa bem feita com um baixo orçamento…

      1. A SM ta acertando DEMAIS nos MVs recentes. Esse aí é um exemplo de algo que provavelmente não deu tanto gasto, mas ainda sim ficou maravilhoso por puro bom gosto.

      1. eu adorei Without You,pensei que acharia porre,mas curti muito,Já 7th Sense saturou por que já tinha saido parte de da música naquele teaser,e a coreografia é boa,mas nada tão bom.O MV ficou bem bonito,já o MV de Without you ficou confuso pra mim.
        No geral acho que é só uma palinha que a SM tá dando,tipo quando lançou Red Velvet com Happyness,pq não é album nem nada,só dois singles.

        1. Eu acho que eles vão lançar uma penca de MVs desconexos sem ter que produzir um álbum de verdade…
          Enquanto as músicas: AMEI AS DUAS (sobre 7th sense: gosto é gosto) ❤

  21. Primeiro album que eu escuto completo de perfume e no geral me surpreendi. Tem mts musicas legais.
    Depois que ouvi cosmic explorer fiquei indignada ao saber que não vai ter MV. Nãoooooooo
    E sem duvida nenhuma a pior musica é hold your hand.
    Eu n conhecia display, mas depois que vcs falaram, faz todo sentido colocar display nesse album e tirar hold your lixo.
    Cling cling é provavelmente minha preferida de perfume. Gosto mais da versão original do que o remix

    1. O nome terrível do grupo ❤ E tava com saudades de um brave sound drop it, fico feliz pela expansão internacional dele, com sorte ele expande mais ainda e produz no ocidente também. Aguardando Ariana Grande e LUDMILLA num brave sound drop it

    2. nao tinha como esse mv ser mais kpop do q isso ahhaha. Esses cenarios coloridos, roupas super estranhas, essas caras e bocas forçadissimas e logico, uma das garotas tinha que ser a escolhida pra usar o cabelo feio. Só falta a do cabelo feio ser a unica que não é a japa do grupo ahahahha

  22. Antes de tudo quero me desculpar com Bruno Oppa (que merda eu estou falando) por ter demorado pra comentar aqui. Eu fiquei MORRENDO de vontade de ler esta bagaça mas eu não podiaaaa por que eu estava fazendo meu próprio review de cosmic explorer e não queria que outras opiniões interferissem na minha naquele momento (eu sou muito facilmente influenciado, cê não tem noção).
    Mas enfim, eu gostei do Cosmic Explorer em, ficou bem bom de verdade, e a faixa título é Deus. E venha cá dono Bruno, COMO VOCÊ NÃO ACHOU A DIFERENÇA EM SWEET REFRAIN? O começo tá todo maiorzinho todo lindo todo amor ❤
    E eu meio que senti falta de uma identidade pro álbum, sei lá. JPN, que é meu favorito, tem toda uma atmosfera de calma amor e paz que é maravilhosa, Level 3 tem todo aquele lance do eletrônico e coisas modernas, esse aqui eu não vi muita identidade não. No máximo tem aquilo que tu disse de coisa 80tista mas que no fim das contas nem perdurou o álbum todo (IA SER UMA DELÍIIICCCCIIIAA UM ÁLBUM SÓ DAQUILO, PELO AMOR).
    PS: eu não sabia que fazer review de álbum dava tanto trabalho @_@ acho que pra eu fazer o meu demorou umas 2~3 horas ;-;, isso por que é de álbum que eu já conhecia umas músicas e nem é muito grande, imagina fazer review de, sei lá, nicki minaj

    1. sim, review de álbum demora um tempo, que bom que alguém note isso. /o/

      E eu não notei mudança em sweet refrain porque tem tipo dois anos que eu não escuto a original, acho eu. @_@

      ps.: posta o link do seu review do álbum aew!

  23. Gostei muito das primeiras músicas 😃 mas não sei porque tem horas que não consigo curti o resto das músicas delas por causa voz que as vezes fica aquela coisa meio voizinha de anime e as vezes fico confusa porque elas não tem cara de serem novinhas que ficam pulando de um lado pro outro
    P.S as capas estão incríveis e bem feitas! ❤

  24. …após um tempo depois do álbum lançado, eu comecei a notar 2 pontos primordiais: as novas músicas (FLASH, miracle worker, baby face, story, next stage with you) se combinam muito mais, mas a coleção de singles é uma bagunça.
    ao mesmo tempo, os singles são essenciais pois apresentam mais vocais. FLASH, STORY e next stage with you tem sessões tão longas de instrumental que se confundem com o material do capsule.
    a turnê vai precisar de um setlist bem organizado para resolver a falta de ordem do álbum + artíficios interessentes pra maquiar a falta de vocais em algumas músicas.
    músicas com menos vocais pendem danças mais intensas e eu não sei se é uma boa ideia forçá-las e evoluir a dança nessa idade, quando elas podiam estar evoluindo suas vozes e sua imagem (tornando-a mais adulta/forte).

  25. meu sonho para o próximo álbum:
    – uma temática realmente forte: sem músicas desconexas para comerciais, músicas mais profundas como cosmic explorer/edge/dream fighter/electro world ao invés de letras pra vender produto ou sobre relacionamento com um cara qlqr;

    – novos produtores: nakata parece não saber onde quer levar perfume nem parece disposto a ouvir o que as próprias integrantes desejam, então eu adicionaria novos produtores pra aproveitar apenas as faixas REALMENTE BOAS do nakata; tofubeats, usagi disco, teddyloid e até mesmo tomoko kawase seriam ótimos colaboradores;

    – imagem mais coesa, porque o clipe promocional não tem nada a ver com a arte da capa e eu não sei que diabos farão com a turnê, só espero que seja foda e sem muitos vestidos de babados.

  26. Nossa, esse clipe de Sweet Refrain até atacou minha labirintite, deixa eu me recuperar aqui, pera

    pronto, simbora
    O QUE EU ACHO:
    – A única que presta nesse álbum que é inédita é só Cosmic Explorer. Story e Flash (Album-Mix) também são muito boas, já Cling Cling eu preferia com os samples chineses, japoneses, sei lá que tubi é aquilo. Pick Me Up é até boazinha, mas Relax In The City me faz dormir. Hold Your Merda, tomando o lugar de Display, apenaxxx. Star Train, que seria a boa pra terminar o álbum, não fez seu devido trabalho.
    – Eu gostei das duas capas (normal e box, que eu saiba), mas preferia que a capa normal fosse a do box, e a do box fosse algo bem conceitual, tipo elas olhando pra cima num planetário 3D.
    – Nakata simplesmente cagou no resto do álbum! Esse treco EDM feat. Country foi simplesmente uma merda! Quando ouvi Miracle Worker eu achei que tivesse ouvindo Wake Me Up! Espero que no próximo ele faça um trabalho que preste que seja igual ou melhor que o LEVEL3.
    – A nova tour delas é na Tokyo Dome? Porque ia ser um lacre enorme se fosse dois palcos, um normal e o outro 360º e na interlude de Navigate projetasse estrelas na plateia e quando começasse Cosmic Explorer elas chegassem no palco com uma nave tipo no Xou da Xuxa.

    Acho que eles estão precisando de um diretor criativo pra esses próximos álbuns delas porquê pelo amor de Jeová EU QUERO UM PRÓXIMO ÁLBUM DECENTE!

    (já quero Cosmic Explorer repackage pra ontem)

    1. Aliás, será que é meu arquivo que tá com defeito ou na passagem da 2ª bridge pro refrão que elas cantam na segunda vez a música tipo abaixa do nada, parecendo um erro? Isso é assim mesmo ou é só impressão minha? Alguém me diz pelo amor de Jesus porque eu já to quase abrindo o Audacity pra tentar consertar essa bagaça

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s