TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2016 (PARTE 1: 100° – 86°)

001a

E chegamos ao fim de mais um ano, galera. Logo, é hora de tentarmos deixar o desgosto com 2016 de lado e nos focarmos no lado bom das coisas, como as faixas decentes/boas/ótimas que nos foram dadas nesse ano que passou. Não foram muitas, mas elas estavam lá pra quem estivesse disposto a procurar. Porque antes k-pop ruim do que ouvir Hot100 da Billboard né? Só de pensar em voltar a fazer isso aposto que alguns de vocês já começam a ter crises de ansiedade, não? :V Enfim, vamos começar. Bem vindos ao…

Ah, antes de realmente começarmos, não custa deixar uns lembretes pras gurias e guris retardados com doze anos nas costas que costumam brotar nesses posts reclamando por seus biases não aparecerem/serem cortados cedo:

(1) Essa lista representa minha opinião pessoal sobre o que eu gostei no cenário capopeiro e jotapopeiro em 2016. Sim, sua favorita pode ter lançado músicas objetivamente melhores ou mais inovadoras de um ponto de vista técnico, mas não é isso que está em pauta aqui, e sim aquilo que mais me divertiu e empolgou em 2016. Se você discorda… bem, problema seu. Todos sabemos que eu estou certo e você errado. /o/

(2) Não é porque sua favorita finalmente lançou seu álbum de adeus que eu obrigatoriamente incluirei seus novos singles aqui, mesmo que eles sejam aceitáveis. Afinal, a ideia não é fazer um panorama do pop asiático em 2016, mas sim listar minhas músicas favoritas do ano. Algumas pessoas ainda não entenderam isso, aparentemente. :v

(3) Não existe algum tipo de limite de músicas por artistas. Pode ser que um mesmo ato tenha cinco músicas na lista sem problema algum. Isso dito, eu tentei maneirar a mão nas album tracks, principalmente naquelas que não tiveram apresentações ao vivo ou que não foram usadas para divulgação de alguma maneira, de modo a ter um acompanhamento visual sempre que possível.

Agora sim, chega desse preâmbulo longuíssimo e vamos começar essa porra!!!1

ICÔNICO TROFÉU DE PARTICIPAÇÃO:
4MINUTE – HATE

[2016.02.01] ACT. 7

Mesmo num ano tenebroso como 2016, eu não consegui criar forças pra queimar uma posição de pena com essa coisa nota 5,5 do FOMINIT, logo, resolvi criar um icônico troféu de participação, já que 4MINUTE está morto e enterrado e. nunca. mais. conseguirá se redimir dessa coisa, já que elas não. existem. mais. Que pena. Pena também os versos crescentes legais desembocarem num refrão igualmente legal, mas totalmente errado pra faixa. A coisa não encaixa bem, tentaram misturar água e óleo e só não rolou, uma oportunidade perdida. Mas quando foi que Skrillex acertou na vida, não é mesmo?

100° AYUMI HAMASAKI – TASKY

[2016.05.11] M(A)DE IN JAPAN

Quando Ayumi Hamasaki fez a Beyoncé em maio e lançou seu último álbum pelo TIDAL AWA, ninguém imaginaria que ela de fato entregaria a proposta que o título do álbum alude: a de trabalhar com instrumentos tradicionais japoneses. Mas Ayu foi lá e fez exatamente isso. Talvez nenhuma faixa do conjunto faça isso melhor do que a intro, ao misturar elementos tradicionais japoneses com o pancadão pelo qual Ayu é conhecida. Não deveria, mas o negócio funciona maravilhosamente bem e cria o clima para todo o resto do álbum. O que mais poderíamos querer numa intro? PS.: Vocês ouvem a faixa aí nesse vídeo-homenagem a algum qualquer chamado Takizawa Hideaki que tem esse festival de kabuki porque foi o único que eu achei online com a música de plano de fundo.

99° DAICHI MIURA – CRY & FIGHT

[2016.03.30] Cry & Fight

Essa aqui é super contemporânea, com o combo ” intro no piano mais pancadão”. Total Calvin Harris, parece saída do Dance Club Songs da Billboard americana ou algo do tipo. Mas diferentemente das mortes horríveis presentes lá, Daichi Miura tem a decência de enfiar os peidos eletrônicos em half time horrorosos como um pós-refrão da faixa ao invés de como o ápice da mesma (o erro de Hate das finadas FOMINIT, que usa o mesmo tipo de peido grave como refrão). A coisa toda flui melhor, mesmo que ainda soe um pouco batida pela superexposição que estamos sofrendo com essa sonoridade ultimamente. E ainda temos o fato de Cry & Fight contar com a voz marcante e perfeita para o pop do cubista Miura, algo que não pode deixar de ser comentado.

98° AOA – WOW WAR TONIGHT

[2016.10.28] Wow War Tonight

Já até consigo ver as reações com Wow War Tonight aqui: “mas Brunoooooorgh, tira isso do top e bota uma outra faixa igualmente nota 6,5 no lugar, só que do meu biasssss”. Não, não farei isso. A faixa do seu bias não contém os 20 segundos perigosíssimos da parte de Jimin, que voltou a encarnar a motherfucking top madam pra variar, algo que totalmente vale o ingresso, sendo o mais próximo que chegamos de uma Puss 2.0 vindo dela esse ano. Isso e o refrão repetido trezentas mil vezes fica na memória para sempre, assim como a coreografia dos soquinhos no ar e o rosto derretido de Cauby Peixoto. Poderia ser mais curta? Poxa, poderia, eu mesmo cortaria uns dois minutos disso aqui, mas mesmo imperfeita Wow War Tonight vale a pena, nem que seja pelo crescente sutil e bem feito até o double time no final… ou simplesmente pra irritar vocês, é claro. :V

97° ROMEO – MIRO

[2016.06.23] MIRO

Romeo acabou barrado do top de 2015 porque a competição ano passado foi acirrada e eu acabei me esquecendo da ótima Lovesick deles ao compilar minha lista, mas ó, se Lovesick fosse desse ano, pegaria facilmente um top30, tamanho o vazio de coisa boa no front capopeiro esse ano. Mas Lovesick não é de 2016, então os três integrantes da fanbase de Romeo vão ter que se contentar com essa quase-lanterninha aqui pra Miro, que mesmo tendo um instrumental um pouco lugar comum demais pro meu gosto, ainda é uma fatia de pop chiclete bem arquitetada por Sweetune.

96° FREDERIC – REREREPEAT

[2016.10.19] FREDERHYTHM

Ultimamente muito tem se falado sobre a renascença do j-rock nos meios especializados em jotapope, e como estas novas bandas entrando em voga estão pouco a pouco substituindo o gosto pelo idol pop no mainstream japonês, principalmente nos charts digitais. Até recentemente esses desenvolvimentos não importavam muito pra mim, porque até agora eu não havia ouvido nada dessas novas bandas que não soasse como Coldplay requentado. Felizmente eu descobri Frederic e mudei (um pouco) de opinião. Ouçam Rererepeat e fafafaçam o mesmo. Sério, que coisa bonitinha e agradável, e que soa como j-rock.

95° HUALYEOGANGSAN (PRODUCE 101) – DON’T MATTER

[2016.03.19] 35 Girls 5 Concepts

Pobres coitadas das envolvidas nessa faixa aqui (no caso, Juna, Jimin da Cube, uma das minas do KCONIC e avulsas), elas não tinham a menor chance de chegar ao final do PRODUCE 101. Afinal, o conceito mina fodona está absolutamente morto na Coreia. Se serve de consolo pra elas, Don’t Matter é muito melhor do que praticamente todo o resto do 35 GIRLS 5 CONCEPTS, porque música da modinha nenhuma consegue competir com o poder dos “you you you you you geurigo me me me me me uri neun we we we we we can’t be friends, that’s the end of story”. Ao menos aqui elas saíram vitoriosas (o máximo de “vitorioso” que uma 95° posição pode ser, claro).

94° NAMIE AMURO – HERO

[2016.07.27] Hero

Quando Hero saiu, eu fiquei ligeiramente decepcionado com ela. Achei a faixa longa demais (precisava realmente ter três rodadas de verso-refrão além de uma intro, bridge e outra aparição do refrão?), e senti que ela era um fruto bizarro de duas demos diferentes recortadas e coladas pra parecerem uma coisa só, provavelmente porque Namie gostou de elementos diferentes em duas versões inacabadas competindo pra serem a Hero oficial. E o engraçado é que minha opinião da faixa não mudou nem um pouco, eu ainda acho tudo isso. E enquanto Hero é imperfeita e não se compara a outras baladas no catálogo de Namie, a faixa tem alma e consegue genuinamente passar a energia positiva, contagiante e triunfal que um tema Olímpico precisa ter. Pra ilustrar, fiquem com a versão do clipe exclusiva da NHK, que é mais simples e trás apenas Namie desfilando impetuosamente como um anjo da Victoria’s Secret no auge dos seus dezoito aninhos.

93° BLΛƆKPIИK – WHISTLE

[2016.08.08] SQUARE ONE

Blackpink esteve em nossa área quatro vezes em 2016 (nos prometeram oito visitas, mas é a YG, né?), e em nenhuma delas o grupo conseguiu deixar uma impressão pessoal forte. As meninas são bonitas, mas falta carisma e atitude pra que coisas como Whistle realmente alcem voo e deixem uma impressão marcante. 2NE1 ou Big Bang fariam um uso melhor da demo, mas na falta deles, Blackpink quase dá pro gasto, assobiando feito um míssil, bang bang. Não tem muito como negar o impacto do bounce no instrumental dessa aqui, e é mais por ele do que pelas meninas que Whistle consegue figurar nessa lista.

92° COSMIC GIRLS (WJSN) – SECRET

[2016.08.17] The Secret

Eu quase tirei isso aqui da lista por completo pra enfiar a basicona “At The Same Time” do PRODUCE 101 no top, simplesmente por delícia-que-grita-da-starship gritar desesperada muito mais alto em “At The Same Time” do que em Secret, que apesar de ter um instrumental muito mais interessante, é no geral muito mais contida do que o chave-de-cadeia concept do PRODUCE 101. Mas aí eu reassisti o clipe de Secret e notei que podia ser Bang Bang Bang tocando ao fundo que ainda assim eu teria de enfiar esse MV na lista. Sério, que clipe. Não tinha como não contemplá-lo aqui. Mas que uma high note de vinte segundos de duração de Yeonjung no fim disso aqui ajudaria a faixa, com certeza ajudaria.

91° BRAVE GIRLS – HIGH HEELS

[2016.06.27] High Heels

Muitos de vocês despirocaram quando essa aqui saiu, tratando-a como a. melhor. coisa. da.história. Sintomas de 2016, né? High Heels não passa de uma demo do Brave Brothers descartada por AOA em 2014, que preferiram gravar Miniskirt, Short Hair e Like A Cat. E Jimin e cia estavam certas em fazê-lo, porque a trinca delas é mais forte do que High Heels. Mas se em 2014 todo mundo estava saturado de Brave Sound, a seca em 2016 estava tão braba que todos clamaram por ele, recebendo esse PF com selo Brave Sound Drop It como se fosse trufa negra. Mas não tem problema, eu entendo. High Heels é divertida e entretém, só não é digna de tanto hype.

90° LOVELYZ – DESTINY

[2016.04.27] A New Trilogy

Assim como Romeo lá em cima, Lovelyz foi criminalmente esquecido no top do ano passado, mesmo Ah-choo sendo o melhor número delas até hoje, ao levar o synthpop oitentista melancólico do grupo a todo um novo patamar. Destiny não é exatamente a nova evolução do século XXI do som característico delas que tanto queríamos ver do grupo em 2016, mas o número setentista dramático e evocativo de temas de 007 que recebemos no lugar também tem seus méritos. E o clipe ainda por cima é lindo e faz bom uso do baixo orçamento. Não rolou com Destiny, mas uma hora elas engrenam comercialmente, vão vendo.

89° CHARISMA.COM – SUBLIMINAL DIET

[2016.03.02] AIDORO C

CHARISMA.COM triunfa sempre que o duo kitsch composto por MC Itsuka e DJ Gonchi se propõe a falar do cotidiano da mulher japonesa moderna, dos desafios enfrentados pelas career women no dia-a-dia. E talvez nenhum single delas com essa proposta tenha sido tão marcante e tenha ficado tanto na memória quanto Subliminal Diet. A crítica escrachada ao culto ao corpo é hilária, e o clipe que começa sutil com MC Itsuka satirizando Physical da Olivia Newton-John logo degringola pra um infomercial de cogumelo do sol e dali pra uma balada futurista da EXILE TRIBE em que as pessoas passam pelo efeito sanfona da obesidade pra anorexia impiedosamente. Quero ver elas debochando do moe agora.

88° COCOSORI – DARK CIRCLE

[2016.01.05] CocoSori

Já que a Pledis se recusou a nos brindar com um novo comeback para as rainhas da nação do Orange Caramel pelo segundo ano consecutivo, tivemos de nos contentar com esse bootleg nugu aqui, CocoSori. O nome é icônico: uma mina se chama Coco e a outra se chama Sori, logo, o duo é CocoSori. Quase as Maiara&Maraísa do k-pop, apenas apostando num ritmo musical menos horrível, o trot modernizado para o século XXI. E sim, isso é a cara de Orange Caramel mesmo, e o clipe com as duas sendo gostosas e fetichosas assassinando seu amigo brócolis bombado pra curar suas olheiras é apenas a cereja no bolo. Tá no nível dos pop-trot de OC? Não, não está. Mas em tempos de vacas magras, quem não tem OC, caça com CocoSori.

87° YEZI – CIDER

[2016.01.28] Foresight Dream

Jimin lançando clone da Some de TãoVocê. Heize apostando sem parar no PBR&B e em bobagens mornas com pôneis-de-um-truque só feito DΞΔN a tiracolo. KittyB lançando balada de rap chata. Cheetah fazendo sabe-se lá o quê. Resumindo: não foi fácil ser stan de mocreias do rap nesse 2016. Infelizmente, nenhuma lançou um rapzão pesado e agressivo como tinha de ser. Quer dizer, *quase* nenhuma, porque com Yezi sempre podemos contar. Afinal, alguém com aquela cara de raiva e insatisfação constante não conseguiria lançar um solo mela cueca, optando por cagar em cima dos produtores de Unpretty Rapstar sem dó ao invés disso. Yezi rainha Truedy nadinha.

86° SHINee – DxDxD

[2016.01.01] DxDxD

Não se deixem levar pela capa merdíssima aí do lado, essa aqui é bem legal. Iconicamente lançada no dia primeiro de janeiro de 2016, DxDxD é talvez o melhor (único decente?) single exclusivo de SHINee para o Japão, sendo um throwback para a sonoridade que veio a se associar ao grupo por conta de seus singles de 2010-2011: um electropop descompromissado e ligeiramente brega, com uma incessante repetição do nome da faixa por todo o refrão pra garantir que você não o esqueça (dance dance daaaaaaaaance). Que vergonha 2016 começar promissor assim e depois desandar tanto, né não?

STREAMING

Não vai ter link de download porque eu JÁ disponibilizei tudo isso aí nos links das mixtapes mensais, e diferentemente das mixtapes de anos anteriores, os links das onze mixtapes de 2016 ainda estão no ar. DEIXEM DE SER PREGUIÇOSOS E MONTEM SUAS PLAYLISTS COM OS ARQUIVOS VOCÊS MESMOS, assim eu economizo 500mb de banda no 4shared pra 2017. @_@ Enfim, é isso aí da primeira parte do top. Na próxima parte: duas faixas nipônicas e dois atos masculinos serão eliminados. Quem são eles??? Especulem abaixo!!!

200 comentários em “TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2016 (PARTE 1: 100° – 86°)

    1. Destiny na minha opinião é uma faixa que perde bastante a força depois de um tempo (1 semana ou menos), ela fica ok e se torna uma música fantasma na playlist tá sempre ali mas geralmente ninguém percebe e se percebe acaba pulando, mas, eu só tô dizendo o que aconteceu comigo.

  1. Só não gostei do Whistle sendo eliminada já de cara pq é a melhor música das PretoRosaNaSuaArea, e Hate sendo estripada no ICÔNICO top 101 (pq será) ❤

  2. To confusa achei q as respostas ao questionário viriam primeiro kkkkkkkk To surpresa com Cosmic Girls e Loveliz no TOP … Miura Daichi sendo maravilhoso!

    Poxa to realmente acreditando q esse ano vi ter mto Jpop

    1. Verdade. Ainda mais se formos levar em conta que é um top pessoal. Poucos dos grandes atos fizeram comeback. O ano foi relativamente fraco para o KPOP. Vai ter muito JPOP. Vantagem que me atualizo pq faz tempo que não sigo a nação jpopeira.

  3. Ainda bem que vc largou Cider logo no ranking, pq só vc e fãs do Fiestar para aturar essa música. Letra: ok; atitude: por ser meio exagerada, fica pouco convicente. Mas esse instrumental reciclado é chato pra porra. E mata a chance dela mostrar mais habilidades. Destaque: alguns deboches.
    Hate vai ser lembrada como a eterna faixa que enterrou o 4Minute.
    Tô esperando ver Wonder Girls no top 10 e espero que vc não esqueça a Suran.

  4. A empresa do myB acabou com o grupo e já vai lançar outro: https://www.soompi.com/2016/12/15/ex-myb-members-join-maroo-entertainments-new-girl-group/
    1) QUE MERDA DE NOME É ESSE??? Eles realmente pensam que um grupo chamado BONUS BABY vai ter mais chance de fazer sucesso que myB?
    2) Se era pra manter integrantes do outro grupo, deveriam ter deixado a Jookyung. O k-pop precisa de uma Jookyung.
    3) Não era melhor dar uma de Brave Girls e manter o nome agindo como se fosse o mesmo grupo uma grande mudança de line-up? Porque, sério, BONUS BABY? QUE MERDA DE NOME É ESSE???

  5. eu army sofrida após ter perdido a guerra pelos ingressos do show do bts, vim aqui no AM me tortura mais um pouco procurando pelos oppas, mas como sou fã iludida ainda tenho esperança de encontra alguma faixa do WINGS.Mas nos livre daquele kforró horroroso do sangue suor e lagrimas Amém!

    1. Whoo me lembra uma música da trilha sonora do galinho chicken little, eu acho que era a música que tocava nos créditos em que a única coisa que me lembro era dos whoo nobody knows it ou algo do tipo…

  6. Afinal, por que DEAN é um pônei de um truque só? Não estou contestando – até porque do trabalho dele eu só tive capacidade de prestar atenção nos feats com a Heize (porque adoro um gato-pingado) e naquele clipe com a Taeyeon que ele morre -, só fiquei curioso mesmo.

    Não sei se é a impressão normal de cada ano ou que 2016 foi (como disse a moça entrevistada pelo Pedro Bial) um corte por cima de outro corte, mas nem de longe eu conseguiria lembrar que parte dessas músicas eram, de fato, de 2016. Hate pra mim está fresca numa memória de 2015. Não consigo associá-la a esse ano, mesmo que ela seja justamente o trainwreck que define os picos indefinidos do que se passou por aqui em um todo (e haja picos nisso). Um choque. Muitos choques.

    1. “Não consigo associá-la a esse ano, mesmo que ela seja justamente o trainwreck que define os picos indefinidos do que se passou por aqui em um todo (e haja picos nisso). Um choque. Muitos choques.”

      1. Não meu bem, interprete de novo: na minha cabeça essa música não é desse ano, porque foi lançada bem cedo e bem… a gente se esquece. Porém faz muito sentido que o instrumental dela seja feito em picos, e isso é um conceito que define bem 2016 – cheio de altos e baixos.

        Novamente falando, porque parece que tem de deixar bastante claro para nos pouparmos de qualquer chilique, quando eu penso na data dessa música, não me passa na lembrança de que ela é desse ano.

        Um beijo e nesse final de ano, fique bem.
        Não vamos criar intriguinhas por paradoxos inocentes em comentários de blogues :^).

  7. Secret, Hate, Cider e Destiny já foram cortadas agora, Bruno do céu não me assusta assim porque não consigo pensar em coisa o suficiente para estar acima delas num Top 100! Todo mundo paga um pau desgraçado pra Whistle e pra mim foi a música mais inexpressiva do Pretorosa até agora.

    1. Essa proibição esta mais fajuta que não sei o que… Pelo menos o T-ara ainda vive.

      Deixando isso de lado, vim panfletar aqui. ONE HALLYU IS BACK!!! Sim ele voltou, pra quem estava sentindo falta.

    2. T-ARA já está em outro nível. O pacto que o grupo fez é tão forte que os haters que pedem pra elas acabarem, ao invés de verem elas dando o disband, acabam vendo o de suas favoritas.

      Enquanto isso…

      QRI fica mais RICA

      E Hyomin mais gostosa ❤

      ''Why you hating?''

        1. Esse gif da Qri é o melhor de todos HAHAHA! Toda vez q me deparo com essa maravilha fico por vários minutos olhando, ele fica cada vez melhor ❤
          E realmente o pacto do T ara é forte, a favorita de todos o haters vão cair e só as rainhas vão ficar de pé. O choro é livre haters.

    1. Se bem q chegou o 3° ep e a maravilhosidade dos 2 primeiros eps já deram lugar a xaropada e gritaria de dorama… vou precisar ver o quarto e quinto pra saber se desisto ou continuo… 😂

      1. Um dorama legal é age of youth que tem no netflix (como Hello my twenties) com a ex T-ara Hwayoung com a ex Kara Han Seung Yeon e é bem divertido e sai da rotina comum de doramas logo no ep 2 vc fica totalmente viciada é divertido e mesmo com a sinopse sendo sem graça o dorama te prende de uma forma que nem um outro me prendeu até o final.

        1. Age of youth é bem divertido mesmo, não foca muito no romance. A sinopse é verdadeiramente terrível, e no netflix ficou ainda pior! Mas ignorando isso o drama vale realmente a pena.
          Ps: A Hwayoung conseguiu um papel que representou ela direitinho!

      1. Só os 2 primeiros episódios. hahaha que foram os que eu tinha visto qdo eu vim recomendar! Agora estou no 5º ep. e já quero vomitar. Então já retiro o que eu disse! ahahhaha … malsaê…

        1. é então…eu não sou de ver doramas, justamente por esse padrão mas como eu tinha achado os 2 primeiros ep. bem acima da média acreditei q havia esperanças para Goblin..porém foi só desperdício de bons personagens. Uma pena..tinha potencial. HBO cadê vc?! hahahaha
          Mas já temos outras duas indicações de doramas aqui nos comentários…hahaha não custa tentar…

        2. Dorama que vale a atenção da comunidade toda é Signal. O melhor que eu assisti de longe, e ele não tem foco em romance como 99% dos outros. É de suspense, investigação e viagem no tempo. Tenho ctz que vc gostaria, Bruno

        1. hahahaha digamos que eu estava por dentro dos acontecimentos, só que não cheguei a assistir, então o conhecimento que eu tenho das garotas é basicamente pelo I.O.I (ver Nayoung, Doyeon e Yoojung no grupo final foi meio do nada pra mim, por elas não terem aparecido muito bem no 1°~2° episódio). Dani e Chanmi estavam no meu top, mas Mnet jogou sujo fazendo edições erradas com as duas e acabou com suas chances. Eu não gostava da Sohye, agora ela é um pinguim fofo pra mim.

          A vida foi injusta comigo esse ano, não pude aproveitar o drama de P101 e terei que assistir o programa sem hype e durante a época do disband do grupo. Triste.

        2. 2016 foi meio injusto com todos né, salvo algumas raras exceções hahahaha
          e ai nem me fale em disband pq Sunggyu vai mesmo pro exército ano que vem e não estou sabendo lidar com um Infinite sem ele.. =( Triste[2]

        3. Teremos que ficar escutando baladas do Woohyun e algumas coisas do Infinite H por 2 ANOS. Não tenho certeza se a Woolim lance alguma coisa sem ele, o cara é o líder e o main vocal do grupo.

        4. Eu devo confessar q eu amei o mini de balada chata do Woohyun..
          Prefiria ele mais em bobagens tipo Delicious mas eu gostei tbem da versão deprimida. 😂
          Agora assim. .. q não voltem com Infinite F pq aquilo é um crime 😂😂😂😂
          E queria um mini solo de Sunggyu antes da partida. .se não for pedir demais. ..e uma tour mundial com passagem pelo Brasil dessa vez. .fim

    2. Acho que metade do motivo de eu não assistir doramas são as protagonistas femininas fraquíssimas que não sabem jogar nem um tijolo na cara de ninguém e precisam ser salvas toda hora @_@
      Inúteis…

  8. Bruno, foi anunciado single novo da tosca da franja, de Perfume e um double A-side colaborativo de Nakata e Kyary. Nakata-sensei está de volta e trouxe seus lacaios todos de uma vez. 😉

  9. Bruno, foi anunciado single novo da tosca da franja, de Perfume e um double A-side colaborativo de Nakata e Kyary. Nakata-sensei está de volta e trouxe todos os seus lacaios junto. 😉

    1. Esse ano do EXO foi um lixo né . .. SM já não se importa mais. A única coisa aproveitável foi a música do CBX.
      Saudades da época q eles tinham titles boas e discos coesos.
      No mais Sempre impagável a linha de rappers 😂😂😂😂

  10. Essa Rererepeat realmente faz juz ao nome, já ouvi pelo menos umas 5 vezes e não to pensando em parar agora. Gostosinha demais ❤

    Ps: Essa é minha primeira vez por aqui, conheci o blog a pouco tempo e apesar de não concordar com muito do que você escreve, to amando o blog hehe

  11. Bruno, eu sei que você não liga, mas o último SM-Station da Luna e tal de Yongjae está lindo 😍
    Além do MV e a harmonia das vozes dos dois estarem adoráveis.

  12. Produce 101 nem meus 6 anos escutando gee estragaram minha audição pra achar qualquer singles delas ouvível.
    Hero, eu tenho sentimentos contraditórios, eu não gosto dessas quebras bruscas q tem na melodia.
    Frederic e Romeo legalzim.
    Esse single do shinee eu achei meio mé.
    PretoRosa, embora eu seja a favor da reciclagem de singles, sei lá, não merece o fuss.
    Destiny pode até perder a força, mas por ter um pé na nostalgia inevitavelmente vc acaba ouvindo repetidamente.
    Espero que Gfriend fique entre os 50, fora elas, o EXO, e o teen top apareça (mas duvido) e Miss Terry. 😄

  13. MEU DEUS, DON’T MATTER NESSE TOP ♥
    Feliz por aparecer don’t matter, yezi, blackpink e 4minute.
    Act7. pra mim foi o melhor trabalho do 4minute pq gostei de todas as músicas, se despediram bem.

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s