O fim das Wonder Girls é também sintomático do fim de uma era para o k-pop

Bem, taí algo que eu honestamente não estava esperando. Mas está confirmado: as Wonder Girls irão encerrar atividades como grupo no próximo dia 10 de fevereiro, o aniversário de 10 anos do grupo. Yenny e Sunmi estão deixando a JYP, enquanto Lim e Yubin continuarão na gravadora juntando pó. Realmente uma pena, um dos disbands mais doloridos da memória recente, lá em cima com KARA pra mim. 2NE1 já está morto desde 2014, então eu já tinha passado por todos os estágios de luto. Já KARA e Wonder Girls morreram de repente, então é difícil aceitar calmamente. Pelo menos Wonder Girls conseguiu sair da cena por cima não é mesmo? Eu gostando de Why So Lonely tanto quanto vocês ou não, a verdade é que ela foi um grande hit pras WG e um final triunfal pra elas. Tchau, Wonder Girls. Sempre teremos Tell Me, Tão Gostosa, Nobody, I Feel You e todo o Reboot pra ouvir de novo e de novo. ❤

Com a morte das Wonder Girls, o extermínio dos grupos pré-2009 continua a todo o vapor. Mas agora já podemos começar a nos preocupar com 2010-2011 também. A verdade é que o k-pop está numa encruzilhada, e ao invés de ficar chorando as pitangas por Wonder Girls por cinco laudas, acho que é mais produtivo falar da passagem de tocha que está acontecendo no k-pop. Sigam comigo:

Primeiro de tudo: S.E.S não conta porque elas ficaram 14 anos em hiato e ao que tudo indica elas nem retomaram suas atividades como grupo permanentemente, eu diria que o retorno do grupo já acabou até. Remember/Paradise foi só um presente para os fãs mesmo. Isso fora do caminho, vamos falar dos grupos que de fato ainda estão em atividade ininterrupta hoje em dia:

CLASSE DE 2005-2006

GAVY NJ continua sendo o grupo mais longo em atividade atualmente, completando 12 anos de vida nesse 2017. Motivos: é um grupo rotativo e a integrante mais antiga nele atualmente entrou em 2011. Comeback mais recente delas foi em julho do ano passado, e floparam feio por serem irrelevantes hoje em dia. E vamos lá, nenhum de vocês realmente se importa com esse grupo, né? Já Brown Eyed Girls vai completar onze anos de vida esse ano SEM MUDANÇAS DE LINE-UP, a marca a ser batida por girlbands no k-pop. E isso que elas conseguiram trocar de gravadora como grupo no fim de 2015, da cagada Nega Network pra indie Mystic Entertainment, mantendo até mesmo seu nome e catálogo. Não é público quanto tempo de contrato elas ainda tem com a Mystic, então não é possível saber se o grupo está em risco ou não. Mas ao que tudo indica, a classe de 2005-2006 vai sobreviver pra ver 2018. Quem diria?

CLASSE DE 2007

Três dos mais icônicos grupos da história do k-pop fazem parte dessa classe, KARA, Wonder Girls e SNSD. KARA implodiu no começo do ano passado e Wonder Girls no começo deste (pelo menos vão chegar a completar dez anos de vida). O único grupo restante, SNSD viu os contratos de todas as suas nove integrantes serem renovados em 2014 (e daí demitiram Jessica mesmo após a renovação de contrato). Agora, o contrato das oito restantes está para expirar de novo no segundo semestre. Não se sabe se todas renovarão, se o grupo vai dar disband… tudo está em aberto. Então ainda há a possibilidade da classe de 2007 ser exterminada e ninguém ver a luz do sol em 2018. Precisaremos aguardar pacientemente agosto chegar pra saber.

CLASSE DE 2009

2NE1, 4MINUTE e RAINBOW já acabaram oficialmente, deixando de grupos vivos dessa classe apenas After School, Secret, f(x) e T-ARA. Desses quatro, temos de ser realistas e admitir que os dois primeiros já morreram e só esqueceram de enterrar (o último comeback coreano de AS foi em DOIS MIL E TREZE, e do Secret em 2014). Já f(x) e T-ARA ao que tudo indica seguirão firmes e fortes por hora, visto que todas renovaram contrato ano passado. Se preocupar com elas agora só em 2018/2019.

CLASSE DE 2010

Outra classe cheia de truqueiras que só não querem admitir suas mortes. 2010 teoricamente ainda está intacto, visto que Orange Caramel, Miss A, Nine Muses, Sistar e Girl’s Day ainda estão na cena capopeira. Mas se formos ser honestos, nossa única garantia aí é Girl’s Day, que já renovou contrato até 2019. Se elas terão ou não comeback nesse meio tempo já são outros quinhentos, né? Orange Caramel está tão morto quanto After School, Miss A também. Nine Muses é uma incógnita, visto que só cinco musas restaram. Já o contrato de Sistar vence esse ano, e ainda não se sabe se elas renovam ou não (eu pessoalmente acho que sim e elas continuarão lançando farofa no verão até o fim dos tempos, mas ultimamente nunca se sabe, né). A única garantia de 2010 é que até 2019 todo dia é dia das garotas.

CLASSE DE 2011

Esse grupo aqui flopou pesado no geral, né? Tirando Apink, ninguém está honestamente num nível ~seguro~ de carreira atualmente, e eu consigo ver facilmente Rania, DalShabet e Brave Girls dando disband igual as Five Dolls deram anos atrás. E isso aconteceria e eu sequer expressaria um suspiro de choque. Qualquer comeback vindo desses grupos é uma verdadeira benção pros fãs restantes, que sabem que cada novo comeback pode ser o último antes do caixa do grupo quebrar. Já Stellar está numa posição icônica em que mesmo flopando elas ainda angariam DUZENTOS MIL REAIS em crowdfunding em todo santo comeback, então acho que isso é o suficiente pro grupo chegar vivo em 2018. Rainhas.

CLASSE DE 2012

Já estamos chegando em classes mais recentes, em que contratos expirando não são o problema. O problema é o flop mesmo, o que coloca grupos como Spica e Hello Venus na corda bamba. Se o dinheiro acabar, pode muito bem ser que esses grupos acabem também. Já Crayon Pop e Fiestar são grupos que tiveram seu lugar ao sol em algum momento, mas simplesmente não conseguiram segurar a peteca e perderam o spotlight. Mas eu imagino que só o sucesso passado já seja o suficiente pra esses grupos durarem todo o tradicional período de sete anos de contrato antes do disband, então acho que até 2018-2019 essas aí estarão vivas, mesmo que cambaleando. Já EXID e AOA vão muito bem obrigado e tem tudo pra ser daqueles grupos que esticam o contrato inicial de sete anos por mais três, então essas aí eu vejo durando até a década de vinte fácil. #_#

CLASSE DE 2013

Essa classe aqui é bem flop e só tem Ladies’ Code e BESTie ainda ativas. O primeiro grupo teve o acidente de carro que desacelerou a subida vertiginosa que elas estavam tendo, e BESTie simplesmente nunca decolou. BESTie na verdade flopa tanto que eu nem me surpreenderia se elas simplesmente não voltassem mais (o último single delas tem quase dois anos de vida, o que pra um grupo relativamente recente é um MAU SINAL).

2014 em diante

Mamamoo, Red Velvet, Lovelyz, CLC, GFRIEND, Twice, Blackpink. São esses os grupos confiáveis no k-pop atualmente, de quem se pode esperar comebacks constantes e carreiras longevas pela frente. É essa a cara do k-pop daqui em diante, porque de antes de 2014 são poucos os grupos que realmente estão garantidos, feito AOA, EXID, Apink, Girl’s Day, T-ARA e Brown Eyed Girls. Se isso é alarmante ou algo que não faz muita diferença, aí é com vocês. Mas a verdade é que o k-pop está numa encruzilhada, e muitos capopeiros antigos terão de decidir se irão querer continuar na cena ou se vão pular fora. O que não dá é ficar reclamando e reclamando, porque isso é só se torturar por conta de uma mudança que aparentemente é inevitável.

Anúncios

286 comentários em “O fim das Wonder Girls é também sintomático do fim de uma era para o k-pop

  1. Porra JYP, podia pelo menos lançar um best of e jogar as musicas em ingles como “ineditas”.
    Uma pena q o grupo tenha acabado, pois eu pensava q depois do bom desempenho de WSL q elas iriam durar mais.
    Não sei pra q Yubin e a Lim renovaram, pq agora vão viver de atuação e olhe lá. A Yenny com certeza vai focar na carreira solo e na carreira de compositora e a Sunmi tbm, não duvido nada. Eu acho q a Sunmi não aguentava mais ficar no grupo, varias vezes dava pra ver q ela tava incomodada.

  2. Tava esperando esse post com dor no coração, só li verdades. Wonder Girls tinha alcançado um prestígio tão grande na JYP, com controle criativo total nos últimos dois releases, que era lindo. Além disso, metade do grupo ter ficado me leva a acreditar que a outra metade saiu por vontade própria ao invés de serem chutadas pela empresa (cof cof 4minute). Por mais que tenha sido uma surpresa esse disband, o conforto que dá é que elas sairam por vontade própria e em bons termos, tanto que vai ter música de despedida. Eu sou SONE ferrenho desde sempre, mas nada que o SNSD fez (ou qualquer outro grupo, ao menos que eu tenha ouvido) se compara ao Reboot. Wonder Girls eram rainhas demais mesmo.

    Quanto ao futuro do kpop, me dá um certo receio ver que estamos entrando numa era encabeçada por Twice. Não acho que musicalmente elas tenham o mesmo cacife que o trio de 2007 tinha pra liderar o que o kpop tem pra oferecer nos próximos anos.

  3. é difícil ter que aguentar essa galera reclamando o tempo inteiro dos grupos da nova geração por motivos que não sejam plausível ou que façam algum sentido
    ”ah que eles não são icônicos como os grupos da segunda geração não sei o que não sei o que lá mimimimimi” como se todo grupo antigo tivesse surgido fazendo coisas memoráveis e não construído isso através do tempo né?
    kpop e música pop em geral é isso: sobrevive de substituições. quem tá no topo hoje, vai ser substituído amanhã pq é assim que as coisas funcionam
    uns vão ser competentes e deixar a sua marca, outros não. e é isso, vida que segue

    1. Realmente, tbm não acho certo ficar comparando os grupos antigos na atualidade com os grupos novos. Mas se fomos comparar os debuts, anos atras pelo menos nós tínhamos varias sonoridades, hj em dia a maioria dos grupos parece td igual. Isso q é chato. Mas vamos ver com o passar do tempo né.

    2. Com 2 anos, 2ne1 já tinha NêgaTche Tchalagá na discografia. Esses grupos tem o que? Tchoa baby. boibumbá, pipipi etc. Estamos perdendo tempo com essa geração.

      1. verdade amg, k-pop ta virando generico e eu to cada vez mais desestimulado de continuar nisso, depois da morte do meu 2ne1 e tantos grupos iconicos, a vontade eh de sumir disso, se contentar com twice, clc, gfriend, lovelyz e essas bombas todas…. QUEM QUER BICHO

  4. Uma parte de mim dá risadas internas pelas tretas que tinha entre blackjack, wonderful e sones lá em 2009/2010. Outra parte fica triste porque genuinamente comecei a gostar de wonder girls e das músicas delas depois de I feel you, fora Nobody, os hits antigos delas são insuportáveis pra mim.
    Eu gosto muito de gfriend, mas não sei se vou conseguir passar por cima do pedobait concept como fiz com SNSD. Spica é outro que sou stan, mas prevejo a morte, elas perderam a chance de bombar em 2014, e como a média de idade do grupo é alta pro kpop, duvido muito que elas aconteçam.
    Mesmo as boybands q eu gosto tão indo pra hiatus ou focando mais no individual e o fenômeno vida não tá ajudando muito a continuar no kpop. Nem penso em migrar pro jpop, pq dá muito trabalho, eles não precisam do mercado externo como o kpop. Vou voltar pro meu fandom escutar as velharias mesmo. XD

  5. KARA faz uma falta 😭😭😭 e não vamos ter nem uma musiquinha pra comemorar os 10 anos muito injusto. Mas dei muita risada assintindo isso aqui, bons tempos.

  6. Eu perdi muita coisa pois comecei a ouvir k-pop no segundo semestre de 2016. Ouvi pouco das Wonder Girls, mas do que ouvi, eu respondo sem hesitar: “I Feel You”. Synthpop era algo que eu não esperava ouvir no k-pop e muito menos com tanta clareza que automaticamente me fez lembrar de “Domino Dancing” dos Pet Shop Boys, isso foi impecável.
    Agora, sobre essa transição no cenário de lá, estou percebendo que a tendência é se tornar algo homogêneo – ao meu ver isso é prejudicial. É só fazer as contas de quantos anos levaram para aparecer algo depois das Spice Girls e Pussycat Dolls… Até mesmo o espaço entre Spice Girls e Pussycat Dolls foi grande. Sinceramente espero que não continue assim porquê para recuperar vai demorar muito. Enfim, não sei se vou ter o mesmo entusiasmo para continuar ouvindo.

        1. Eram tempos estranhos e 2004 foi um ano péssimo pra mim. Depois disso fiquei entre AC/DC, The Doors, Led Zeppelin e música eletrônica.

        1. Ah, tinha esquecido que Red Hot Chili Peppers curte fazer umas caridades. Alguém lembra de Crazy Town? Talvez não pelo nome, mas se ouvirem essa aqui vão lembrar:

          Aqui abaixo temos a caridade (pulem para os 2:00):

        2. Okay, here we go…
          All Saints só foram notadas pelo cover que fizeram de “Under The Bridge” do Red Hot Chili Peppers. Como é mesmo o termo… Ah, riding on the wave of someone else’s fame.
          t.A.T.u. apelou para “colegiais lésbicas dando uns pegas na chuva” e é lógico que isso vende.
          Pussycat Dolls era pra se chamar “Nicole e suas dançarinas” ou “Nicole’s Dolls” (pelo menos tinha coreografia).
          Destiny’s Child é quase a mesma situação, só que seria “Beyoncé e suas backing vocals” (trocaram as vocalistas e ninguém ligou ou percebeu).

        3. Que eu saiba, Never Ever e Pure Shores chamaram muito mais atenção que o cover delas pra Under The Bridge (e Never Ever veio antes desse cover, então…).

          All Saints passaram longe do sucesso das Spice Girls, é verdade, mas elas tinham várias músicas boas. As Spice Girls também. Já as Pussycat Dolls… é, essas eram medíocres, mesmo.

        4. Nope, foi Under The Bridge que deu um belo empurrão nelas.
          Quando mencionei Spice Girls e Pussycat Dolls estava me referindo a termo de impacto worldwide. Não tenho intenção de fazer um comentário aprofundado sobre a qualidade das faixas dos grupos citados, até porque já foram faz tempo.

        5. Never Ever foi top 10 em uns quinze países, coisa que Under The Bridge não conseguiu. Sem contar que foi o único hit delas nos EUA. Eu não sei onde você viu tanto sucesso nesse cover…

          Eu também não entendi o que o impacto mundial tem a ver com a homogeneidade que você estava se referindo quando mencionou a falta de grupos entre SG e PCD. Isso nem se relaciona com o post, que se refere à qualidade, porque em impacto mundial o K-Pop tá bem maior agora e vários recordes já foram quebrados por Twice e Blackpink. Comercialmente, a preocupação é zero.

        6. “”Under the Bridge” was the third single released from the All Saints debut album, All Saints. It became their second number-one single on the UK Singles Chart. A total of 424,799 singles have been sold in the United Kingdom. The cover of the Chili Peppers song was released as a double A-side with “Lady Marmalade”, also a cover, by LaBelle. In Europe, a single of only “Lady Marmalade” was also released. The proceeds from the single went to breast cancer charities”.

          Quanto ao homogêneo, dar Ctrl+C e Ctrl+V nos novos grupos de acordo com o que está em alta agora… “cute-sei-lá-o-quê”.

        7. Never Ever é o segundo single de girl group mais vendido do Reino Unido, amiga. Vendeu mais que Say I’ll Be There, Spice Up Your Life, 2 Become 1… Esses 424,799 não foram nada perto do sucesso que Never Ever fez na Europa INTEIRA.

          E eu sei o que você quis dizer quanto à homogêneo, eu não entendi onde que “impacto worldwide” entra nisso, porque como eu disse, em questão de vendas essa geração tende a ser maior.

        8. Você sabe que são do mesmo álbum, certo? Você também havia perguntado o porquê de eu estar falando sobre Under the Bridge que, de acordo com seu ponto de vista, foi insignificante. Mostrei que não, foi o segundo single do álbum delas que também ficou em primeiro lugar nos charts. Vale lembrar que naquele tempo as pessoas compravam os álbuns, o que difere de hoje onde boa parte do público prefere comprar faixas separadas. Por isso eu não vejo muito sentido em ficar comparando vendagem de singles dos anos 90.
          O impacto worldwide de um grupo vira tendência e os outros copiam, é como um Fashion Week na indústria musical.

        9. Ok, mas você disse que foi Under The Bridge que fez com que All Saints fossem notadas, o que absolutamente não é verdade. I Know Where It’s At e Never Ever já haviam sido sucessos e o álbum já havia sido lançado antes dessa música ser promovida como single, ele ficou no top 3 por várias semanas antes de Under The Bridge sair. São os singles que fazem o artista ter reconhecimento público, porque nem todo mundo ouviu o álbum completo, mas os singles são o que estavam presentes na TV e no rádio. Eu não disse que foi insignificante, mas elas já tinham o reconhecimento público antes dele.

          Eu não consigo compreender qual sua lógica ao comparar o impacto mundial dos outros grupos com o K-Pop. Primeiro que são dois mercados extremamente diferentes, na Coreia grupos são a norma e no ocidente não. Segundo que PCD não inovou em nada, elas fizeram o som que já estava em alta na época. Eu acho até engraçado você dizer que t.A.T.u. só fez sucesso por causa da apelação… você acha que Pussycat Dolls fez sucesso por quê? A geração anterior do K-Pop não teve esse impacto worldwide, elas trouxeram inovação e ditaram tendências para o pop dentro do mercado delas, então a situação delas é mais comparável a Girls Aloud. A nova geração é que se compara a Pussycat Dolls, porque estão reutilizando uma fórmula que já é bem-sucedida, mas tendo uma visibilidade maior com ela.

        10. “Ok, mas você disse que foi Under The Bridge que fez com que All Saints fossem notadas.” – Em termos de qualidadeeeee SCORR!! É tão difícil entender essa parte?? Chessus…

          “Eu não consigo compreender qual sua lógica ao comparar o impacto mundial dos outros grupos com o K-Pop. Primeiro que são dois mercados extremamente diferentes”. – É pop do mesmo jeito, com elementos diferentes – óbvio – mas continua sendo pop.

          “Segundo que PCD não inovou em nada, elas fizeram o som que já estava em alta na época. Eu acho até engraçado você dizer que t.A.T.u. só fez sucesso por causa da apelação… você acha que Pussycat Dolls fez sucesso por quê?”. – Apelando, lógico.

          “A geração anterior do K-Pop não teve esse impacto worldwide, elas trouxeram inovação e ditaram tendências para o pop dentro do mercado delas”. – Agora a pouco eram diferentes… #Lost

          “A nova geração é que se compara a Pussycat Dolls, porque estão reutilizando uma fórmula que já é bem-sucedida, mas tendo uma visibilidade maior com ela”. – Amém!

  7. Provavelmente minha primeira vez comentando aqui rsrs, queria muito que nessa nova caminhada de Yenny e Sunmi elas entrassem juntas como uma dupla icônica em alguma empresa, assim, realizando aquele velho sonho que Yenny tinha em fazer collab com a Sunmi, mas pena que acho que isso não vai acontecer e ambas seguiram caminho diferente, uma pena.

    ~Pausa para a minha planfetagem marota~

    Alguém chegou a ver isso? Achei bem gostosinha.

  8. Considerando que todas as soshis estão animadas com os 10 anos, e todas tão falando sobre um possível comeback, acho que não rola disband… só se for por parte da SM, e eu não acho que a SM queira viver o resto da vida dela com EXO e Shinee sendo os único atos relevantes (em vendas), porque Red Velvet não superou nem as vendas de f(x), e todos os NCT floparam lindamente.

        1. Eu não acredito que vc virou a minha maior decepção de 2017 @_@

          HEART PI PI PI>>>>>>>UNIVERSO>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>AQUELA MERDA DO UNIT DAS PEDOFILAS PROBLEMATIZADORAS DE GGROUP

    1. Você ainda não percebeu o subjetivismo lírico e profundo de Ice Cream Cake.

      És tão saboroso
      Vem, pega-me

      Sorvete
      Tu gritas

      Na delicadeza que aflora à primeira luz do dia.

  9. Meu coraçao dói 😭
    Sou kpopper há pouco menos de 2 anos, mas sou muito mais os grupos antigos, uma pena eu ter chegado tão tarde nesse mundo 😞 bye Wonder Girls 💜

    Agora vou panfletar as minhas nugus favoritas, q vieram com uma baladinha meio insossa, mas com MV bonito e rapzinho bom no meio, além de elas estarem mais bonitas q em Colors.

  10. Eu ouço K-Pop desde os meus seis/sete anos (eu tenho quatorze obrigada) então apesar de não ser fã, meu contato com os grupos até 2009 sempre foi MUITO íntimo. Eu ouvia escondido no meu Nokia C3 porque tinha medo do que iam pensar, mas ouvia e me segurava pra não dançar I Am The Best (e Gee, embora eu me recusasse a aceitar que gostava de SNSD). Então ver esses grupos disbandando pra mim tá sendo difícil, principalmente porque eu to acostumada com cada grupo tendo uma cor, uma imagem e um som (e com as músicas tendo aquela influência do J-Pop, que sempre me foi mais agradável aos ouvidos do que a basicness do pop americano), ver esses grupos se tornando cópias um do outro e as empresas cada vez mais investindo em MVs lindos mas em músicas básicas e reciclagens (menos as do Gessica Friends, essas aí só acertam) me deixa apreensiva pra ver o que vai se tornar daqui pra frente, principalmente por causa da citada homogeneidade.

      1. Não me refiro a idade delas, me refiro a nossa, se tivéssemos a idade que tínhamos quando começamos a gostar de kpop (eu tinha 15), não teríamos os mesmos critérios e nem problematizaríamos certas coisas.

        1. Eu não consigo entender a lógica nisso, sinceramente. Quer dizer, falando por mim, eu já tinha idade para ser criterioso (e eu era!), não conseguia gostar de um grupo só pelas idols serem bonitas e até hoje acho La Cha Ta e Push Push duas bostas mesmo os grupos sendo favoritos… eu simplesmente não vejo nos grupos de agora o capricho que existia no K-Pop antes, a qualidade dos MVs melhorou, mas se acomodaram com conceitos e sons que já se provaram bem-sucedidos antes.

          Como Bruno é mais velho que boa parte da população brasileira, acho que vale a pena perguntar qual a perspectiva dele sobre essa questão.

    1. Concordo. Eu tinha uns 22 quando comecei a escutar Kpop. Ou seja, praticamente era mais velha que a maioria dos artistas que eu comecei a gostar. Sempre tive tendência a seguir grupos que fugissem da síndrome de Peter Pan ou do fanservice lolita.
      Alguns grupos atuais, pelo próprio estilo musical e imagem, como o Mamamoo, ultrapassam a barreira de idade. Outros naturalmente me afastam, como Twice, e nisso se encaixa a maioria dos boygroups e girlgroups em ativa.

      1. Essa é a realidade.
        Para mim ouvir um “Gee gee gee” na altura em que eu entrei no K-POP e ouvir um “Shy shy shy” hoje são coisas completamente diferentes. /Mesmo que eu não desgoste de Twice. /Vejo isso nas dezenas de kpoppers que eu conheci lá na idade da pedra e que hoje só ouvem os grupos que já ouviam antes – na maioria das vezes só as músicas antigas – e que dessa geração ouvem no máximo MAMAMOO, Bolbbalgan4 e Black Pink.
        Mas claro que nem TODOS são assim.

  11. Wonder Girls sempre apresentaram singles bons, e foram bem constantes, uma pena uma banda tão antiga encerrar assim, e acredito que vendam bastante com esse disband, como você disse encerraram no topo, no creme de la creme, o que é algo notável.

    Eu nunca fui o maior amante de k-pop acompanhei mais 2008-2009, e mesmo assim não era muito acido, conheci After School quando elas foram lançadas como Pussycat Dolls da Ásia e depois disso não busquei mais nada. ANYWAY, sobre essa geração nova TWICE lançou TT que é realmente boa, MAMAMOO é uma banda que eu não esperava que surgisse no k-pop e sinceramente Melting é um disco MUITO bom. BLACKPINK tá bem no começo e por não ter socado os 8 single que deveriam ser socados eu não posso afirmar muito sobre, mas gostei do que foi apresentado até então. As demais eu acompanhei e achei algum bom aqui e ali, mas nada que me surpreendesse.

    O triste do kpop é que ele é um mercado menos rentável que o j-pop, então o medo de disband, falta de investimento e todo o resto é sempre eminente, não é? Acho que pelo j-pop lucrar talvez 10x mais que o kpop (se você pensar que um o que uma banda de k-pop famosa lucra com 1 álbum, uma banda famosa de jpop lucra com um single), então acompanhar o kpop tem uns problemas meio tensos, ainda mais com esse foco em lançar bandas, acredito que isso virou meio que uma “marca” do que esperar do k-pop, né?

    Em um reflexão pessoal, sendo cruel ou não, esses disbands talvez despertem a nação de que bandas não podem ser o centro dos holofotes, apaga um chart mais variado e equilibrado. Há quanto tempo não se tem espaço pra uma solista como BoA ou Hyori Lee chegarem? Acho que só temos IU, Ailee e HyunA. Sendo que as duas últimas vem despencando vendas a cada lançamento, triste realidade. x_x

    No geral, R.I.P para todas as fanbases e força para essa nova geração e os fãs dela, pois vão precisar tendo em vista a ritmo volátil do k-pop.

    1. Ailee tem uma carreira super rentável cantando trilha sonora de dorama, a última que ela lançou está em primeiro lugar NESTE MOMENTO. O problema é que quando ela lança um trabalho sem vínculo com CF/Dorama, ele não tem o mesmo alcance/apelo com o público. IU é mais blindada quanto a isso, tudo o que ela lança vende…

  12. Sou nova nesse mundo de K-pop, alguem pode me dizer o que é ”flopar”? Se tiverem um link de dicionarios pra passar pode me ajudar.
    Eu gostei do que uma menina comentou aqui, que a aceitação com os grupos novos é dificil porque isso mostra que todos nós envelhecemos.
    Eu sou nova nisso tudo, mas quando me dedico a uma coisa eu vou fundo. Por isso tenho ouvido TODOS os albuns dos grupos antigos, mesmo que tenham acabado. Gosto MUITO de BLACKPINK porque foi com elas que eu iniciei meu amor por k-popo (apesar de ter conhecido uma musica de T-ara em 2011 e ter ouvido sem parar, ate saber como elas sao estranhas.)

      1. Acho q ou ela se referiu ao caso do bullying,ou achou o estilo de t-ara meio estranho,não me surpreende pq eu mesma quando conheci kpop e fiquei viciada em Loving U e Gee ainda sentia um pouco de vergonha alheia em pesquisar mais sobre um estilo musical tão estranho e diferente pra mim na época.

      2. Parece que nos shows não curtem a musica que estão cantando, são sempre sérias e desanimadas. Pelo menos em 2011, já entraram e sairam tantas integrantes que nem sei mais como está.

        1. Sem falar que algumas delas têm cara de que quando eram crianças colavam chiclete no cabelo dos outros, né?

          Mas só pra esclarecer, o line-up atual do T-ARA é o mesmo do debut, o de 2011 tinha uma a mais além das atuais que foi demitida depois. Dá uma olhada na discografia delas, vale a pena, as melhores são Roly Poly e Sexy Love.

        2. Se for nesse caso de live elas não emitem tanta energia assim (já estão 7~8 anos, elas podem), mas continua sendo bom, é do T-ARA que estamos falando. Rainhas intocáveis. Sérias e desanimadas eu discordo, elas passaram por tantas coisas e ainda continuam fortes pra se levantarem e continuarem suas carreiras com o apoio dos fãs (até doente elas fazem shows) e não demonstram cansaço.

  13. Pelo que parece duas integrantes já não estavam mais querendo continuar, o que é normal considerando que elas estão em uma idade que o ritmo de idolo já não deve agradar elas mais, ela já fizeram o que queria fazer, devem ter outros projetos agora, é uma pena porque o grupo era bom e vai ser realmente dificil crer que elas vão ter carreiras solos daqui pra frente, então o grupo deixa saudade e para matar a mesma só revendo os clips antigos.

    Sobre o futuro do Kpop, bem eu ainda tenho f(x), alguns solos do Girl generation que eu curto, tem a Jessica, futuramente o f(x) acabando eu vou ter JungSis, vai ter Twice(que é um grupo que gosto) G-friend, eles não tem a mesma magia que os outros grupos, mas também esta longe de ser ruim, tem o Pristin também, então vamos ver até quando eu consigo me manter no Kpop antes de dizer “acabou pra mim”, até lá, vamos segurar as pontas(se bem que eu já teria desistido do Kpop no fim do 9Muses, mas algo ainda me mantém por aqui, o que? eu realmente não sei).

  14. tem um bom tempo que nao comento bruno, mas vou dar meu parecer:

    o que ta me decepcionando nessa geração sao as musicas extremamente iguais, e mais que o normal. minha reclamação no geral é essa mesmo, pq antes vc tinha uma certa “diferença”, vc escutava tal musica e sabia de que grupo era, ou de que empresa fazia parte pq era uma coisa diferente, hj vc escuta uma musica e nao sabe se é bts, monsta x, got7 ou outro qualquer. hj no kpop eu acompanho só mais de longe mesmo, escuto as musicas que me agradam mas fã mesmo acabo nao sendo de nenhum pq aparentemente nenhum dessa geração me pegou (com exceção claro de mamamoo), twice eu nem falo nada pq onces pra mim sao os novos sones e cassiopeias. mas, como vc ja disse em uma materia aqui uma vez “antes kpop ruim do que o hot 100 da billboard” e nisso eu concordo plenamente.

    ps.: a ts anunciou um comeback do secret no segundo semestre, se vai acontecer mesmo ninguem sabe né :v

  15. Não aguento mais disbands. Ok, que eu nem prestava muita atenção em WG, mas mesmo assim ainda entristece ver grupos que movimentavam inúmeros fãs acabarem repentinamente (nem tanto) além de que elas traziam uma coisa diferente de toda essa leva homogênia atualmente, principalmente depois de fazer um comeback tão bom. Mas aquela coisa né, continua a ouvir o Reboot e pronto.
    Bem, se CLC reciclou 4Hyuna, BP o 2CL1, será que teremos um emulador das WG vindo de algum canto? Até pq no K-kpop nada se cria, nada se transforma, tudo se copia.

  16. Woow, quantos comentários e cada vez eles surgem mais rápido!
    Triste pelo fim das Wonder Girls, por ser um dos meus grupos preferidos e por tudo que representou pelo kpop… Que Deus guarde meu SNSD e o T-ARA, já que os outros 3 maiores girls groups da última geração já se foram.
    Embora tenha muito mimimi sobre essa nova geração e a grande maioria dos grupos não tenha lançado nada que seja muito relevante, tem que se dar tempo ao tempo. Muitos deles tem um potencial e ganhando experiência, vão acabar entregando coisas legais. Certamente não vão soar como os grupos antigos, mas deixando o preconceito de lado, talvez as coisas funcionem.

    1. Nossa, esse artigo da Billboard está muito bom! Essa Tamar Herman fez uma cobertura completa dos antigos e novos acts. Obrigada por postar esse link 🙂

  17. Nicole fará comeback coreano esse ano né? Será q ela vai dar o deboche de comeback no aniversário de 10 anos das KARA? q

    Acredito q o futuro das SNSD está diretamente ligado com as vendas q terão.. elas são obrigadas a vender um milhão pelo menos com o single… senão elas fatalmente serão colocadas atrás das TWICE na posição de garotas da nação e o ego da Tayeyeyeyon não vai aguentar e ela vai matar o grupo :v

      1. O que eu pude perceber é que Tahiti têm uma “boa” fanbase ( tipo uns 100 fãs hhaha, brinks ) na Coréia e no Japão, o que para um grupo tão flopado assim, é coisa muito rara e por isso elas vão-se virando. Elas constumam estar bem ativas como grupo, fazem apresentações aqui e ali, sempre estão juntas e tal.
        Também há a Jisoo ( minha bias ) está sempre ativa fazendo vários bicos, isso também deve ajudar a manter o grupo.

        Tenho pena que a Jisoo e a Eunyoung (Two X) não tenham pulado fora dos seus “barcos” quando começaram a receber destaque. Hoje, as duas poderiam estar bem melhor.

        1. Mas faz tempo que elas não tem comeback, não faz? Nunca mais ouvi falar, aí achei o pior. Apesar que eu gosto de uns singles delas. Que bom que estão se virando.

          Nem me fale, eu gostava muito de Two X. Adoro Double Up. Mas a empresa apostou no debut delas meio que em cego, só porque MBLAQ tava dando bom. Achei uma pena elas terem flopado. Eunyoung era minha bias, mas pelo menos ela ate que participou mesmo de alguns programas e teve alguma visibilidade. Podia estar melhor agora mesmo se não tivesse insistido no Titanic X. Aquele programa que ela e Jisoo fizeram juntas deu um up nas duas (tanto como nas outras meninas, como a Hoje é Dia de Maria do Nine Muses e a Crayon Pop), podiam ter aproveitado mais.

        2. Tanto Two X quanto Tahiti tiveram cameback mais ou menos na altura do verão do ano passado. E ambos ainda estão na ativa, pelo menos por equanto.
          Mas sim, Two X foi um tiro no escuro que correu muito mal, mas agora elas estão em outra empresa que é ainda pior…
          Eunyoung, Jisoo, Kyungri e a Jiwon (Spica) poderiam estar bem melhor hoje… É pena! Se bem que a Kyungri é basicamente uma Yoona/Suzy/Hyeri dos flopados.

  18. Antigamente bastava uma caixa, carisma e uma dancinha icônica pra prender atenção. Hoje são trocentos elementos metidos num MV pra prender a atenção do espectador pra um pessoal sem graça e sem sal.

    Reclamei

    E tô muito mal com o disband, desculpa o bait.

  19. Hoje foi um dia tão parado,só teve Sulli causando por existir de novo,então só vou comentar rapidamene da treta maravilhosa que eu tive com uma elfa hoje no twitter,e olha se nois achamos armys e exols insuportaveis,vcs n viram elfas tentando defender o oppa criminoso delas,dei boas risadas e dei block geral depois pq oh povim chato

    1. The best squad > Goo Hara, Sulli, Gain. Pena que a IU não estava presente pra completar a festa.
      Mas eu vi que o Ex-Winner também estava com as três, foi muito rápido, não percebi bem a coisa, alguém viu?

      1. Tadinha da IU, não tem mais tempo pra sair com o esquadrão (o pessoal falando que a Gain não tem amigos por estar saindo com as duas kkkkk) . Espero que Jiyeon e IU continue sendo melhores amigas.

        Pelo que eu fiquei sabendo todo mundo estava na mesma festa, mas o Taehyun e a Sulli estudaram juntos

    2. @MandY_sign vc né? eu te seguia e vi a treta na TL. Olha, não vi nenhuma elfa defendendo ninguém não, viu? A única defendendo alguém era vc defendendo o racismo da Taeyeon com a desculpinha de que foi “tradução errada”. Pessoas como vc tão sempre estragando a imagem dos sones que já é péssima. Dá próxima vez, vá lavar a louça em vez de ficar inventando mentiras só pq uma elfa mandou uma resposta que acabou contigo e vc ficou sem argumentos.

      1. olha mana,eu n sei que treta foi essa que vc viu,mas não fui eu n @_@ eu discuti com uma elf pq ela tava defendendo umas bostas que o mano do suju fez e eu como sou problematizadora fui me meter :v juro pra tu que essa @ n sou,meu user é outro…

      2. sone passando vergonha no twitter,não me surpreende :v outro dia tava tendo uma treta maravilhosa entre sones e blackjacks no twitter,me senti em 2013 de novo foi lindo♥ eu fui pesquisar o user dessa @ no twitter que vc falou,acho que ela excluiu o dela pq não carregava nunca o twitter dela,eu agradeceria se vc não chegasse acusando os outros de coisas que vc nem sabe se a pessoa fez,eu não sou uma desocupada que fica puxando briga no twitter sem motivo,a treta que eu fui tinha motivo e eu usei meus argumentos muito bem que chega a elf me bloqueio depois(antes de eu bloquear ela) se essa menina que tu seguia pagou esse micão coitada dela,tem briga entre fandom todo dia no twitter poderia ter sido qualquer pessoa ali,por favor pense bem antes de acusar as pessoas assim,e eu lavo minha louça todo dia obg

        eu fico um dia inteiro sem internet e sou acusada de arrumar treta sem motivo e perco o post novo,que maravilha

  20. Ótimo post como sempre Bruno.
    Eu fico triste de ver todos esses grupo morrendo, principalmente Wonder Girl e After School que foram os que me apresentaram o kpop lá em 2008. Fiz vários amigos e passei noites virado pra assistir os Inkigayos da vida.
    Mas eu não sei, sinto que essa nova leva de grupos não tem o meu apreço, talvez porque eu tenha ficado mais velho e veja tudo por olhares nostálgicos. Mas o modo que encontrei de continuar ouvindo música coreana foi embarcar pro cenário indie e descobri vários artistas que fazem um estilo de música mais autoral como Cheeze, Okdal, Parasol, Oohyo ou Aseul. Provavelmente o que ouço de mais pop são os artistas da amoeba e highgrnd, que tem essa pegada mais hip hop

  21. Será que f(x) não disbanda? Victoria tá tão jogada lá pra China, Krystal não tá nem aí pra SM. Só Luna e Amber estão interessadas.

    Acho que sei lá

    Brown Eyed Girls disbanda logo por idade
    SNSD vai causar revolta se acabar, mas não acho que chega até 2019 vivo
    T-ara provavelmente enquanto tiver a China, não disbanda tão cedo. Porém, Qri e Boram tão “velhas” já. acho que se o grupo continuar daqui uns anos, não será com elas…

    Secret, After School e Orange Caramel existem só simbolicamente, porque né…

    Girls Day não tem motivos pra disbandar, até porque as integrantes estão indo bem individualmente, menos as duas mais velhas lá. Mas acho que musicalmente, elas vão ter o mesmo fim de AOA, vender menos a cada single.

    Grupo que escolhe publico masculino não dura muitos anos.

  22. Não entro na internet quando SNSD acabar, só isso.

    Eu fiquei genuinamente triste pelo fim das Wonder Girls. Mas agradeço profundamente pela existência do Reboot, esse álbum delicioso ❤

  23. É exatamente isso que eu penso! Exatamente isso que sinto… O último parágrafo condiz bem com minha situação. Não tenho o mesmo prazer de acompanhar o kpop como antes, época de ouro pra mim… KARA, Girls Generation, T-ara, Secret, Miss A… Eu me afastei do kpop e não foi uma decisão tomada por mim, simplismente aconteceu.

  24. Eu assumo que eu não me surpreendi tanto com esse final de Wonder Girls, não sei porque (…) , assumo que tomei um susto grande com o termino do 4minute, achei muito “????????????????????????” porque elas eram ativas e estavam sempre em destaque, dai do nada acaba. Troço estranho kkkkkkkkkkk
    Sobre os grupos que restaram, acho que SISTAR e T-ara ainda vai sobreviver mas um tempo …… assim espero.
    https://somaisumaleatorio.wordpress.com/

  25. Seria interessante um panorama da nova geração do KPop mais pro fim do ano porque me pergunto se grupos como Oh My Girl, Cosmic Girls e Pristin vão conseguir seu lugar ao Sol de fato ou vão cair no esquecimento (eu já acho que você foi muito bonzinho de tacar o CLC aí).

    Eu não vejo SNSD inteiro renovando? TTSH ficam tranquilas, TTS porque tem solos e Hyo porque não iria sobreviver em mais canto algum. Já as atrizes podem querer se desvincular da imagem de idol pra serem “levadas a sério” e a Sunny ninguém lembra que existe na maior parte do tempo. Já SISTAR eu acho que está de boas, mas também achava isso de certos grupos que deram adeus então…

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s