“Draw Me” traz um gostinho do que seria o album 70s das Wonder Girls. Uma pena.

Como todos vocês sabem, as Wonder Girls se foram. para. todo. o. sempre. mês passado, deixando para trás qualquer expectativa de que elas iriam cumprir a promessa lançada com Why So Lonely de trazer em 2017 um quarto LP, fazendo para os anos 70 aquilo que o Reboot fez para os anos 80. Tudo parecia montado para tal. A mesma estratégia de trabalhar com várias estéticas e reinventar as sonoridades da década foi anunciada logo que To The Beautiful You saiu como buzz track:

Essa calça boca de sino, as meias soquete de lurex, essa fonte… não teve um que não ficou empolgado por uma segunda rodada de Reboot, mas ficamos só com o dub reggae de Why So Lonely, o disco de Sweet & Easy e o pop analógico de To The Beautiful You. Mas todos sabíamos que as integrantes já haviam trabalhado em outras faixas, só faltava o lançamento mesmo. Infelizmente, agora Inês é morta, e o grosso do álbum tá indo direto pra lata do lixo, com apenas essa baladinha-fecha-álbum sobrevivendo pra contar história:

Estou apresentando o single nesse vídeo de distribuição de versos pra vocês se CHO-CA-REM que a main vocalist teve mais versos que as rappers. O ultraje! Mas sério, antes de comentar o single em si, eu preciso dizer: que preguiça da porra, hein? Ninguém nem se deu ao trabalho de lançar um lyric video pra isso? Ou ainda juntar imagens de arquivo pra largar no youtube? Porra, fizeram isso pra Remember no dia do anúncio do disband, não fazia mais sentido guardar esse vídeo-montagem pra usar de pano de fundo pra Draw Me agora? O contrário não faz sentido.

Não sei pra vocês, mas pra mim ficou uma impressão de trabalho inacabado, mal planejado e feito nas coxas por parte da JYP, algo que se reflete também na capa do single, em que eu honestamente não consigo reconhecer ninguém com 100% de certeza tirando Lim:

…acho que na fileira de cima temos Yubin e Yenny, e embaixo SunMi e Lim. Mas quem sabe ao certo?

Até mesmo o single em si parece inacabado.  Draw Me evoca o rock melódico, melancólico, calmo e introspectivo que os Beatles lançavam nos anos 70. Coisas como Free As A Bird, A Day In The Life e Something, mas sem o climax explosivo da segunda ou o instrumental marcante da terceira. Fica a impressão de que elas gravaram a demo de Draw Me e deixaram na gaveta pra trabalhar melhor nela depois, mas como não haverá mais um depois, a JYP mexeu nas demos do quarto álbum, pegou a faixa que tinha mais cara de despedida e lançou de single do jeito que estava mesmo. Draw Me traz boas ideias, mas infelizmente soa inacabada. Ela vale mais como uma espiada dentro do quebra-cabeças setentista que nunca veremos completo do que como um single totalmente desenvolvido, algo bem próximo do meu sentimento com o adeus de 2NE1 também. Pelo menos elas ainda lançaram algo pra se despedir, né? E 4MINUTE?

PS.: Chega de BTS por hora, né, galera? Dia 20 tem mais. :v

Anúncios

685 comentários em ““Draw Me” traz um gostinho do que seria o album 70s das Wonder Girls. Uma pena.

    1. Oh desculpa, fui ver que eu me confundi com a música e datas e artista, desculpa mesmo. Viajei legal ~
      Mas Free as a Bird foi composta e teve um gravação demo por Lennon no fim dos anos 70 e depois foram inseridas contribuições dos outros integrantes nos anos 90.

    1. Saiu??? Jurava que a SM ia chamar ela pro cantinho da disciplina por ter pintado o cabelo de loiro! De novo.

      Sobre a música: decepcionante, com 1:30 minutos desisti de ouvi. Que agrade a fanbase, pronto. E sim, parece qualquer faixa aleatória para a trilha sonora de 50 tons de cinza.

      Sobre MV: se bater a vontade vejo para ver o quão ridículo pode ter sido o orçamento disso.

    2. estou decepcionada,minha cara esta no asfalto com a queda das minhas expectativas,essa BOSTA nem um REFRÃO tem,porra Taeyeon antes uma baladinha da bad pra eu escutar querendo morrer do que isso,pelo menos ela ficou muito gata com esse visual dark mas que puta falta de aproveitamento com esse conceito maravilhoso,vai flopar bonito digitalmente MAS podemos usar a desculpinha de que é pré-release no fim das contas :v espero que o comeback oficial seja melhor,e que o álbum tbm(não acredito que não estamos tendo comeback de shoujo jidai pra isso,olhe Taeyeon e SM melhorem!)

    3. Isso me lembrou outra música, mas não consigo me lembrar!!!!!!!!!

      Os versos estão bons, mas que porra é essa de construir um refrão só de instrumental? (Se isso pode ser considerado um refrão). Eu não estava esperando Taeyeon usar nem 50% a voz dela, mas poderiam ter trabalhado nesse REFRÃO.

    4. Eu não fiquei nem um pouco decepcionado com essa música. Falta explosão? Falta. Mas ela é tão bem encapsulada no conceito que me deixou muito feliz com o lançamento. É algo completamente oposto à discografia dela e é esse tipo de variação que faz sentido para alguém que quer manter o status fora do grupo.

      1. Concordo com você, eu já esperava um som desse tipo, sempre tem como melhorar, mas eu consigo ouvir sem nenhum problema. A questão é a falta de refrão que prejudica muitas pessoas a gostarem da música.

    5. achei bacana pra caramba essa mudança de estilo. esperava uma coisa mais Devil’s Cry (puta merda, que música maravilhosa). mas senti falta de um refrão marcante… ou melhor, qualquer refrãozinho eu aceitava.
      e meu deus. ela queria passar uma imagem sedutora com aquelas expressões?

    6. Soundtrack RUIM de 50 tons. Parece que faltam várias coisas tipo um refrão (Se aquilo fosse um pós-refrão depois dela ter se esgoelado como de costume tava ótimo), sensualidade de fato e não só beleza (ela querendo emular uma Anastasia, quem sabe?) e um clipe que complemente o clima da faixa e não esse editorial de joias ou slá

  1. As bolos tão indo muito bem,já é o oitavo prêmio delas,os chats delas tão bem colocados olha,a cada comeback muita gente acha que red velvet vai tomar no cu mas elas acabam fazendo exatamente o contrário,eu aprendi a amar rookie com o passar do tempo e agora consigo ouvir até o final sem sentir vontade de morrer :v parabéns RED VELVET!!!

  2. Decepcionado estou porque esperava um refrão pra música e por terem usado este conceito/visual pra um pré-release (sim, podemos aqui usar essa desculpa :v). De resto, eu achei a música bem morna, mas não tão ruim de ouvir. E se tratando da Teião, bom ou ruim, vai acabar vendendo bem.

    1. a música começou e eu achei que exo ia aparecer e começar a cantar mas ae chegou no refrão e eu pensei em shinee @_@ porra isso tá bom,tá bem gostosinho e da pra ouvir até o final de boas,ponto pro boygroup nugu :v
      miga rapidim quem é o boy no teu perfil?? :v

  3. Uma pena que Wonder Girls tenha acabado da forma que acabou, tinha tudo pra trazer ainda mais música boa, e acabou na melhor fase 😦 infelizmente qualidade não vende na Coreia e vamos ter que nos contentar com a existência do Reboot.
    P.s. achei q só eu não conseguia saber quem era quem na capa do single.

COMENTÁRIOS:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s