Com “Do It Again”, FEMM chacoalha seu som e entrega o clipe japa mais inventivo desde “Golden Touch” da Namie

FEMM cansou de lançar dance pop da década passada. Elas simplesmente estão fartas disso. Então, chegou a hora do #revamp pras duas manequins, que se juntaram a flopada da PC Music e rainha da aesthetic Liz (da icônica When I Rule The World, uma das músicas mais injustiçadas dos últimos anos, que de alguma maneira ainda não bateu 1kk de views) pra lançar uma daquelas faixas do revival 80s. E preparem-se: essa aqui talvez seja a melhor delas desde o Femm-Isation.

Continuar lendo “Com “Do It Again”, FEMM chacoalha seu som e entrega o clipe japa mais inventivo desde “Golden Touch” da Namie”

MIXTAPE – AGOSTO’16

Muitos de vocês obviamente nem acreditavam mais que isso iria acontecer, já outros provavelmente sequer lembram dos lançamentos de agosto, visto que setembro já acabou praticamente. Mas como o ASIANMIXTAPE tem mais determinação. que. T-ARA, eu não iria deixar vocês na mão e estou aqui para dividir com vocês algumas das minhas faixas favoritas lançadas em agosto. Confiram a playlist abaixo. @_@

2016-08a

Continuar lendo “MIXTAPE – AGOSTO’16”

CL debuta pela décima quinta vez nos EUA com a aguada “Lifted”.

Daí que em um desenvolvimento súbito e sem sentido, a YG resolveu comemorar os dez anos de debut do Big Bang dando para as VIPs o debut americano de CL como presente. Eu uso o termo “debutar” livremente, é claro. Afinal, a única pessoal a debutar mais que CL deve ser a Chaekyung da DSP, que já fez isso bem umas três vezes já. Mas a pergunta que não quer calar é: após errar tantas vezes, será que CL finalmente aprendeu com suas cagadas anteriores? Será que seu debut oficial americano presta? E se ele não prestar, será que ele pelo menos é ruim não significando ruim, mas ruim significando bom? Essas e outras questões vocês verão respondidas agora!!!1

Continuar lendo “CL debuta pela décima quinta vez nos EUA com a aguada “Lifted”.”

Uma pausa do capope: meus vinte centavos sobre o Eurovision Song Contest 2016 estão aqui.

Daí  que ontem rolou a final do 61° Eurovision, e já que meus comentários tímidos sobre o concurso musical mais toscovilhoso do mundo ano passado foram bem recebidos na mixtape de maio de 2015, resolvi expandi-los para um post completo, com minhas dez apresentações favoritas desse ano. Sem contar que isso definitivamente emputecerá capopeiros que estão enchendo o saco pra eu falar logo sobre o solo da Tiffany, então taí mais um motivo pra comentar o Eurovision 2016, não é mesmo?  Pra quem não viu, uma recap dos 26 atos na final:

Continuar lendo “Uma pausa do capope: meus vinte centavos sobre o Eurovision Song Contest 2016 estão aqui.”

CL continua a ser a try-hard mais má no seu novo solo, ‘Hello, Bitches’

Eu nem vou mentir e dizer que tinha algum tipo de expectativa pra carreira solo de CL após todos os pecados cometidos por ela nesses últimos anos, então quando eu vi que ela lançaria uma faixa chamada “Olá, quengas” eu já sabia exatamente o que esperar da coisa toda: CL sendo fodona, vidalok e a vesga mais má por cima de uma backtrack de ~rap fodão~ pouco inspirada… e foi basicamente isso que tivemos:

Continuar lendo “CL continua a ser a try-hard mais má no seu novo solo, ‘Hello, Bitches’”

Doctor Pepper ganha clipe. CL vira oficialmente a Iggy Azalea asiática. <3

Quando o áudio de Doctor Pepper foi lançado inteiro três meses atrás, eu havia mencionado que muito provavelmente algo tão vergolha alheia só poderia ser desse jeito de maneira intencional, porque não tinha como um ATL rap sobre beber Dollynho feat. RiFF RAFF ser pra valer. Bem, o clipe (atrasado) da música finalmente saiu e eu estou completamente em choque, porque eu nunca esperava por um clipe tão, mas TÃO try-hard assim. É tão try-hard que muitas vezes eu fiquei na dúvida se a tosqueira era pra valer ou se era uma piada mesmo:

Continuar lendo “Doctor Pepper ganha clipe. CL vira oficialmente a Iggy Azalea asiática. <3”