Namie Amuro anuncia aposentadoria pro ano que vem. Será alçada ao RÉBUM do j-pop.

Daí que essa notícia veio igual uma bola de demolição na minha fuça mais cedo hoje, e eu. não. consigo. acreditar, mas Namie Amuro anunciou que ano que vem, dia 16 de Setembro, no aniversário de 26 anos de carreira, ela vai pendurar a chuteira as botas brancas de cano alto e vai deixar o jogo. Agora ela só vai sentar na praça com as outras obāchan pra dar comida pra pássaros e reclamar das modernidade tudo. Isso logo após o show de 25 anos de carreira em Okinawa finalmente acontecer estando cheio de hits do ❤ DANCE TRACKS ❤ vendo a luz do dia após décadas (mais emocionante ainda após o cancelamento do aniversário de 20 anos em 2012 por conta de um tufão). E claro, logo após eu gastar a semana passada inteira introduzindo a carreira e vida de Namie aos capopeiros. Óbvio que ter feito isso é bastante agridoce no momento, mas pelo menos esses capopeiros ainda presenciarão o poder de Namiesus ainda em vida, por pelo menos um ano. Trilha sonora do momento, o maior hit dela nos últimos anos:

Continuar lendo “Namie Amuro anuncia aposentadoria pro ano que vem. Será alçada ao RÉBUM do j-pop.”

Anúncios

FLASHBACK [2013.07.10] Amuro Namie – Alive

Ontem, em nossa série de posts sobre Namie Amuro: vimos Namie dar a volta por cima ao ser abraçada por um novo público, composto por career women, o que rendeu a ela vários contratos com marcas de produtos ~saudáveis~ e de cosméticos. Vimos Namie reaver a guarda do filho e pouco a pouco aperfeiçoar seu som e sua persona como uma rainha urban do R&B nipônico. Coroando tudo, presenciamos o triple A-SIDE mais icônico do j-pop, 60s 70s 80s, com reimaginações de clássicos das décadas de 70, 80 e 90. Agora, adiantaremos seis anos em nossa cronologia Amuresca, para encontrar Namie como a rainha do EDM nipônico com pancadões farofescos cantados em engrish inglês engrish e uma das pouquíssimas solistas que conseguiram se manter relevantes na década de 10. Com vocês, o hino eletrônico com o inglês mais perfeito de Namie até hoje, a atmosférica e fantasmagórica Alive, single promocional de seu décimo álbum de estúdio, FEEL:

Continuar lendo “FLASHBACK [2013.07.10] Amuro Namie – Alive”

[FLASHBACK [2008.03.12] Amuro Namie – 60s 70s 80s

E chegou a hora de continuar nossa incrível jornada pela carreira e vida de Namie Amuro, que neste sábado comemora vinte e cinco anos de carreira com rostinho de vinte e cinco anos de idade. Ontem, vimos o inferno astral de Namie, com o seu divórcio fazendo a mídia se voltar contra ela e sua popularidade ir pelo ralo, enquanto novas cantoras-compositoras mais novas e com vidas menos complicadas feito Utada e Ayu tomaram a coroa de princesa pop da cabeça dela. Pra jogar sal na ferida, Namie ainda perdeu a guarda do filho e teve de lidar com o brutal assassinato de sua mãe. O fundo do poço virou a casa dela, mas Namie tirou proveito disso para se reinventar, se tornando uma gostosa R&B urban sexy e provocativa, como vimos no clipe de SO CRAZY. O resultado dessa mudança? Bem…. foi o flop mesmo. Mas agora, adiantaremos mais cinco anos em nossa cronologia. Se em 2003 vimos Namie vendendo menos de 50 mil cópias do seu single, em 2008 a encontraremos no topo com uma das coletâneas mas vendidas da história do Japão e um dos singles mais bem sucedidos do ano. Ele mesmo, o maior triple A-SIDE que você respeita:

SIXTIES.

SEVENTIES.

EIGHTIES.

*BOOOOM*

Continuar lendo “[FLASHBACK [2008.03.12] Amuro Namie – 60s 70s 80s”

FLASHBACK [2003.10.16] Amuro Namie – So Crazy / Come

Ontem vimos Namie Amuro dominando o universo com Can You Celebrate?, o maior single feminino da história do Japão, com 2,2 milhões de cópias vendidas. Vimos também a gravidez não planejada de Namie com seu namorado quarentão resultar num casamento às pressas e também na transformação de Namie no exemplo a ser seguido das campanhas de incentivo à natalidade do governo japonês. Hoje, adiantaremos seis anos em nossa timeline Amuresca, encontrando uma Namie mergulhada no R&B da década passada, totalmente livre de seu verniz de idol e entregue a uma atitude cool e urbana, tatuada e já com seu cabelão assinatura. Junto disso tudo, um flop absurdo, com menos de cinquenta mil cópias vendidas pra esse hino aí embaixo. Então como que Namie foi de mãezinha noivinha da nação a rainha urban sexy do flop? Descobriremos agora!!1

Continuar lendo “FLASHBACK [2003.10.16] Amuro Namie – So Crazy / Come”

FLASHBACK [1997.02.19] Amuro Namie – Can You Celebrate?

Anteriormente, na série de flashbacks sobre Namie Amuro e sua cara de cu: vimos Namie debutar como parte das SUPER MONKEYS, um quinteto okinawano que pouco a pouco ganhou proeminência no Japão por conta do carisma de Amuro e de suas coreografias que misturavam karatê e pop! Também vimos Namie se transferindo da Toshiba-EMI, sua gravadora original, para a avex-trax, sua casa até hoje! No meio do caminho, vimos suas ex-migas de grupo serem coagidas a virarem back-up dancers de Namie, até finalmente ganharem alforria e se tornarem o grupo MAX. Agora, chegou a hora de conhecer/revisitar o que não é apenas o maior sucesso da carreira de Namie, mas também o maior single de uma mulher na história da música japonesa. Can You Cereblate? Namie pode:

apresentado aqui lado a lado na versão 1997 e 2014 pra vocês verem como Namie simplesmente parou de se locomover com o tempo

Continuar lendo “FLASHBACK [1997.02.19] Amuro Namie – Can You Celebrate?”

FLASHBACK [1995.10.05] Amuro Namie – Body Feels EXIT

Ontem vimos o debut de Namie Amuro como integrante do SUPER MONKEYS, e hoje continuaremos a narrar sua ascensão e queda (e ascensão), agora com seu debut na avex trax. Não digo “debut como solista” pois como vocês verão aí embaixo, o momento exato em que Namie Amuro debutou solo é meio que uma incógnita, já que a carreira dela ENGOLIU seu grupo de origem fazendo de suas misgas de grupo back-up vocals oficiais dela (as quatro devem amá-la, né?). Sem mais delongas, o smash hit Body Feels EXIT, que vai te deixar loucaço pra subir numa ParaPara Paradise pra performar isso aqu:

Continuar lendo “FLASHBACK [1995.10.05] Amuro Namie – Body Feels EXIT”