Pacotão de Oppas (30/05): quinze (!!!) comebacks de maio comentados pra vocês.

Daí que nessas duas últimas semanas a porteira abriu e dezenas de boybands tiveram comeback. Eu nem estou brincando, foram muitas MESMO (Broduce 101’s impact?). Aí embaixo está o testamento de minha resiliência, determinação e dedicação ao blog, porque eu ouvi Q.U.I.N.Z.E. dessas faixas uma atrás da outra pra postar essa bosta, quando minha vontade era bem ouvir uns dois comebacks no máximo. Vejamos se alguns dos seus oppas prestaram, mas antes, uma pausa pra notícias urgentes:

[BTS – 2017 BILLBOARD MUSIC AWARDS]

O sangue, suor e lágrimas das ARMYs ganharam pro BTS um prêmio aí da Billboard com 300 bilhões de votos ou algo assim (que porra é um “social artist”?). Mas honestamente? Eles mereciam mesmo se a competição era Ariana Grande, Cabeçuda Gomes, Bieber e um negócio chamado Shawn Mendes. Os singles deles são melhores mesmo. E é sempre bom ver aquele velho ciclo do “ato que está prestes a dominar a América e que é mega hypado entre os capopeiros sendo usado pela mídia ocidental como clickbait” se repetir. CL fazendo feat com um monte de rapper terrível de 2015 pra cá. 2NE1 sendo a melhor banda da terra segundo a MTV em 2012. Girls Generation se apresentando no Letterman em 2011. Wonder Girls abrindo a tour dos Jonas Brothers em 2010. BoA e Se7en ~~dominando a América em 2009.  Been there, done that.

Mas se é pra ser honesto, o impacto da mídia social e das fangirls loucas no conceito de “fama” e “força de marca” em 2017 faz BTS de fato ter mais exposição do que esses atos passados jamais tiveram operando nas condições da mídia convencional pré-snap/insta/tuírer, então eles provavelmente serão mais onipresentes na América do que todos os que tentaram antes. Mainstream? Nunca, né. Não que alguém algum dia vá chegar perto do impacto cultural de PSY, por exemplo. Mas as ARMYs merecem curtir o momento. Pois BTS é o grupo da vez a ~fazer a América~.

PARABAINS

Com esse momento emocionante fora do caminho, podemos mergulhar de cabeça na vala que é o submundo das boybands. Vejamos se alguém se salva.

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (30/05): quinze (!!!) comebacks de maio comentados pra vocês.”

Pacotão de Oppas (07/04): Winner, Highlight, B.A.P e mais uma caralhada de boybands comentadas pra vocês!!

Daí que mais um mês se passou, então chegou a hora de mais uma mixtape mensal do ASIANMIXTAPE… mas antes da mixtape, obrigatoriamente tem que rolar um pacotão de oppas em que eu filtro todos os comebacks de boybands do mês que passou, pra ver se umas duas ou três faixas se salvam e dão as caras na mixtape do mês, que assim não fica 100% feminina (só uns 95%). Senão me acusam de ser misândrico e alienador e mimimi e aí não dá, né? Então hora. do. sacrifício, vejamos o que se salvou do lado dos manos em março (e também nesses primeiros dias de abril):

[HIGHLIGHT – PLZ DON’T BE SAD]

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (07/04): Winner, Highlight, B.A.P e mais uma caralhada de boybands comentadas pra vocês!!”

TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2010 (PARTE 2: 55° – 41°)

E chegou a hora de mergulhar no túnel do tempo novamente, de volta para 2010, ano em que a YG lançava músicas boas, Ayumi Hamasaki vendia bem, a cantora autotune conseguiu vários hits e quebrou vários recordes e todo mundo dizia “two oh one oh” pra começar seus singles. Quais faixas serão cortadas nessa segunda parte? Quais serão as boybands cotistas dessa parte do top? Quem serão as japonesas obrigatórias? Descubra a partir de agora!!1

Continuar lendo “TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2010 (PARTE 2: 55° – 41°)”

MIXTAPE ESPECIAL – DUBLÉ SIDEKICK

E chegou a hora de mais uma mixtape temática do ASIANMIXTAPE dedicada aos grandes nomes por trás do k-pop. Após apreciarmos os lados red e velvet de BRAVE BROTHERS com suas farofas e midtempos sensuais, após termos nossas mentes devastadas pelo retrô dramático de SWEETUNE e pela versatilidade de SHINSADONG TIGER, chegou a hora de dedicar uma mixtape aos freelancers rookies que desde 2012 vem dominando a cena capopeira e roubando vários contratos que outrora iriam automaticamente para o Brave Brothers, eles… DUBLÉ SIDEKICK.

Formado no começo de 2012 pelo compositor Chance (que desde 2010 vinha assinando várias b-sides sozinho) e pelo letrista Park Jang-geun, o selo “Dublé Sidekick” (ou ainda “Double Sidekick” e “Idanyeopchagi“) foi criado por Chance para assinar o quarto mini de MBLAQ, que havia sido oferecido para ele no fim de 2011. Desde então, o duo criou sua própria agência, a Dublé Kick Entertainment, e passou a incluir mais produtores escrevendo sob a alcunha “Dublé Sidekick”. Por conta disso, o som de Dublé Sidekick é bastante diverso, variando entre estilos bem mais do que a maioria dos compositores. Entretanto, desde o início de suas atividades em 2012, um conceito específico veio a se veicular ao grupo: como vocês verão a partir de agora, este é obviamente o verão concept que tantos amam/odeiam. Cliquem no play aí embaixo e sejam felizes! @_@

Continuar lendo “MIXTAPE ESPECIAL – DUBLÉ SIDEKICK”

Pacotão de oppas (07/07): NCT, Seventeen, Beast, Infinite e mais

Bem, chegou a hora de mais uma rodada do pacotão de oppas, a incrível coluna onde eu enfio várias boybands num post só pra comentar os comebacks mais recentes do k-pop. Por quê? Nem eu sei exatamente, visto que eu raramente me importo com boybands e não iria ativamente procurar ouvir os singles de praticamente nenhuma delas não fosse a coerção de vocês nos comentários. Mas já que todos vocês querem saber se eu gostei/odiei/aceitei calmamente o single mais recente dos seus biases, lá vai uma série de twittadas incríveis sobre NCT, Seventeen, Beast e mais. Vamos começar com o comeback que obviamente mexeu mais com todos nós. Então me desculpem qualquer coisa, estou muito nervoso:

[NCT 127 – FIRE TRUCK]

Continuar lendo “Pacotão de oppas (07/07): NCT, Seventeen, Beast, Infinite e mais”

MIXTAPE ESPECIAL – SHINSADONG TIGER

E eis que chegou a hora de mais uma mixtape temática focada nos grandes produtores do k-pop. Após começar essa série festejando BRAVE DEUS e suas farofas e midtempos sensuais, em seguida passamos pelos números dramáticos e retrô de SWEETUNE, chegando agora em SHINSADONG TIGER, o gordinho safado e pau pra toda obra, que, diferentemente dos outros produtores até aqui, não tem um estilo específico e é capaz de entregar sonoridades e ideias bastantes diferentes, de acordo com o ato sendo produzido, coisa que ele vem fazendo desde 2005.

Conhecido por ser o principal produtor por trás de EXID e do início de carreira de BEAST, 4MINUTE e T-ARA, Shinsadong Tiger pode surpreender vocês ao ser o responsável por faixas relativamente inesperadas e que não tem nada a ver com o som desses atos. Pra ver a minha seleção dele, só seguir adiante aí no “continue lendo”. @_@

Continuar lendo “MIXTAPE ESPECIAL – SHINSADONG TIGER”