MIXTAPE ESPECIAL – BRAVE BROTHERS

HEY! Vocês pediram por essa mixtape mais do que fãs de After School pedem por um comeback pra PLEDIS, e como eu ainda estou ❤ de recesso ❤ resolvi presentear vocês. Portanto, atendendo a pedidos, chegou a hora de… drop it:

HEY! TWO THOUSAND SIXTEEN! BRAVE SOUND! DROP IT! HERE COMES THE SONG! LEGGO! 

HEY! Pra quem não sabe, este aí em cima É Brave Brothers (sim, é uma pessoa só, apesar do que o nome parece indicar). Gang Dong-chul começou sua carreira como produtor na YG Entertainment (e considerando o estado da YG hoje, sorte dele ter saído de lá). E diferentemente da maioria dos manos pagando de meliantes dentro da YG hoje, Brave Brothers de fato tem um passado no crime organizado, já foi preso, tem ficha com uma dúzia de delitos e era dono de um puteiro de luxo antes de virar produtor musical. Chocante, eu sei. Mais chocante que isso só o catálogo de produção dele, que de tão extenso inclui até flopadas japonesas feito THELMA AOYAMA. Vai entender.

Continuar lendo “MIXTAPE ESPECIAL – BRAVE BROTHERS”

Anúncios

Dal★Shabet zera 2016 e acaba com Adele com seu novo single, Someone Like U. <3

E o ano finalmente começou para o capope, com ninguém menos do que Dal★Shabet e Léo Áquila dando uma voadora em nossas favoritas e entregando um dos melhores Brave Sound Drop It de todos os tempos. Sim, eu também não acredito que acabei de escrever uma frase tão absurda quanto essa, mas é a mais pura realidade. Isso tá ótimo:

Continuar lendo “Dal★Shabet zera 2016 e acaba com Adele com seu novo single, Someone Like U. <3”

Demorou cinco anos, mas Nine Muses finalmente apostou na midtempo sensual. Yay?

Como todos vocês sabem, Nine Muses é um dos meus grupos capopeiros favoritos pelas mudanças constantes na line-up e pelo catálogo delas ser cheio de singles imaculados que sua favorita ainda não conseguiu e jamais conseguirá. Então quando foi anunciado que o 2015 delas seria o novo 2013 com três minis lançados através do ano, eu já estava aqui preparado pra subida de escalão garantida que elas teriam, principalmente quando foi revelado que Nine Muses lançaria uma daquelas midtempo sensuais que definem carreiras no capope. Eu já estava aqui pronto pra Nine Muses ter sua Alone ou sua Something nessa Sleepless Night, mas pelo visto não foi dessa vez:

Continuar lendo “Demorou cinco anos, mas Nine Muses finalmente apostou na midtempo sensual. Yay?”

T-ARA de volta com Brave Sound Drop It ultrapassado e preguiçoso. Soam como AOA em 2014. <3

Continuando minha cobertura do apocalíptico dia 3 de agosto, hora de falar do retorno de T-ARA com “So Crazy”, o follow-up do incrível farofão (e flop) XUGAFRI do ano passado. Ironicamente, essa “So Crazy” também já estava gravada desde o ano passado, e era uma das opções de comeback junto da própria Xugafri. T-ARA optou pelo farofão do Shinsadong Tiger em 2014, guardando essa produção Brave Sound Drop It na gaveta por quase um ano, lançando-a somente agora quase como uma cápsula do tempo pro som passado do Brave Brothers:

Continuar lendo “T-ARA de volta com Brave Sound Drop It ultrapassado e preguiçoso. Soam como AOA em 2014. <3”

O desespero de Hello Venus continua em novo single datado do Brave Brothers. <3

Depois de um daqueles sexy concepts genéricos de Brave Brothers em Sticky Sticky e do trash épico de Wiggle Wiggle, Hello Penis está de volta em sua terceira tentativa de sucesso pós-revamp (não esquecer que no início elas eram um daqueles grupos aegyo chaves de cadeia que te garantiam um mandato de castração química só por assistir ao MV), um techno tão datado que pareceria em casa tocando na Jovem Pan em 2002:

Continuar lendo “O desespero de Hello Venus continua em novo single datado do Brave Brothers. <3”

Brave Brothers volta pro EDM com AOA. Todos soam mais genéricos do que nunca. <3

AOA pelo visto é o novo pet de Brave Brothers, do mesmo jeito que 4MINUTE e SISTAR já o foram um dia. Digo isso porque Brave Brothers parece estar fazendo algo raro com elas: mudar seu som. E a confirmação disso é o retorno dele ao EDM e a farofa com essa Heart Attack, coisa que ele não fazia a muito tempo, mas sempre soube fazer bem. Não há um sax a ser ouvido em nenhum lugar da produção, e é refrescante vê-las cantando alguma coisa que não seja “somos sexies porque estamos de mini-saia/temos um cabelo curto/andamos feito um gato”. Mas isso não significa que Heart Attack não seja isento de críticas da minha parte, porque ela merece algumas.

Continuar lendo “Brave Brothers volta pro EDM com AOA. Todos soam mais genéricos do que nunca. <3”