CL debuta pela décima quinta vez nos EUA com a aguada “Lifted”.

Daí que em um desenvolvimento súbito e sem sentido, a YG resolveu comemorar os dez anos de debut do Big Bang dando para as VIPs o debut americano de CL como presente. Eu uso o termo “debutar” livremente, é claro. Afinal, a única pessoal a debutar mais que CL deve ser a Chaekyung da DSP, que já fez isso bem umas três vezes já. Mas a pergunta que não quer calar é: após errar tantas vezes, será que CL finalmente aprendeu com suas cagadas anteriores? Será que seu debut oficial americano presta? E se ele não prestar, será que ele pelo menos é ruim não significando ruim, mas ruim significando bom? Essas e outras questões vocês verão respondidas agora!!!1

Continuar lendo “CL debuta pela décima quinta vez nos EUA com a aguada “Lifted”.”

TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2015 (PARTE 1: 100° – 86°)

E mais um ano se passou, galera. Hora de comemorar 2015 pelo que ele foi, pelos bons comebacks, os MVs fora-da-caixa e, principalmente, é hora de celebrarmos o fato de não estarmos ouvindo pop americano, que teve como seu ápice Adele fãs de Demi Lovato comprando centenas de cópias do Confident pra distribuir pra criancinhas com câncer, ao invés de, sei lá, doar dinheiro pro hospital. Sigam em frente para descobrir se suas favoritas farão parte do top100 do Asian Mixtape ou se elas irão comer poeira perdendo vaga pra EXO ou outra bosta dessas. VENHAM. /O/

Continuar lendo “TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2015 (PARTE 1: 100° – 86°)”

PSY retorna com seu lado red e seu lado velvet em novo duplo comeback.

O sétimo álbum de estúdio de PSY finalmente está entre nós. Após ser anunciado pra julho do ano passado (a meia boca Hangover com Snoop Dogg era pra ser pré-release do álbum), o álbum foi engavetado por um ano e meio como é de praxe pra YG Entertainment, vendo a luz do dia somente agora. Por sinal, um dos dois lead singles do álbum, Daddy, já estava anunciado desde a época de Hangover, e eu honestamente nem me surpreenderia se já não estivesse com faixa e MV gravados desde aquela época também, mais YG impossível. Enfim, Daddy:

Continuar lendo “PSY retorna com seu lado red e seu lado velvet em novo duplo comeback.”

2NE1 #lacra o MAMA2015 com música velha (e caras novas).

Daí que as performances no MAMA esse ano foram meio que uma bosta. Boybands demais, Hyeri desafinando Problem de menos. Mas em meio a tudo isso, as novas Wonder Girls (no sentido de terem sido um grupo com potencial que se perdeu por conta de debuts americanos flopados) apareceram do nada para #lacrar a noite com um medley de hits com cinco anos de idade. Quase um pedido de desculpas pelo comeback do mês passado ter virado um solo horrível da CL:

Continuar lendo “2NE1 #lacra o MAMA2015 com música velha (e caras novas).”

CL continua a ser a try-hard mais má no seu novo solo, ‘Hello, Bitches’

Eu nem vou mentir e dizer que tinha algum tipo de expectativa pra carreira solo de CL após todos os pecados cometidos por ela nesses últimos anos, então quando eu vi que ela lançaria uma faixa chamada “Olá, quengas” eu já sabia exatamente o que esperar da coisa toda: CL sendo fodona, vidalok e a vesga mais má por cima de uma backtrack de ~rap fodão~ pouco inspirada… e foi basicamente isso que tivemos:

Continuar lendo “CL continua a ser a try-hard mais má no seu novo solo, ‘Hello, Bitches’”

TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2013 [REPACKAGE] (PARTE 3: 40° – 26°)

Após comentar a enxurrada de lançamentos de primeiro de outubro (alguém me explica essa nova tendência coreana em que tudo é lançado na primeira semana do mês e depois rola um marasmo fodido), agora podemos voltar para nosso épico repackage do BEST OF 2013, agora em sua terceira parte. Quem aparecerá agora? Quem ficou pras partes finais? Quem não aparecerá de maneira alguma? Descubram. imediatamente.

PARTE 1 (70°-56°) / PARTE 2 (55°-41°)

BEST OF 2012 / BEST OF 2014

Continuar lendo “TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2013 [REPACKAGE] (PARTE 3: 40° – 26°)”