TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2010 (PARTE 1: 70° – 56°)

*BOOM* Sim, vocês podem não estar acreditando em seus olhos, mas o TOP70 Melhores Músicas de 2010 finalmente vai acontecer, após travar todos os navegadores com a enxurrada de comentários para seu épico esquenta. Consigo até imaginar vocês abrindo calmamente o ASIANMIXTAPE esta manhã e se deparando com o cataclísmico comeback surpresa do Best Of, tão inesperado que foi quase lançado exclusivamente no TIDAL na calada da noite:

Mas a verdade é que a qualidade do k-pop esse ano tem declinado mais do que as vendas de Ayumi Hamasaki álbum após álbum, e meus parâmetros aparentemente estão caindo no mesmo ritmo, visto que eu fui ouvir minhas próprias playlists de anos antigos tipo 2013 e 2011 e fiquei abismado com quão meia boca as coisas realmente estão nesse 2016. Então é hora de P.A.R.A.R. de postar sobre merdas passáveis e achá-las boas quando comparadas ao lixo atual e voltar o olhar para o passado do k-pop/j-pop, no início da década. Venham comigo!!

Continuar lendo “TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2010 (PARTE 1: 70° – 56°)”

Anúncios

MIXTAPE ESPECIAL – DUBLÉ SIDEKICK

E chegou a hora de mais uma mixtape temática do ASIANMIXTAPE dedicada aos grandes nomes por trás do k-pop. Após apreciarmos os lados red e velvet de BRAVE BROTHERS com suas farofas e midtempos sensuais, após termos nossas mentes devastadas pelo retrô dramático de SWEETUNE e pela versatilidade de SHINSADONG TIGER, chegou a hora de dedicar uma mixtape aos freelancers rookies que desde 2012 vem dominando a cena capopeira e roubando vários contratos que outrora iriam automaticamente para o Brave Brothers, eles… DUBLÉ SIDEKICK.

Formado no começo de 2012 pelo compositor Chance (que desde 2010 vinha assinando várias b-sides sozinho) e pelo letrista Park Jang-geun, o selo “Dublé Sidekick” (ou ainda “Double Sidekick” e “Idanyeopchagi“) foi criado por Chance para assinar o quarto mini de MBLAQ, que havia sido oferecido para ele no fim de 2011. Desde então, o duo criou sua própria agência, a Dublé Kick Entertainment, e passou a incluir mais produtores escrevendo sob a alcunha “Dublé Sidekick”. Por conta disso, o som de Dublé Sidekick é bastante diverso, variando entre estilos bem mais do que a maioria dos compositores. Entretanto, desde o início de suas atividades em 2012, um conceito específico veio a se veicular ao grupo: como vocês verão a partir de agora, este é obviamente o verão concept que tantos amam/odeiam. Cliquem no play aí embaixo e sejam felizes! @_@

Continuar lendo “MIXTAPE ESPECIAL – DUBLÉ SIDEKICK”

TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2015 (PARTE 1: 100° – 86°)

E mais um ano se passou, galera. Hora de comemorar 2015 pelo que ele foi, pelos bons comebacks, os MVs fora-da-caixa e, principalmente, é hora de celebrarmos o fato de não estarmos ouvindo pop americano, que teve como seu ápice Adele fãs de Demi Lovato comprando centenas de cópias do Confident pra distribuir pra criancinhas com câncer, ao invés de, sei lá, doar dinheiro pro hospital. Sigam em frente para descobrir se suas favoritas farão parte do top100 do Asian Mixtape ou se elas irão comer poeira perdendo vaga pra EXO ou outra bosta dessas. VENHAM. /O/

Continuar lendo “TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2015 (PARTE 1: 100° – 86°)”

MIXTAPE – MARÇO ’15

A mixtape do mês de Março tá atrasada, eu sei. Mas foram vários fatores que levaram a isso, como a quantidade ridícula de lançamentos no mês, o fato da icônica Alice estar melhor escondida que Park Bom e falta de vergonha na cara da minha parte mesmo. Mas eis que ela finalmente está aqui, em um revolucionário formato, que reúne os sexy-aegyo-brave-brothers-esco no lado velvet e as coisas mais sérias-pedantes no lado red.  Vamos lá, povo.

Continuar lendo “MIXTAPE – MARÇO ’15”

NS Yoon G está de volta. Continua a ser a Ciara coreana.

NS Yoon G é aquele tipo de gata que mantém uma carreira por consistentemente marcar presença no bottom do top30-40 (não é alto o suficiente pra se considerar BoA e Lee Hyori, mas também não é tão baixo a ponto de ser chutada da gravadora). Ela é portanto a Ciara coreana, por assim dizer. Com seu novo single, Wifey, ela mantém essa comparação viva, entregando um R&B daqueles do começo dos anos 2000, quando o top20 era cheio de divas negras fierces fazendo feat com o rapper do momento (igualzinho a merda que temos hoje, né? RIP pop americano ):

Continuar lendo “NS Yoon G está de volta. Continua a ser a Ciara coreana.”