TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2016 (PARTE 6: 25° – 11°)

E chegou a hora do corte final antes da revelação do top10 de 2016 de acordo com o Asian Mixtape. Essas são todas músicas incríveis e representativas do ano como um todo, mas que na minha opinião não foram tão marcantes e viciantes quanto as faixas presentes no top10, mesmo que por muito pouco. Como sempre, isso se baseia somente na MINHA OPINIÃO, então não fiquem butthurt e, ao invés de reclamarem, façam suas próprias listas como o Dougie e o Dalla Corte e postem aí nos comentários pra apreciação geral da nação. Vamos lá.

Continuar lendo “TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2016 (PARTE 6: 25° – 11°)”

OH MY GIRL está de volta DE NOVO com seu vigésimo oitavo single em seis meses.

OH MY GIRL está de volta. De novo. Após estabelecer para nós com seu último comeback que o mote do grupo de fato é clonar a dualidade sônica de Red Velvet, tendo um lado aegyo (Cupid, Liar Liar) e um lado etéreo (Closer, Windy Day), com esse novo comeback OH MY GIRL resolveu confirmar outra coisa para todos nós: que seu lado velvet é muito superior ao red, fazendo delas a antítese perfeita ao grupo da SM. Afinal, isso aqui tá no máximo esquecível:

Continuar lendo “OH MY GIRL está de volta DE NOVO com seu vigésimo oitavo single em seis meses.”

MIXTAPE – MAIO ’16

Após atrasar mais que a nova girlband da YG, a mixtape de maio finalmente dá as caras aqui pra vocês, contendo o que houve de melhor em maio. E não sei pra vocês, mas pra mim parece que 2016 finalmente engrenou, mesmo que pelas mãos de pessoas inesperadas. Venham, povo.

Continuar lendo “MIXTAPE – MAIO ’16”

OH MY GIRL confirma a qualidade de seu lado velvet com WINDY DAY. Deixa o lado velvet de Red Velvet com inveja.

Eu estou atrasado pra falar desse novo comeback das OH MY GIRL, visto que nesse meio tempo já saíram comebacks de Fiestar, CLC, Luna, Jonghyun, Amber, Junsu, iKON e provavelmente mais trezentos e cinquenta atos coreanos, confirmando a execrável tendência do k-pop em que todo mundo só volta entre maio-agosto e o resto do ano fica às moscas. Mas já que eu gostei da música nova de OMG e sinto que tenho algo a dizer sobre ela, Windy Day ganha post antes de suas favoritas. É a vida. E óbvio que vocês já viram, mas revejam Windy Day:

Continuar lendo “OH MY GIRL confirma a qualidade de seu lado velvet com WINDY DAY. Deixa o lado velvet de Red Velvet com inveja.”

MIXTAPE – MARÇO ’16

E eis que o mês mais bosta pro pop asiático em tempos finalmente acabou, para que todos possamos respirar aliviados e esperar por coisas melhores de abril, como por exemplo o novo álbum de Perfume, o comeback do TWICE e, claro, o retorno das cinzas de UTADEUS HIKARU, para salvar a todos nós, pecadores. Mas antes disso, vamos dar uma olhada no que (meio que) se salvou nesse mês de março. Chequem aew!

Continuar lendo “MIXTAPE – MARÇO ’16”

OH MY GIRL derrapa em seu terceiro single, Liar Liar. Vamos orar por uma recuperação rápida pras meninas.

OH MY GIRL conseguiu se estabelecer como um grupo rookie de respeito de maneira extremamente rara: por pura qualidade. CUPID foi um pagodão festivo e CLOSER um synthpop etéreo e romântico. As duas eram bastantes diferentes entre si, mas ambas de seu próprio jeito ajudaram o grupo a se distanciar de rookies básicas feito CLC, SONAMOO, DIA e COSMIC GIRLS, todos esses grupos apostando em clipes visualmente atraentes, mas com faixas desleixadas e com elementos sônicos demais no instrumental e melodias cativantes de menos. Agora que OH MY GIRL retornou com seu terceiro single, elas continuarão a se destacar da manada? Ou irão afundar na vala de grupos com faixas que simplesmente não ficam na memória? Tira-teima:

Continuar lendo “OH MY GIRL derrapa em seu terceiro single, Liar Liar. Vamos orar por uma recuperação rápida pras meninas.”