MIXTAPE – MAIO’17

E finalmente chegou a hora da mixtape de maio acontecer. Mês passado foi relativamente inusitado, e consequentemente a playlist também está longe do habitual. Praticamente metade dela é japonesa, após a total ausência do Nihon mês passado; e a outra metade ou é solista ou boyband. Honestamente, rolou algum comeback de girlband em maio tirando o adeus de Xisuta, April e TRYING TO LET YOU KNOW XIGNÔL BONÉ SIGNAL BONÉ? Porque se teve eu nem lembro mais.

Continuar lendo “MIXTAPE – MAIO’17”

Pacotão de Oppas (30/05): quinze (!!!) comebacks de maio comentados pra vocês.

Daí que nessas duas últimas semanas a porteira abriu e dezenas de boybands tiveram comeback. Eu nem estou brincando, foram muitas MESMO (Broduce 101’s impact?). Aí embaixo está o testamento de minha resiliência, determinação e dedicação ao blog, porque eu ouvi Q.U.I.N.Z.E. dessas faixas uma atrás da outra pra postar essa bosta, quando minha vontade era bem ouvir uns dois comebacks no máximo. Vejamos se alguns dos seus oppas prestaram, mas antes, uma pausa pra notícias urgentes:

[BTS – 2017 BILLBOARD MUSIC AWARDS]

O sangue, suor e lágrimas das ARMYs ganharam pro BTS um prêmio aí da Billboard com 300 bilhões de votos ou algo assim (que porra é um “social artist”?). Mas honestamente? Eles mereciam mesmo se a competição era Ariana Grande, Cabeçuda Gomes, Bieber e um negócio chamado Shawn Mendes. Os singles deles são melhores mesmo. E é sempre bom ver aquele velho ciclo do “ato que está prestes a dominar a América e que é mega hypado entre os capopeiros sendo usado pela mídia ocidental como clickbait” se repetir. CL fazendo feat com um monte de rapper terrível de 2015 pra cá. 2NE1 sendo a melhor banda da terra segundo a MTV em 2012. Girls Generation se apresentando no Letterman em 2011. Wonder Girls abrindo a tour dos Jonas Brothers em 2010. BoA e Se7en ~~dominando a América em 2009.  Been there, done that.

Mas se é pra ser honesto, o impacto da mídia social e das fangirls loucas no conceito de “fama” e “força de marca” em 2017 faz BTS de fato ter mais exposição do que esses atos passados jamais tiveram operando nas condições da mídia convencional pré-snap/insta/tuírer, então eles provavelmente serão mais onipresentes na América do que todos os que tentaram antes. Mainstream? Nunca, né. Não que alguém algum dia vá chegar perto do impacto cultural de PSY, por exemplo. Mas as ARMYs merecem curtir o momento. Pois BTS é o grupo da vez a ~fazer a América~.

PARABAINS

Com esse momento emocionante fora do caminho, podemos mergulhar de cabeça na vala que é o submundo das boybands. Vejamos se alguém se salva.

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (30/05): quinze (!!!) comebacks de maio comentados pra vocês.”

Pacotão de oppas (07/07): NCT, Seventeen, Beast, Infinite e mais

Bem, chegou a hora de mais uma rodada do pacotão de oppas, a incrível coluna onde eu enfio várias boybands num post só pra comentar os comebacks mais recentes do k-pop. Por quê? Nem eu sei exatamente, visto que eu raramente me importo com boybands e não iria ativamente procurar ouvir os singles de praticamente nenhuma delas não fosse a coerção de vocês nos comentários. Mas já que todos vocês querem saber se eu gostei/odiei/aceitei calmamente o single mais recente dos seus biases, lá vai uma série de twittadas incríveis sobre NCT, Seventeen, Beast e mais. Vamos começar com o comeback que obviamente mexeu mais com todos nós. Então me desculpem qualquer coisa, estou muito nervoso:

[NCT 127 – FIRE TRUCK]

Continuar lendo “Pacotão de oppas (07/07): NCT, Seventeen, Beast, Infinite e mais”

MIXTAPE – SETEMBRO ’15

Após atrasar mais do que o debut do iKON, a mixtape de setembro finalmente está aqui pra vocês (só que sem ser uma bosta feito o debut mencionado, claro). O mês começou fortíssimo, mas descambou totalmente em sua segunda quinzena, num mar de nada intenso. Descubram quem fez o requisito ou não a partir. de. agora. /o/

Continuar lendo “MIXTAPE – SETEMBRO ’15”

Essa semana rolaram não um, mas DOIS bons singles de boybands com uma dúzia de membros. Que mundo é esse?

Como vocês sabem, eu não dou uma foda pra essas boybands com 69 pirralhos em que só um canta, um outro é “rapper” e a única função dos 67 restantes é ficar dando piruetas acrobáticas no palco do Inkigayo. Mas como 2015 está sendo um ano cheio de shock value, essa semana eu me vi gostando de não um, mas DOIS singles de boybands gigantescas. Eu sei, estou tão abismado quanto vocês, e já imagino que metade de vocês está fechando a aba do navegador com esse post e saindo pela direita assim:

…….mas antes de fazerem isso e irem dar unlike na minha página no facebook, ao menos tentem dar um play nessa farofa toscovilhosa aqui e comprovem o poder desses nugus com nome estúpido:

[UP10TION – SO, DANGEROUS]

Continuar lendo “Essa semana rolaram não um, mas DOIS bons singles de boybands com uma dúzia de membros. Que mundo é esse?”