Mickey Mouse ganha Tribute Album no Japão com Koda Kumi, U-KISS, Daichi Miura, Dream Ami e outros flops!

Como vocês sabem, o pessoal no Japão adora álbum de covers, coletâneas, álbuns de remixes, de tributos e tudo o mais que ninguém mais lança em nenhuma parte do mundo porque obviamente iria flopar vendendo no máximo mil cópias. Eu não sei bem dizer por que japoneses adoram esse tipo de coisa, mas eles simplesmente gostam. Vendo nesse curioso gosto nipônico uma maneira fácil de fazer dinheiro, a maligna e gananciosa Disney preparou a toque de caixa um icônico álbum tributo pra algumas de suas músicas temas mais célebres, com vários flops e hasbeens japas reunidos pra gritar muito Lerigou em “Thank You Disney“. O lead single é “A Bela e a Fera”, cantado por dois integrantes do AAA em inglês surpreendentemente aceitável:

Continuar lendo “Mickey Mouse ganha Tribute Album no Japão com Koda Kumi, U-KISS, Daichi Miura, Dream Ami e outros flops!”

Anúncios

TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2009 (PARTE 2: 55° – 41°)

E chegou a hora de continuar com o top70 de 2009. Estão preparados pra mais electropop cheio de autotune? Figurinos aterrorizantes? Solistas japonesas dominando a cena sem dó? É bom estarem. E também estejam preparados pra revelação de qual foi. o. melhor. CF de celular de 2009, porque hoje teremos a bombástica revelação da trilogia de celulares ao lado de mais doze faixas nostálgicas!!1

Continuar lendo “TOP70 MELHORES MÚSICAS DE 2009 (PARTE 2: 55° – 41°)”

TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2016 (PARTE 6: 25° – 11°)

E chegou a hora do corte final antes da revelação do top10 de 2016 de acordo com o Asian Mixtape. Essas são todas músicas incríveis e representativas do ano como um todo, mas que na minha opinião não foram tão marcantes e viciantes quanto as faixas presentes no top10, mesmo que por muito pouco. Como sempre, isso se baseia somente na MINHA OPINIÃO, então não fiquem butthurt e, ao invés de reclamarem, façam suas próprias listas como o Dougie e o Dalla Corte e postem aí nos comentários pra apreciação geral da nação. Vamos lá.

Continuar lendo “TOP100 MELHORES MÚSICAS DE 2016 (PARTE 6: 25° – 11°)”

MIXTAPE ESPECIAL – DUBLÉ SIDEKICK

E chegou a hora de mais uma mixtape temática do ASIANMIXTAPE dedicada aos grandes nomes por trás do k-pop. Após apreciarmos os lados red e velvet de BRAVE BROTHERS com suas farofas e midtempos sensuais, após termos nossas mentes devastadas pelo retrô dramático de SWEETUNE e pela versatilidade de SHINSADONG TIGER, chegou a hora de dedicar uma mixtape aos freelancers rookies que desde 2012 vem dominando a cena capopeira e roubando vários contratos que outrora iriam automaticamente para o Brave Brothers, eles… DUBLÉ SIDEKICK.

Formado no começo de 2012 pelo compositor Chance (que desde 2010 vinha assinando várias b-sides sozinho) e pelo letrista Park Jang-geun, o selo “Dublé Sidekick” (ou ainda “Double Sidekick” e “Idanyeopchagi“) foi criado por Chance para assinar o quarto mini de MBLAQ, que havia sido oferecido para ele no fim de 2011. Desde então, o duo criou sua própria agência, a Dublé Kick Entertainment, e passou a incluir mais produtores escrevendo sob a alcunha “Dublé Sidekick”. Por conta disso, o som de Dublé Sidekick é bastante diverso, variando entre estilos bem mais do que a maioria dos compositores. Entretanto, desde o início de suas atividades em 2012, um conceito específico veio a se veicular ao grupo: como vocês verão a partir de agora, este é obviamente o verão concept que tantos amam/odeiam. Cliquem no play aí embaixo e sejam felizes! @_@

Continuar lendo “MIXTAPE ESPECIAL – DUBLÉ SIDEKICK”

MIXTAPE – JUNHO ’16

Após a mixtape de maio demorar uma eternidade pra sair, resolvi chocar a todos vocês trazendo a mixtape de junho o. quanto. antes. Infelizmente junho não foi tão bom quanto maio e na verdade foi bem méh no geral, mas algumas faixas ainda assim conseguiram se destacar. Elas e algumas outras bem aceitáveis se encontram aí embaixo pra vocês. @_@

Continuar lendo “MIXTAPE – JUNHO ’16”

U-KISS aterrorizam uma pobre coitada em seu ótimo novo single, STALKER.

Após um 2014 forte com o concept do menage escandalizante de “QUIT PLAYING“, U-KISS meio que deu uma sumida. Eu achava que isso era provavelmente devido ao serviço militar, ou talvez pra ver se as pessoas esqueciam do mano que mentiu sobre ser casado. Mas daí quando eu dou por mim U-KISS me aparece do nada com um comeback NA SEMANA em que o mano casado teve um filho, confirmando que o sumiço provavelmente era só flop e nada mais. Pelo menos a espera valeu:

Continuar lendo “U-KISS aterrorizam uma pobre coitada em seu ótimo novo single, STALKER.”