Pacotão de Oppas (04/04): Winner, TVXQ, Wanna One, Big Bang e mais uma caralhada de comebacks

Finalmente chegou aquele momento que vocês adoram: os charts semanais o pacotão de oppas, que está atrasadíssimo e portanto está atochado de lançamentos de dezenas de atos, provavelmente passando de uma centena de manos de terninho, batom e choker se formos contar a quantidade de integrantes em cada grupo. Então é claro que acabarei deixando alguma coisa passar batido, logo, sintam-se a vontade pra reclamar nos comentários dos grupos que eu esqueci. Agora vamos lá, com o lançamento mais recente do pacotão, que saiu hoje e já abre a lista com pé esquerdo:

WINNER – EVERYDAY

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (04/04): Winner, TVXQ, Wanna One, Big Bang e mais uma caralhada de comebacks”

Anúncios

Pacotão de Oppas (06/02): Infinite, iKON, JBJ e mais uma porrada de comebacks comentados pra vocês

Mais um mês se passou, então é hora de checar os comebacks masculinos de janeiro pra ver se alguns dos oppas de vocês merecem um minuto do meu dia e uma vaguinha na mixtape do mês. Quantos oppas lançarão EDM sofisticado de terninho e choker? Quantos oppas estarão intelectuais de gola alta lançando balada chata? Será que rolará algum oppa vidalok traficante fodão? Vejamos, a começar por Infinite, a boyband com o melhor histórico de todas as que deram as caras esse mês:

Infinite – Tell Me

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (06/02): Infinite, iKON, JBJ e mais uma porrada de comebacks comentados pra vocês”

Pacotão de Oppas (11/11): BLOCK B, Super Junior, Seventeen e mais uma dezena de oppas comentados pra vocês!

Daí que nessas duas últimas semanas a porteira abriu e dezenas de boybands tiveram comeback. Eu nem estou brincando, foram muitas MESMO, então é claro que um Pacotão de Oppas se mostrava necessário pra comentar todas as faixas medíocres que seus oppas largaram no mercado. Quantos oppas lançarão EDM sofisticado de terninho? Quantos oppas estarão intelectuais de gola alta? Será que rolará algum oppa datado AINDA usando choker e lançando tropical house? Vejamos, a começar por BLOCK B, que não tem um single memorável tem anos:

[BLOCK B – SHALL WE DANCE]

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (11/11): BLOCK B, Super Junior, Seventeen e mais uma dezena de oppas comentados pra vocês!”

Pacotão de Oppas (31/07): BTS, Snuper, Monsta X, KNK e mais uma porrada de manos comentados pra vocês!

E aí que julho finalmente está acabando, então é hora de checar o que todos os seus oppas lançaram nas últimas semanas, pra ver se pelo menos umas três faixas se salvam pra figurar na mixtape de julho ao lado das rainhas Lee Hyori, Utada e Ceroeja. Será que vai ter tropical house? Será que vai ter oppa maloqueiro fodão? Veremos, a começar pelo que é provavelmente o ato mais consistente dessa lista:

[SNUPER – THE STAR OF STARS]

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (31/07): BTS, Snuper, Monsta X, KNK e mais uma porrada de manos comentados pra vocês!”

MIXTAPE – MAIO’17

E finalmente chegou a hora da mixtape de maio acontecer. Mês passado foi relativamente inusitado, e consequentemente a playlist também está longe do habitual. Praticamente metade dela é japonesa, após a total ausência do Nihon mês passado; e a outra metade ou é solista ou boyband. Honestamente, rolou algum comeback de girlband em maio tirando o adeus de Xisuta, April e TRYING TO LET YOU KNOW XIGNÔL BONÉ SIGNAL BONÉ? Porque se teve eu nem lembro mais.

Continuar lendo “MIXTAPE – MAIO’17”

Pacotão de Oppas (30/05): quinze (!!!) comebacks de maio comentados pra vocês.

Daí que nessas duas últimas semanas a porteira abriu e dezenas de boybands tiveram comeback. Eu nem estou brincando, foram muitas MESMO (Broduce 101’s impact?). Aí embaixo está o testamento de minha resiliência, determinação e dedicação ao blog, porque eu ouvi Q.U.I.N.Z.E. dessas faixas uma atrás da outra pra postar essa bosta, quando minha vontade era bem ouvir uns dois comebacks no máximo. Vejamos se alguns dos seus oppas prestaram, mas antes, uma pausa pra notícias urgentes:

[BTS – 2017 BILLBOARD MUSIC AWARDS]

O sangue, suor e lágrimas das ARMYs ganharam pro BTS um prêmio aí da Billboard com 300 bilhões de votos ou algo assim (que porra é um “social artist”?). Mas honestamente? Eles mereciam mesmo se a competição era Ariana Grande, Cabeçuda Gomes, Bieber e um negócio chamado Shawn Mendes. Os singles deles são melhores mesmo. E é sempre bom ver aquele velho ciclo do “ato que está prestes a dominar a América e que é mega hypado entre os capopeiros sendo usado pela mídia ocidental como clickbait” se repetir. CL fazendo feat com um monte de rapper terrível de 2015 pra cá. 2NE1 sendo a melhor banda da terra segundo a MTV em 2012. Girls Generation se apresentando no Letterman em 2011. Wonder Girls abrindo a tour dos Jonas Brothers em 2010. BoA e Se7en ~~dominando a América em 2009.  Been there, done that.

Mas se é pra ser honesto, o impacto da mídia social e das fangirls loucas no conceito de “fama” e “força de marca” em 2017 faz BTS de fato ter mais exposição do que esses atos passados jamais tiveram operando nas condições da mídia convencional pré-snap/insta/tuírer, então eles provavelmente serão mais onipresentes na América do que todos os que tentaram antes. Mainstream? Nunca, né. Não que alguém algum dia vá chegar perto do impacto cultural de PSY, por exemplo. Mas as ARMYs merecem curtir o momento. Pois BTS é o grupo da vez a ~fazer a América~.

PARABAINS

Com esse momento emocionante fora do caminho, podemos mergulhar de cabeça na vala que é o submundo das boybands. Vejamos se alguém se salva.

Continuar lendo “Pacotão de Oppas (30/05): quinze (!!!) comebacks de maio comentados pra vocês.”